Hipertrofia ventricular esquerda em pacientes com doença renal crônica em hemodiálise: análise comparativa entre eletrocardiograma, radiografia de tórax e ecocardiograma

Hipertrofia ventricular esquerda em pacientes com doença renal crônica em hemodiálise: análise comparativa entre eletrocardiograma, radiografia de tórax e ecocardiograma

Título alternativo Left ventricular hypertrophy in hemodialysis patients with chronic kidney disease: comparative analysis between electrocardiogram, chest radiography and echocardiogram
Autor Costa, Francisco de Assis Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Lima, Valter Correia de Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo Objective: To establish the diagnosis of left ventricular hypertrophy (LVH) in haemodialysis (HD) patients with chronic kidney disease (CKD) using seven different electrocardiographic criteria and chest radiography, and to correlate these two diagnostic methods with left ventricular mass index (LVMI) as obtained by echocardiogram. Methods: Cross-sectional study including 100 patients (58 men and 42 women, mean age of 46.2 ± 14.0 years) with CKD of all causes, undergoing HD for at least six months. Echocardiogram, electrocardiogram and chest radiography were obtained from all patients, always up to one hour after the end of the HD sessions. Results: LVH was detected in 83 patients (83%), of which 56 (67.4%) presented a concentric pattern and 27 (32.6%) an eccentric pattern of LVH. The patients had been undergoing HD for a mean time of 50.7 ± 46.5 months, median of 33,5 months. The mean LVMI was 154.9 ± 57.3 g/m2. All electrocardiographic methods studied and the cardiothoracic ratio (CTR) had diagnostic sensitivity, specificity and accuracy higher than 50%. Using Pearson’s linear correlation with LVMI, only the Sokolow-Lyon voltage criterion did not present a 0.50 coefficient. The calculation of the likelihood ratio, in turn, showed that both ECG and chest radiography have a discriminatory power for the diagnosis of LVH in the population studied, with emphasis on for the Cornell product and Romhilt-Estes criteria. No correlation was found between LVMI and QTc and QTc dispersion. Conclusions: Electrocardiogram and chest radiography are safe, useful, efficient and highly reproducible methods for the diagnosis of LVH in HD patients. The usefulness of ECG is stressed by its ability to detect electrophysiological changes such as QTc and QTc dispersion.

Objetivo:Estabelecer o diagnóstico da hipertrofia ventricular esquerda(HVE)em pacientes com doença renal crônica(DRC)em programa de hemodiálise(HD)por sete diferentes critérios eletrocardiográficos, assim como pela radiografia de tórax,correlacionando estes dois métodos propedêuticos com o índice de massa do ventrículo esquerdo (IMVE)obtido pelo ecocardiograma.Métodos:Estudo transversal que incluiu 100 pacientes(58 homens e 42 mulheres,idade média de 46,2 ± 14,0 anos)com DRC de todas as etiologias,há pelo menos seis meses em HD.Foram obtidos ecocardiograma,eletrocardiograma e radiografia de tórax dos pacientes,sempre até uma hora após o término das sessões de HD.Resultados:A HVE foi detectada em 83pacientes(83 por cento),dos quais 56 (67,4 por cento)apresentavam o padrão concêntrico e 27(32,6 por cento)o padrão excêntrico de HVE.O tempo médio dos pacientes em HD foi de 50,7 ± 46,5 meses, mediana de 33,5 meses.A média do IMVE foi de 154,9± 57,3 g/m2.Todos os métodos eletrocardiográficos estudados e o índice cardiotorácico(ICT)apresentaram sensibilidade,especificidade e acurácia diagnósticas acima de 50 por cento.Pela correlação linear de Pearson com o IMVE apenas o critério de Sokolow-Lyon voltagem não apresentou coeficiente ≥ 0,50.Já o cálculo da razão de verossimilhança mostrou que o tanto o ECG como a radiografia de tórax possuem poder discriminatório para diagnóstico de HVE na população estudada,com ênfase para os critérios de Cornell produto e Romhilt-Estes.Não houve correlação entre o IMVE com o intervalo QTc e sua dispersão.Conclusões:O eletrocardiograma e a radiografia de tórax são métodos seguros,úteis,eficazes e de alta reprodutibilidade no diagnósticode HVE dos pacientes em HD.A utilidade do ECG é realçada pela capacidade de detectar alterações eletrofisiológicas,como o intervalo QTc e sua dispersão.
Palavra-chave Chronic kidney disease
Echocardiogram
Left ventricular hypertrophy
Hipertrofia Ventricular Esquerda
Ecocardiografia
Insuficiência renal crônica
Idioma Português
Data de publicação 2009-03-25
Publicado em COSTA, Francisco de Assis. Hipertrofia ventricular esquerda em pacientes com doença renal crônica em hemodiálise: análise comparativa entre eletrocardiograma, radiografia de tórax e ecocardiograma. 2009. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2009.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 144 p.
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/9781

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: Publico-057a.pdf
Tamanho: 1.544MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo
Nome: Publico-057b.pdf
Tamanho: 1.030MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta