Mecanismos geradores da atividade vasomotora simpática na hipertensão arterial renovascular em ratos Wistar

Mecanismos geradores da atividade vasomotora simpática na hipertensão arterial renovascular em ratos Wistar

Título alternativo Mechanisms of vasomotor sympathetic activity generation in the renovascular hypertension in Wistar rats
Autor Oliveira-Sales, Elizabeth Barbosa de Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Campos, Ruy Ribeiro Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo The renovascular arterial hypertension (AH) is associated with sympathetic hyperactivity and impaired baroreflex sensitivity determined by increase in circulating angiotensin II (Ang II). The aim of this thesis was to evaluate the role of oxidative stress in the generation and maintenance of the AH (2 Kidney – 1 Clip). Five series of experiments were performed in male Wistar. The results showed autonomic cardiovascular control changes characterized by increased sympathetic modulation in blood vessels, impaired baroreflex sensitivity and tachycardia from the fourth week. Furthermore, we observed that Ang II (via AT-1 receptor) and NO (produced by iNOS) in the rostral ventrolateral medulla (RVLM) are involved in the maintenance of AH and renal sympathetic nerve activity in the 2K-1C. Indeed, there is an imbalance between pro-oxidants and antioxidants in the RVL and hypothalamic paraventricular nucleus (PVN) of animals 2K-1C, because the increase in blood pressure (BP) and sympathetic hyperactivity was reversed in response to administration of the antioxidant (Tempol) into the RVLM and PVN. The over expression of CuZnSOD in the RVLM prevented the AH and reduced the production of superoxide in this region in 2K-1C. Furthermore, improved the impaired baroreflex sensitivity and inhibited the tachycardia observed from the fourth week of AH. Chronic Vitamin C treatment decreased BP and sympathetictactivation in hypertensive animals. In addition, reduced gene expression of subunits of NAD (P) H oxidase in the PVN and RVLM, but unchanged the expression of CuZnSOD. Oxidative stress also seems to influence the gene expression of AT-1 receptor, iNOS, nNOS, IL-1 â and Glut-1 in the PVN and RVL regions, because the treatment reduced the expression of these components. Based on our results, we suggest that the angiotensin system, NO and oxidative stress in the PVN and RVLM are involved in the maintenance of sympathetic tone and the AH 2K-1C. Oxidative stress in sympathetic premotor neurons is a major mechanism for the establishment and maintenance of Ang II – dependent hypertension.

A Hipertensão arterial (HA) renovascular está associada com uma hiperatividade simpática e prejuízo na sensibilidade reflexa do barorreceptor determinadas por aumento na Angiotensina II (Ang II) circulante. O objetivo da presente Tese foi avaliar o papel do estresse oxidativo na geração e manutenção da HA 2 Rins-1Clipe. Ratos Machos Wistar foram utilizados em cinco séries de experimentos. Os resultados demonstraram uma alteração no controle autonômico cardíaco caracterizado por maior modulação simpática nos vasos, um prejuízo da sensibilidade reflexa do barorreceptor e taquicardia a partir da quarta semana. Além disso, observou-se que Ang II (via receptor AT-1) e o NO (produzido pela iNOS) na região rostro ventrolateral do bulbo (RVL), participam mantendo a HA e a atividade nervosa simpática renal em ratos 2R-1C. Evidenciou-se um desequilíbrio entre próoxidantes e antioxidantes, caracterizando um estado de estresse oxidativo nas regiões RVL e no núcleo paraventricular (PVN) dos animais 2R-1C, visto que o aumento de pressão arterial (PA) e a hiperatividade simpática são revertidos com a administração do antioxidante (Tempol) nessas regiões. A super expressão crônica de CuZnSOD na região RVL preveniu a HA e reduziu a produção de superóxidos nessa região em ratos 2R-1C. Além disso, melhorou a sensibilidade reflexa do barorreceptor e inibiu a taquicardia observada a partir da quarta semana de HA. O tratamento crônico com Vitamina C promoveu queda da PA e simpato-inibição nos animais hipertensos. Além disso, reduziu a expressão gênica das subunidades de NAD(P)H oxidase nas regiões RVL e PVN, mas não interferiu na expressão de CuZnSOD. O estresse oxidativo também parece influenciar na expressão gênica do receptor AT-1, iNOS, nNOS, IL-1 ƒÀ e Glut-1 nas regioes RVL e PVN, visto que o tratamento reduziu a expressao desses componentes. Baseado em nossos resultados, podemos sugerir que o sistema angiotensinergico, nitrergico e o estresse oxidativo nas regioes RVL e PVN estao envolvidos na manutencao do tonus simpatico e da HA 2R-1C. O estresse oxidativo em neuronios pre-motores do simpatico e um mecanismo essencial para o estabelecimento e manutencao da HA Ang II - dependente.
Palavra-chave Núcleo paraventricular do hipotálamo
Antioxidantes
Hipertensão renovascular
Hypothalamus paraventricular nucleus
Região rostroventrolateral do bulbo
Hypertension, renovascular
Sympathetic nervous system
The rostral ventrolateral medulla
Estresse oxidativo
Oxidative stress
Antioxidants
Sistema nervoso simpático
Idioma Português
Data de publicação 2009-06-24
Publicado em OLIVEIRA-SALES, Elizabeth Barbosa de. Mecanismos geradores da atividade vasomotora simpática na hipertensão arterial renovascular em ratos Wistar. 2009. Tese (Doutorado) - Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2009.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 220 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/9804

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: Retido-00222a.pdf
Tamanho: 2.004MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo
Nome: Retido-00222b.pdf
Tamanho: 428.8KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta