Paradoxos da corrupção: o segundo discurso de Rousseau

Paradoxos da corrupção: o segundo discurso de Rousseau

Autor Oliveira, Higor Fabrício de Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Rosa Filho, Silvio Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo Esta pesquisa pretende analisar a obra Discurso sobre a origem e os fundamentos da desigualdade entre os homens, de Jean-Jacques Rousseau. Trata-se, antes de tudo, de situá-la no interior do conjunto das obras deste autor, com vistas a interrogar a dimensão crítica do homem e da sociedade nela presente, em especial, no que concerne à noção de corrupção. Trata-se, em seguida, de interrogar-se acerca de alguns paradoxos presentes no interior da obra, sobretudo na própria noção perfectibilidade e na formulação da ideia de natureza como matriz reguladora. A leitura estrutural da obra acompanhada da leitura de alguns de seus principais comentadores, assim como a atenção dedicada aos campos semânticos e à formulação rousseauniana das problemáticas permitirão, espera-se, melhor discernir o aporte crítico do discurso de Rousseau.
Palavra-chave Rousseau, Jean-Jacques, 1712-177
Corrupção
Idioma Português
Data de publicação 2012-08-30
Publicado em OLIVEIRA, Higor Fabrício de. Paradoxos da corrupção: o segundo discurso de Rousseau. 2012. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), Guarulhos, 2012.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/9907

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: Publico-HigorFabriciodeOliveira.pdf
Tamanho: 604.8KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta