Introdução de alimentos na dieta de crianças de creches públicas e filantrópicas do município de São Paulo

Introdução de alimentos na dieta de crianças de creches públicas e filantrópicas do município de São Paulo

Título alternativo Introduction of foods in the diet of children from public and philanthropic daycare centers in São Paulo city
Autor Toloni, Maysa Helena de Aguiar Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Taddei, Jose Augusto de Aguiar Carrazedo Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Pós-graduação Pediatria e Ciências Aplicadas à Pediatria – São Paulo
Resumo Introdução: A alimentação está intimamente associada à saúde, nutrição, crescimento e desenvolvimento infantil, constituindo-se, os primeiros anos de vida, em período vital para o estabelecimento de práticas alimentares adequadas, que são, por sua vez, condicionadas pelo poder aquisitivo, nível de informação das famílias e alimentos disponíveis no mercado. A introdução de alimentos altamente calóricos e de baixo valor nutricional desde o início da vida e o abandono precoce do aleitamento materno contribuem para o comprometimento do crescimento e desenvolvimento da criança, além da diminuição da proteção imunológica, com consequente desencadeamento de processos alérgicos e distúrbios nutricionais. Objetivo: Descrever e discutir a introdução de alimentos industrializados na dieta de crianças frequentadoras de berçários em creches públicas e filantrópicas, identificando desvios em relação à recomendação do Guia Alimentar do Ministério da Saúde para uma Alimentação Saudável. Métodos: Estudo do tipo transversal com amostra composta por 270 crianças, de ambos os sexos, com faixa etária entre quatro e 29 meses, que frequentavam regularmente os berçários de oito creches públicas e filantrópicas do município de São Paulo e que foram autorizadas pelos pais ou responsáveis a participarem da pesquisa ao assinarem o termo de consentimento informado livre e esclarecido. Utilizando-se questionário estruturado e pré-codificado foi avaliada a introdução de alimentos. Para cada alimento analisado foi registrada a idade em meses de introdução e avaliada a concordância com o oitavo passo do Guia Alimentar do Ministério da Saúde. Resultados: Para aproximadamente 2/3 das crianças (67%) foram oferecidos, antes dos 12 meses, alimentos com potencial obesogênico, como macarrão instantâneo, salgadinhos, bolacha recheada, suco artificial, refrigerante e bala/pirulito/chocolate. São os filhos de mães com baixa escolaridade, mais jovens e com menor renda, os mais susceptíveis aos erros alimentares de introdução precoce de alimentos industrializados. Conclusões: Medidas educativas e preventivas devem ser propostas para a formação de hábitos alimentares saudáveis desde a infância, além da criação de campanhas abrangentes e efetivas que estimulem a escolha de alimentos apropriados para a faixa etária da forma como proposto no Guia Alimentar do Ministério da Saúde, considerando-se os fatores culturais, comportamentais e afetivos envolvidos com a alimentação.
Palavra-chave Feeding behavior
Food consumption
Alimentos industrializados
Nutrição infantil
Consumo de alimentos
Comportamento alimentar
Hábitos alimentares
Industrialized foods
Nutrição do lactente
Infant nutrition
Food habits
Idioma Português
Data de publicação 2010-03-31
Publicado em TOLONI, Maysa Helena de Aguiar. Introdução de alimentos na dieta de crianças de creches públicas e filantrópicas do município de São Paulo. 2010. 61 f. Dissertação (Mestrado em Ciências) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2010.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 61 p.
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/9773

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: Publico-086.pdf
Tamanho: 574.8KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta