O Usuário e a Estratégia Saúde da Família de uma Operadora de Autogestão no Município de São Paulo

O Usuário e a Estratégia Saúde da Família de uma Operadora de Autogestão no Município de São Paulo

Autor Cuginotti, Aloísio Punhagui Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Cecilio, Luiz Carlos de Oliveira Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo OBJETIVOS: Apreender a percepção do usuário acerca das novas formas de produção do cuidado através do novo modelo, Estratégia Saúde da Família (ESF), e compreender como o usuário vivencia os processos assistenciais inovadores que compõem o movimento de transição tecnológica conduzido pela Operadora de Autogestão (OAG). MÉTODO: Pesquisa qualitativa do tipo estudo de caso, realizada mediante técnica de entrevista com roteiro semiestruturado, grupo focal e entrevista aberta. Iniciada após prévia aprovação pelo Comitê de Ética em Pesquisa e assinatura, pelos participantes, do Termo de Consentimento Livre e Esclarecido. Os sujeitos são os administradores da autogestão, os trabalhadores da unidade assistencial e os seus usuários. DISCUSSÕES: A implantação da Estratégia Saúde da Família (ESF) como novo modelo assistencial, a transição tecnológica na saúde e o desafio de articular uma ampla rede credenciada com os serviços próprios (ESF). A forma como os administradores buscam aliados no Conselho de Usuários, órgão consultivo da operadora, e nos usuários aderidos que participam dos espaços das unidades próprias para vencer as resistências e barreiras culturais dos usuários não-aderidos. A utilização das duas portas de entrada no sistema, o credenciamento e os serviços próprios utilizados pelos usuários aderidos e nãoaderidos à ESF. CONCLUSÕES: A imprecisão conceitual (de formulação) da estratégia, por parte da operadora, trouxe dificuldades operacionais para enfrentar o dilema central dessa empresa, ou seja, as duas lógicas assistenciais em disputa: a rede credenciada (modelo tradicional) e a estratégia (novo modelo). Não houve a esperada quebra de paradigma assistencial, de um modelo médico centrado para o outro. A transição tecnológica, apesar de percebida, é interpretada de forma diferente pelos dirigentes, funcionários e usuários “aderidos e não-aderidos”.
Palavra-chave Operadoras de Planos de Saúde
Saúde Suplementar
Saúde da Família
Transição Tecnológica em Saúde
Usuários
Idioma Português
Data de publicação 2010-02-24
Publicado em CUGINOTTI, Aloísio Punhagui. O Usuário e a Estratégia Saúde da Família de uma Operadora de Autogestão no Município de São Paulo. 2010. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2010.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/9876

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: Retido-00398.pdf
Tamanho: 409.4KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta