Indicadores econômicos e de saúde: A relação entre inflação, desemprego, renda e mortalidade

Indicadores econômicos e de saúde: A relação entre inflação, desemprego, renda e mortalidade

Título alternativo Economic and health indicators: The relationship between inflation, unemployment, income and mortality
Autor Paim, Chennyfer da Rosa Paino Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Zucchi, Paola Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo This work aims to correlate the health indicators General Mortality, Infant Mortality, Maternal and External Causes macroeconomic indicators with Inflation, Unemployment and Income in Brazil during the period 1980-2009, contributing to the debate if the instabilities or interfere in economic downturns health of individuals. The theoretical literature is based on macroeconomic conditions and health. We find that there are several studies relating mortality with income and unemployment, but few that add the variable inflation, and among them, none specifies a series of Brazil. The method was applied empirical-analytic time series of proposed indicators, and for the results of the correlations we used the technique of linear regression through the softwar STATA. The results favored the hypothesis of Philips, that is all that is fall in inflation, unemployment increases and income decreases accordingly, which supposedly have worse living conditions and health, hence higher rates of mortality. The correlations between child mortality, maternal and foreign, we find this result, economic downturns in mortality rates increase. We believe it is necessary degree of caution in interpreting the results in order to avoid outright acceptance of associations without considering other variables not analyzed in this thesis which may vary for other factors not considered. Regression analysis performed in this study suggest that a relationship exists between health indicators and economic studies, where low inflation leads to higher unemployment and low incomes, leading to poor health and high mortality rates.

Este trabalho busca correlacionar os indicadores de saúde Mortalidade Geral, Mortalidade Infantil, Materna e por Causas Externas com os indicadores macroeconômicos Inflação, Desemprego e Renda no Brasil durante o período de 1980-2009, contribuindo para a reflexão se as instabilidades ou recessões econômicas interferem na saúde dos indivíduos. A fundamentação teórica tem como base a literatura sobre condições macroeconômicas e saúde. Verificamos que existem diversos trabalhos relacionando a mortalidade com renda e desemprego, porém poucos que agregam a variável inflação, sendo que, dentre eles, nenhum especifica uma série histórica do Brasil. O método aplicado foi empírico-analítico de séries históricas dos Indicadores propostos, sendo que para os resultados das correlações utilizou-se a técnica de regressão linear simples, através do software STATA. Os resultados favoreceram a hipótese de Philips, ou seja, quanto existe queda da inflação, o desemprego aumenta e consequentemente a renda diminui; o que em tese temos piores condições de vida e saúde, consequentemente maiores taxas de mortalidade. Nas correlações entre mortalidade infantil, materna e externa, encontramos esse resultado; nas recessões econômicas as taxas de mortalidade aumentam. Acreditamos ser necessário certo grau de cautela na interpretação dos resultados, a fim de evitar a aceitação de associações definitivas sem considerar outras variáveis não analisadas nessa tese que podem sofrer variações por outros fatores. As análises de regressão efetuadas no presente trabalho sugerem que existe uma relação entre os indicadores de saúde e econômicos estudados, onde baixa inflação ocasiona aumento do desemprego e baixa renda, levando a pior condição de saúde e a elevadas taxas de mortalidade.
Palavra-chave Desemprego
Health status indicators
Income
Indicadores básicos de saúde
Mortalidade
Mortality
Renda
Unemployment
Inflation
Inflação
Idioma Português
Data de publicação 2010-09-29
Publicado em PAIM, Chennyfer da Rosa Paino. Indicadores econômicos e de saúde: A relação entre inflação, desemprego, renda e mortalidade. 2010. Tese (Doutorado) - Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2010.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 188 p.
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/9738

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: Publico-327.pdf
Tamanho: 1.141MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta