O impacto da deficiência auditiva na qualidade de vida do idoso, antes e um ano após a adaptação de próteses auditivas

O impacto da deficiência auditiva na qualidade de vida do idoso, antes e um ano após a adaptação de próteses auditivas

Título alternativo The impact of the hearing loss on quality of life of elderly before and one year after of adaptation the hearing aids
Autor Souza, Ruth Maria Magalhães Eringer de Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Iorio, Maria Cecilia Martinelli Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo The objective of this research was to study the effects of audiologic rehabilitation through hearing aids on quality of life of the elderly, according to gender and age. Method: The study included 50 elderly, 23 were female and 27 male. The patients were divided into two groups: Group 1 - includes 24 seniors, 11 females and 13 males aged 60 to 74 years and Group 2 (G2) - composed of 26 seniors, 12 females and 14 male, aged over 75 years. The patients were evaluated before the hearing aids fitting and a year after the adaptation of hearing aids, through questionnaires, HHIE and SF 36, and test MMSE. Bi-monthly follow-ups were conducted to ensure the effective use of hearing aids. Results: Analysis of HHIE revealed that the scores of the Emotional and Social Scales in the period after intervention were statistically significant in both age groups, both male and female. The test results showed that the MMSE scores in the period after intervention were statistically significant, and this difference was independent of sex and age. In SF 36, the results of six of the eight aspects studied showed statistically significant results in the post intervention, and functional ability, physical appearance, vitality, emotional aspects, social aspects and mental health. Aspects pain and general health showed no significant result in the post, however aspect pain in the elderly group 2 showed significant results in the post. Conclusion: There is little self-perception of participation restrictions after audiologic rehabilitation in the Social and Emotional Scales of HHIE. Elderly men have a greater self-perception of the restrictions on participation in the emotional aspect and social aspect, in the pre intervention. Elderly Group 2 have higher self-perception of the restriction of participation in the emotional aspect in the period before. The elderly showed better results in the MMSE test in the post regardless of sex and age. There is improvement in quality of life demonstrated in the aspects Functional Capacity, Physical, Vitality, Emotional, Social and Mental Health in the SF-36 questionnaire in the period after regardless of sex and age.

O objetivo desta pesquisa foi estudar os efeitos da intervenção fonoaudiológica por meio de adaptação de próteses auditivas na qualidade de vida do idoso, segundo as variáveis sexo e faixa etária. Método: Participaram do estudo 50 idosos, sendo 23 do sexo feminino e 27 do sexo masculino. Os idosos foram distribuídos em dois grupos etários: Grupo 1 – composto por 24 idosos, 11 do sexo feminino e 13 do sexo masculino, com idade entre 60 a 74 anos e Grupo 2 (G2) – composto por 26 idosos, 12 do sexo feminino e 14 do sexo masculino, com idade igual ou superior a 75 anos. Os idosos foram avaliados antes da adaptação das próteses auditivas e um ano após a adaptação das próteses auditivas, por meio de questionários, HHIE e SF 36, e o teste MEEM. Foram realizados acompanhamentos bimensais a fim de garantir o uso efetivo das próteses auditivas. Resultados: A análise do HHIE revelou que os escores das Escalas Emocional e Social no período pós intervenção foram estatisticamente significantes, nas duas faixas etárias, tanto no sexo masculino quanto no sexo feminino. Os resultados do teste MEEM revelaram que os escores no período pós intervenção foram estatisticamente significantes, e estas diferenças ocorreram independente do sexo e da faixa etária. No questionário SF 36, os resultados de seis dos oito aspectos analisados revelaram resultados estatisticamente significantes no período pós intervenção, sendo capacidade funcional, aspecto físico, vitalidade, aspecto emocional, aspecto social e saúde mental. Os aspectos dor e saúde geral não apresentaram resultados significantes no período pós, no entanto no aspecto dor os idosos do grupo 2 apresentaram resultados significantes no período pós. Conclusão: Há menor autopercepção das restrições de participação após a intervenção fonoaudiológica nas Escalas Social e Emocional do questionário HHIE. Os idosos do sexo masculino apresentam maior autopercepção das restrições de participação na Escala Emocional e Escala Social, no período pré intervenção. Os idosos do Grupo 2 apresentam maior auto percepção da restrição de participação na Escala Emocional no período pré. Os idosos revelaram melhores resultados no teste MEEM no período pós, independente do sexo e faixa etária. Há melhora na qualidade de vida demonstrada nos Aspectos Capacidade Funcional, Físico, Vitalidade, Emocional, Social e Saúde Mental do questionário SF36 no período pós, independentemente do sexo e faixa etária.
Palavra-chave Idoso
Qualidade de vida
Questionários
Auxiliares de audição
Hearing loss
Perda auditiva
Aged
Quality of life
Questionnaires
Hearing aids
Deficiência auditiva
Idioma Português
Data de publicação 2010-02-24
Publicado em SOUZA, Ruth Maria Magalhães Eringer de. O impacto da deficiência auditiva na qualidade de vida do idoso, antes e um ano após a adaptação de próteses auditivas. 2010. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2010.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 117 p.
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/9854

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: Publico-024.pdf
Tamanho: 692.6KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta