Levantamento das denúncias de violência familiar nas Delegacias de Defesa da Mulher do município de São Paulo: um estudo sobre a interface com o uso de bebidas alcoólicas e outras drogas

Levantamento das denúncias de violência familiar nas Delegacias de Defesa da Mulher do município de São Paulo: um estudo sobre a interface com o uso de bebidas alcoólicas e outras drogas

Título alternativo Survey of Police reports about domestic violence in the Police Stations for Defense of Women in the city of São Paulo: A study about the interface with the use of alcohol and other drugs
Autor Augusto, Luciana Pereira Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Noto, Ana Regina Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo Objective: The aim of this study was to evaluate the frequency of cases associated with the use of alcohol and other drugs, including allegations of family violence in nine Police Stations for Defense of Women (PSDW) in the City of São Paulo. Methods: The sample consisted of the 780 women who sought PSDW a complaint of domestic violence. All women who made a police report about family violence within the research period (21 days in each PSDW) were invited to join the study. The interviews were structured from a WHO questionnaire on psychological / physical / sexual, with additional questions about the consumption of alcohol, cocaine, marijuana or other drugs, and also the offender and the victim. Cluster analysis was performed to verify the type of violence. Results: It was noted in the episodes of violence reported that in 48.7% of cases the attackers had used alcohol or other drugs: 28.1% only used alcohol, 9.2% used other drug and 11.4% used alcohol and other drugs. Regarding other drugs, with or without alcohol, fell highlighted the use of cocaine (11.8%). According to the type of substance used by the perpetrator (alcohol and other drugs) were also significant differences between groups in relation to the time of assault, testimony by children, history of violence and subsequent consequences of the complaint. Cluster analysis indicated four distinct groups by type of violence, regarding the most serious types of violence there were a higher frequency of men who had consumed alcohol or other drugs. Conclusions: The results highlight the important reference to the consumption of alcohol and other drugs by offenders, including allegations of family violence in PSDW. The study suggests that integration between the relevant PSDWs and services of support to cases of abuse of alcohol and other drugs.

Objetivo: Este estudo teve por objetivo avaliar a freqüência dos casos associados ao uso de álcool e outras drogas, entre as denúncias de violência familiar nas nove Delegacias de Defesa da Mulher do Município (DDMs) de São Paulo. Métodos: A amostra foi composta por 780 mulheres que buscaram as DDMs por denúncia de violência familiar. Foram convidadas a participar do estudo todas as mulheres que registraram queixa de violência familiar dentro do período pesquisado (21 dias alternados em cada DDM). As entrevistas foram estruturadas a partir de um questionário da OMS sobre violência psicológica/física/sexual, com acréscimo de questões sobre o consumo de álcool, cocaína, maconha ou outras drogas, pelo agressor e pela vítima. Foi realizada análise de clusters para verificar a tipologia da violência. Resultados: Verificou-se que, nos episódios de violência denunciados, em 48,7% dos casos foi referido que os agressores haviam feito uso de álcool ou outra droga: 28,1% uso só de álcool, 9,2% só de outra droga e 11,4% de álcool e outra droga. Com relação às outras drogas, com ou sem álcool, coube destaque ao uso de cocaína (11,8%). De acordo com o tipo de substância usada pelo agressor (álcool e/ou outras drogas) também foram observadas diferenças entre os grupos, em relação ao horário das agressões, testemunho por crianças, histórico de violência e desdobramento da denúncia. A análise de clusters indicou quatro grupos distintos por tipo de violência, sendo que nos tipos mais graves foi observada maior freqüência de agressores que haviam consumido álcool ou outra droga. Conclusões: Os resultados ressaltam a importante referência ao consumo de álcool e/ou outras drogas por agressores, entre as denúncias de violência familiar em DDMs. O estudo sugere ser pertinente a integração entre as DDMs e os serviços de atenção a casos de abuso de álcool e/ou outras drogas.
Palavra-chave Levantamentos epidemiológicos
Transtornos relacionados ao uso de substâncias
Violência doméstica
Domestic violence
Violência contra a mulher
Health surveys
Substance-related disorders
Violence against women
Idioma Português
Financiador Associação Fundo Incentivo a Psicofarmacologia (AFIP)
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP)
Data de publicação 2010-04-28
Publicado em AUGUSTO, Luciana Pereira. Levantamento das denúncias de violência familiar nas Delegacias de Defesa da Mulher do município de São Paulo: um estudo sobre a interface com o uso de bebidas alcoólicas e outras drogas. 2010. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2010.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 90 p.
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/9782

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: Publico-174.pdf
Tamanho: 820.6KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta