Nutrição e síndrome metabólica em Policiais Militares do oeste do Paraná

Nutrição e síndrome metabólica em Policiais Militares do oeste do Paraná

Título alternativo Nutrition and metabolic syndrome in Military Police Officers in western region of Paraná
Autor Oliveira, Ana Flávia de Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Ancona-Lopez, Fábio Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Pós-graduação Nutrição – São Paulo
Resumo Introduction: The metabolic syndrome (MetSyn) is a complex disorder that is related to well-established cardiovascular risk factors. The food intake has been associated with MetSyn, however, the role of diet in its origin is not well understood. Objective: To investigate the prevalence of MetSyn and its components relating them to the food intake of the Military Police Officers in the Western region of Paraná. Methods: We analyzed the waist circumference, blood pressure, fasting glucose, triglycerides, high-density lipoprotein (HDL) cholesterol and dietary intake of 280 military police officers, male, 21 to 50 years in Western Paraná. MetSyn and its components were defined by NCEP-ATPIII adapted by IDBSM. We used three 24-hour food recalls for analysis of intake of carbohydrates, proteins, fats, fiber, vitamins A, C, E, D, B12, B9, and calcium. We compared the nutrient intake average between officers with and without MetSyn and its components. Results: We found 69 (24.6%) cases of MetSyn. Among the components of MetSyn, the most prevalent ones were hypertriglyceridemia, low HDL-cholesterol and hypertension. There was a high prevalence of inadequacy in the analyzed micronutrient. Police officers with increased waist circumference eat more energy (p <0.001), carbohydrate (p = 0.02), fibers (p = 0.04), protein (p = 0.002) and total fat (<0.01). Police officers with MetSyn showed higher energy intake (p = 0.03). The intake average of vitamin D was lower in the groups: increased waist circumference (p <0.05), hypertriglyceridemia (p <0.05), hypertension (p = 0.04) and presence of MetSyn (p <0, 05). Conclusion: The military police officers had a poor intake of micronutrients. Despite the limitations of this cross-sectional study, the results suggest that MetSyn in this population can be related to excessive intake of energy and low intake of vitamin D. More attention should be paid to the health conditions and dietary intake of this studied population, who is responsible for providing security service for the Brazilian people.

Introdução: A síndrome metabólica (SM) é um transtorno complexo que associa fatores de risco cardiovasculares bem estabelecidos. A ingestão alimentar tem sido associada a SM, no entanto, o papel da dieta em sua gênese não é bem compreendido. Objetivo: Verificar a prevalência de SM e seus componentes relacionando-os à ingestão alimentar em Policiais Militares da região oeste do Paraná. Métodos: Foi analisada a circunferência da cintura, a pressão arterial, a glicemia em jejum, o triacilgliceróis, o HDL-colesterol e a ingestão alimentar de 280 Policiais Militares, do gênero masculino, de 21 a 50 anos, do oeste do Paraná. A SM e seus componentes seguiram os critérios do NCEP-ATPIII adaptados pela IDBSM. Utilizou-se de três recordatórios alimentar de 24h para análise da ingestão dos carboidratos, proteínas, gorduras, fibras, vitaminas A, C, E, D, B12, B9 e cálcio. Comparou-se a média da ingestão de nutrientes entre os policiais com e sem SM e seus componentes. Resultados: Encontraram-se 69 (24,6%) casos de SM. Dentre os componentes da SM, os mais prevalentes foram a hipertrigliceridemia, HDL-colesterol baixo e hipertensão arterial. Houve alta prevalência de inadequação dos micronutrientes analisados. Policiais com circunferência da cintura aumentada ingerem mais energia (p<0,001), carboidratos (p=0,02), fibras (p=0,04), proteínas (p=0,002) e gorduras totais (<0,01). Policiais com SM apresentaram maior ingestão energética (p=0,03). A ingestão média de vitamina D foi menor nos grupos: circunferência da cintura aumentada (p<0,05), hipertrigliceridemia (p<0,05), hipertensão arterial (p=0,04) e presença de SM (p<0,05). Conclusão: Os policiais militares apresentaram ingestão deficiente dos micronutrientes estudados. Apesar da limitação do corte transversal do presente estudo, os resultados sugerem que a SM nesta população pode estar relacionada com ingestão excessiva de energia e baixa ingestão de vitamina D. É necessária maior atenção ao estado de saúde e ingestão alimentar desta população avaliada, que é responsável pela segurança da população brasileira.
Palavra-chave Antioxidants
Consumo alimentar
Food consumption
Militares
Military personnel
Police
Policiais
Síndrome metabólica
Metabolic syndrome
Nutrição
Nutrição em Saúde Pública
Idioma Português
Data de publicação 2009-04-29
Publicado em ALVES, Rosana. Nutrição e síndrome metabólica em Policiais Militares do oeste do Paraná. 2009. 118 f. Tese (Doutorado em Ciências) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo, São Paulo, 2009.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 118 p.
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/9847

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: Publico-11753.pdf
Tamanho: 726.5KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta