Meningiomas: caracterização da indução da via de sinalização de Notch e desenvolvimento de modelo ortotópico animal

Meningiomas: caracterização da indução da via de sinalização de Notch e desenvolvimento de modelo ortotópico animal

Título alternativo Meningiomas: characterization of the induction of notch signaling pathway and development of orthotopic animal model
Autor Baia, Gilson Soares Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Kimura, Edna Teruko Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo É observado que a cascata de sinalização de Notch tem ativação desregulada em diversos tipos de cânceres. Em câncer, é descrito que a função específica da via de sinalização de Notch e dependente do contexto celular, dos tipos específicos expressos de receptores homólogos e do cruzamento de informação (crosstalk) entre as diferentes vias de sinalização. Nosso laboratório descreveu previamente, que a via de sinalização de Notch apresenta-se desregulada em meningiomas de todos os graus. Entretanto, a conseqüência funcional desta sinalização anormal de Notch e desconhecida. Neste trabalho, descrevemos que, em linhagens celulares de meningiomas, a expressão exógena do gene Hes-1, o componente efetor da via de Notch, esta associada à formação de células tetraplóides. De forma similar, a expressão exógena das formas ativas dos receptores Notch 1 e Notch2, induz ao aumento da expressão de Hes-l, que contribui para a formação de células tetraplóides. Células tetraplóides de meningioma exibem indícios de instabilidade genética, caracterizados pelo aumento da freqüência de figuras atípicas nucleares, como a presença de mitoses com fusos multipolares e de células com núcleos de tamanho aumentado. As células tetraplóides isoladas por citometria de fluxo demonstram ser viáveis em cultura, embora apresentem uma maior taxa de apoptose espontânea, quando comparadas as células diplóides. A técnica de cariotipagem espectral foi usada para demonstrar que, em comparação as células diplóides, as células tetraplóides desenvolvem uma taxa mais elevada de aberrações cromossômicas estruturais e numéricas. Nossos resultados identificam uma nova função para a via de sinalização de Notch na geração tetraplóidia e conseqüentemente de instabilidade cromossômica. Portanto, a via desregulada da sinalização de Notch pode ser um mecanismo genético inicial em meningiomas, contribuindo potencialmente para a tumorigênese..
Palavra-chave Bioluminescência
Modelo ortotópico
Tetraplóidia
Via de sinalização de Notch
Meningioma
Transdução de sinal
Próteses e implantes
Animais
Idioma Português
Data de publicação 2008-07-30
Publicado em BAIA, Gilson Soares. Meningiomas: Caracterização da indução da via de sinalização de Notch e Desenvolvimento de modelo ortotópico animal. 2008. Tese (Doutorado) - Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2008.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 56 p.
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/9814

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: Publico-10890a.pdf
Tamanho: 1.984MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo
Nome: Publico-10890b.pdf
Tamanho: 1.607MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo
Nome: Publico-10890c.pdf
Tamanho: 1.673MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo
Nome: Publico-10890d.pdf
Tamanho: 1.518MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta