Mapeamento Eletroanatômico Endocárdico e Epicárdico associado à Tomografia de Coração em pacientes com Cardiopatia Chagásica Crônica e Taquicardia Ventricular Sustentada

Mapeamento Eletroanatômico Endocárdico e Epicárdico associado à Tomografia de Coração em pacientes com Cardiopatia Chagásica Crônica e Taquicardia Ventricular Sustentada

Título alternativo Endocardial and epicardial electroanatomic mapping associated with tomography Heart in Patients with Chronic Chagas' Heart Disease and Ventricular Tachycardia Sustained
Autor Valdigem, Bruno Pereira Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Paola, Angelo Amato Vincenzo de Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo BACKGROUND: Chronic Chagasic Cardiomiopathy (CCC) is a parasitic disease where epicardial VTs are common. Eletroanatomic mapping merged with CT scan data is a useful tool for mapping the endocardium, and its accuracy in guiding ablation on the epicardium was not adequately evaluated . OBJECTIVE: Compare electronatomic map merged with Heart CT to fluoroscopy for epicardial ablation of CCC. Describe the distribution of the scars on CCC. METHODS AND RESULTS: We performed epicardial and endocardial mapping and ablation using electroanatomic mapping on eight patients and merged the map with coronary arteries CT Scan using at least three landmarks. To compare the 3D image obtained with 3dEA mapping with image integration capabilities and the 2D fluoroscopic image obtained during the ablation procedure we used vectorial computer graphic software in order to prove the images were equivalent and to compare the distance between the catheter tip on fluoroscopy to catheter tip on 3D EA map. EPRFCA was successfully performed in all patients and they did not present recurrence for at least 3 months follow up. The mean difference between the tip of the catheter on fluoroscopy and on the 3D model was 6.03 ± 2.09mm. Scars were present in the epicardium and endocardium and most of patients presented with posterior wall scars and RV scar. CONCLUSION: The combination of electroanatomic map and heart CT scan data is feasible and can be an important tool for EPRFCA in patients with CCC and VT.

INTRODUÇÃO: Taquicardias Ventriculares Sustentadas (TVs) epicárdicas são comuns na Cardiopatia Chagásica Crônica (CCC). A ablação por cateter com radiofrequência, pode ser realizada com o auxílio de mapeamento eletroanatômico. O mapeamento eletroanatômico, por sua vez, necessita de definição especial, que pode ser incrementada com a integração de imagens oriundas de Tomografia Computadorizada do coração (TC do coração). A TC do coração pode fornecer a localização das áreas de fibrose, a extensão do comprometimento miocárdico, as características da anatomia coronariana e a função ventricular (esquerda e direita). Enquanto o acoplamento de imagens foi exaustivamente estudado no endocárdio, o acoplamento epicárdico e as informações advindas da aquisição de tomografia pré-procedimento não foram adequadamente avaliados até o momento. OBJETIVOS: Determinar a viabilidade técnica e a acurácia do mapeamento eletroanatômico com a integração de imagens associadas à TC em pacientes com TVS e CCC. Avaliar a precisão da TC em delimitar áreas de miocárdio anormal em comparação com o mapeamento eletroanatômico em portadores de CCC e TVS. MÉTODOS E RESULTADOS: Foi realizado o mapeamento e a ablação endocárdica e epicárdica em 8 pacientes portadores de CCC e TVS utilizando Carto® XP e sistema de integração de imagens Carto® Merge. A integração de imagens foi realizada utilizando TC em 3 fases para a obtenção do escore de cálcio, angiotomografia de coronárias e realce tardio. Para a comparação das imagens tridimensionais do sistema de mapeamento eletroanatômico e bidimensional da fluoroscopia, foi utilizado um editor gráfico vetorial. Este permitiu a comparação da distância entre a posição do cateter observado pela fluoroscopia e a obtida pelo mapa eletroanatômico. A diferença média entre os métodos analisados foi de 6,03mm (DP ±2,09mm). Cicatrizes estavam presentes no endocárdio e epicárdio de ambos ventrículos, sendo encontradas mais frequentemente na região póstero-basal de VE. A análise da contratilidade segmentar demonstrou-se superiora à técnica de realce tardio para a localização de miocárdio anormal conforme delimitado pelo mapeamento eletroanatomico em sensibilidade, valor preditivo positivo, acurácia e concordância. CONCLUSÃO: A combinação de mapeamento eletroanatômico e TC é tecnicamente possível e pode fornecer informações importantes para a ablação de pacientes com TV e CCC.
Palavra-chave Cardiomiopatia Chagasica
Mapeamento Epicardico
Taquicardia Ventricular
Chagas Cardiomyopathy
Epicardial Mapping
Tachycardia, Ventricular
Idioma Português
Data de publicação 2011-01-26
Publicado em VALDIGEM, Bruno Pereira. Mapeamento Eletroanatômico Endocárdico e Epicárdico associado à Tomografia de Coração em pacientes com Cardiopatia Chagásica Crônica e Taquicardia Ventricular Sustentada. 2011. Tese (Doutorado) - Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2011.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 103 p.
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/9795

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: Publico-0021a.pdf
Tamanho: 1.600MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo
Nome: Publico-0021b.pdf
Tamanho: 1.840MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo
Nome: Publico-0021c.pdf
Tamanho: 2.001MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta