Investigação do efeito do envio automático de alertas ao paciente com HIV/AIDS por meio de mensagem de texto para celular na adesão ao tratamento antiretroviral

Investigação do efeito do envio automático de alertas ao paciente com HIV/AIDS por meio de mensagem de texto para celular na adesão ao tratamento antiretroviral

Autor Costa, Thiago Martini da Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Pisa, Ivan Torres Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo Objective: To assess if SMS automatic sending increases the adherence antiretroviral drug-based treatment regimens. Methods: The web system HIVAS was projected according to software engineering cascade model. It was conducted two experiments: Experiment 1, a randomized controlled trial with woman living with HIV/AIDS to assess the effects of SMS on adherence to antiretroviral therapy; Experiment 2, a transversal study with data extracted from two electronic health recorders of 4 outpatient clinics to assess the effects of SMS on non-attendance rates. On Experiment 1 adherence of participants allocated to receive SMS, called intervention (n=8), and to not receive SMS, labeled control (n=13), was measured during 4 months by self-reported adherence, pill counting, and microelectronic monitoring (MEMS). On Experiment 2, the incidence of non-attendance when a SMS reminder was sent to the appointment, labeled intervention (n=7,890), was compared to the incidence of non-attendance when no SMS reminder was sent, labeled control (n=21,124). Results: The HIV Alert System (HIVAS) was developed over 7 months during 2008 and 2009. On Experiment 1, during the 4-month study period, the number and percentage of participants from both control and intervention groups that achieved adherence levels to antiretroviral therapy exceeding 95%, were respectively: 11 (84.62%) and 8 (100.00%) to self-reported adherence method; 5 (38.46%) and 4 (50.00%) to pill counting method; and 6 (46.15%) and 6 (75.00%) to micro-electronic monitoring. On Experiment 2, the average non-attendance rate to appointments without previous SMS was 25.57%, while average non-attendance rate to appointments with previous SMS was 19.42%. Conclusion: SMS messaging has demonstrated potential in helping patient adherence to therapy. Brazilian women living with HIV/AIDS who received SMS stated that the messages were reminders, incentives and signs of affection by the health clinic for their, a marginalized population. Beside this, it was observed a statistically significant reduction on the incidence of non-attendance due to SMS messages. The development of HIVAS was the less difficulty phase in the project, emphasizing the feasibility of SMS incorporation to help clinical practice.

Objetivo: Avaliar se o envio automático de mensagens de celular do tipo SMS aumenta a adesão ao tratamento com drogas antiretrovirais. Métodos: O sistema web HIVAS foi projetado segundo os preceitos do modelo cascata de engenharia de software. Foram conduzidos dois experimentos: Experimento 1, um ensaio clínico controlado e aleatorizado com mulheres que vivem com HIV/AIDS para avaliar o efeito das SMS na adesão ao tratamento antiretroviral; Experimento 2, um estudo transversal com os dados extraídos de dois prontuários eletrônicos de 4 clínicas médicas paulistanas para avaliar o efeito das SMS na ausência a consultas agendadas. No Experimento 1 a adesão do grupo de participantes alocados para receber SMS, denominado intervenção (n=8), e do grupo de participantes alocados para não receber SMS, denominado controle (n=13) foi medida durante 4 meses pelos métodos de auto-relato de adesão, contagem de pílulas e monitoramento micro-eletrônico (MEMS). No Experimento 2 foram comparadas a incidência de ausência a consultas quando houve envio de lembrete SMS, denominado intervenção (n=7.890), com a incidência de ausências a consultas quando não houve envio de lembrete, denominado controle (n=21.124). Resultados: O sistema web HIVAS foi desenvolvido em 7 meses, entre 2008 e 2009, de acordo com o planejado. No Experimento 1, considerando o período completo de quatro meses, a quantidade e o percentual de participantes dos grupos controle e intervenção que conseguiram manter adesão ao tratamento antiretroviral superior a 95%, foram respectivamente: 11 (84,62%) e 8 (100,00%) para o método de adesão auto-relatada; 5 (38,46%) e 4 (50,00%) para o método da contagem de pílulas; e 6 (46,15%) e 6 (75,00%) para o monitoramento micro-eletrônico. No Experimento 2, em média o percentual de ausência a consultas agendadas que não tiveram envio prévio de SMS foi de 25,57%, enquanto que o percentual de ausência a consultas que tiveram envio de lembrete SMS foi de 19,42%. Conclusão: As mensagens SMS demonstraram potencial em colaborar na adesão do paciente ao tratamento. As mulheres brasileiras que vivem com HIV/AIDS que receberam as SMS relataram que as mensagens são lembretes, incentivos, um olhar preocupado, um carinho de uma clínica de saúde para com elas, uma população ainda marginalizada. Além disso, foi observada uma redução estatisticamente significante na ausência a consultas devido às mensagens SMS. O desenvolvimento do HIVAS foi a etapa conduzida com menor dificuldade no projeto, reforçando a viabilidade da incorporação de SMS para auxiliar na prática clínica. Palavras-chave: Adesão, cooperação do paciente, falta a consultas, HIV, síndrome da imunodeficiência adquirida, telefone celular, mensagem de texto, SMS.
Palavra-chave Síndrome da imunodeficiência adquirida
Acquired Immunodeficiency Syndrome
Cell phones
Cooperação do paciente
Falta a consultas
Informática médica
Mensagem de texto
Non-attendance
Patient compliance
Telefone celular
Text messaging
Adesão a medicação
Adherence
Idioma Português
Data de publicação 2011-05-25
Publicado em COSTA, Thiago Martini da. Investigação do efeito do envio automático de alertas ao paciente com HIV/AIDS por meio de mensagem de texto para celular na adesão ao tratamento antiretroviral. 2011. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2011.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 95 p.
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/9775

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: Publico-12637.pdf
Tamanho: 1.684MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta