Influência do gênero e do índice de massa corpórea na capacidade funcional em pacientes com apneia obstrutiva do sono

Influência do gênero e do índice de massa corpórea na capacidade funcional em pacientes com apneia obstrutiva do sono

Título alternativo The influence of gender and body max index in functional capacity in OSA patients
Autor Rizzi, Camila Furtado Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Cintra, Fátima Dumas Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Pós-graduação Medicina (cardiologia) – São Paulo
Resumo Purpose: To evaluate the functional capacity in men and women with Obstructive Sleep Apnea (OSA) and to analyze its impact on exercise capacity and blood parameters in lean subjects. Methods: OSA patients were selected from database of Sleep Institute of Sao Paulo city. All subjects underwent clinical evaluation, blood sample withdrawal, polysomnography, a maximum limited symptom cardiopulmonary exercise test, 2D-transthoracic echocardiography and spirometry. An Apnea-hypopnea Index (AHI) . 5 events/hour was used for OSA diagnosis. Results: Men had higher peak oxygen consumption (VO2), dioxide of carbon production, oxygen pulse, heart rate (HR) and systolic blood pressure (SBP). A significant negative correlation was found between severity of OSA as measured by AHI, and peak VO2 in women. Exercise performance is similar between lean OSA patients and lean non-OSA subjects considering the peak VO2, anaerobic threshold, and respiratory exchange ratio. High glycemia and cervical circumference enlargement are the main characteristics of lean OSA. There were no differences in HR, SBP and diastolic blood pressure during exercise between women and men with OSA, and between lean subjects. Conclusions: There was a correlation between OSA severity and VO2 in women. OSA did not influence exercise capacity in lean patients. In summary, gender and BMI influences exercise capacity in OSA patients

Objetivo: Os estudos que avaliaram a capacidade ao exercicio em pacientes com Apneia Obstrutiva do Sono (AOS) mostraram resultados conflitantes, em parte devido a dificuldade de controlar todos os fatores confundidores. Assim, os objetivos desse estudo foram: avaliar a capacidade funcional de homens e mulheres com AOS e analisar o impacto do disturbio nas variaveis antropometricas, laboratoriais e da resposta ao exercicio em individuos magros. Metodos: Pacientes com AOS e controles foram selecionados do banco de dados do Instituto do Sono da UNIFESP. Avaliacao clinica, laboratorial, espirometria, ecocardiograma com doppler e teste de exercicio cardiopulmonar maximo, sintoma limitado, foram realizados. Para diagnostico da AOS foi considerado um indice de apneia-hipopneia (IAH) . 5 eventos/hora. Resultados: Homens com AOS apresentaram maiores niveis de consumo de oxigenio (VO2), producao de gas carbonico (VCO2), pulso de oxigenio (PuO2), frequencia cardiaca (FC) e pressao arterial sistolica (PAS) ao pico do exercicio quando comparados com o sexo feminino. Nas mulheres com AOS, houve uma correlacao negativa entre o VO2 e o IAH. Nao houve diferenca significativa na capacidade funcional entre pacientes eutroficos com AOS e controles pareados, evidenciado pelos mesmos valores de VO2, limiar anaerobio (LA) e coeficiente de troca gasosa (R) no esforco maximo. Pacientes magros com AOS apresentaram aumento da glicemia sanguinea e maior circunferencia cervical. O mesmo comportamento da FC, PAS e da pressao arterial diastolica (PAD) durante o esforco foi observado entre os diferentes generos, e entre pacientes e controles magros. Conclusoes: A AOS parece atuar de forma distinta na capacidade funcional. Em mulheres houve correlacao da gravidade do disturbio com o VO2, ao passo que nao houve influencia no desempenho fisico em pacientes eutroficos. Assim, estudos avaliando o desempenho ao esforco de uma populacao com AOS devem considerar de forma distinta os generos e a influencia do indice de massa corporea.
Assunto Capacidade funcional
Consumo de oxigênio
Resposta cardiovascular
Apnéia obstrutiva do sono
Sleep apnea, obstructive
Oxygen consumption
Idioma Português
Data 2009-10-28
Publicado em RIZZI, Camila Furtado. Influência do gênero e do índice de massa corpórea na capacidade funcional em pacientes com apneia obstrutiva do sono. 2009. 142 f. Tese (Doutorado em Ciências) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo, São Paulo, 2009.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 142 p.
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Tese de doutorado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/9755

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Nome: Publico-00355a.pdf
Tamanho: 1.683Mb
Formato: PDF
Descrição:
Visualizar/Abrir
Nome: Publico-00355b.pdf
Tamanho: 1.466Mb
Formato: PDF
Descrição:
Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)