Imunoexpressão das proteínas metaloproteinase-1, metaloproteinase-7 e p53 e sua correlação com os fatores prognósticos clínico-patológicos no adenocarcinoma colorreta

Imunoexpressão das proteínas metaloproteinase-1, metaloproteinase-7 e p53 e sua correlação com os fatores prognósticos clínico-patológicos no adenocarcinoma colorreta

Título alternativo Metalloproteinase-1, Metalloproteinase-7 and p53 immunoexpression and its correlation with clinical and pathologic prognostic factors in colorectal adenocarcinoma
Autor Nunes, Benicio Luiz Bulhões Barros Paula Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Saad, Sarhan Sydney Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo Purpose: To analyse the immunoexpression of metalloproteinase-1, metalloproteinase-7 and also the p53 in colorectal adenocarcinoma and correlate it with the clinical pathological prognostic factors. Methods: Formalin-fixed, wax-embedded tissue of the tumours of 82 patients were analysed by immunohystochemistry through the streptavidin-biotin method, using the tissue microarray technique. When evaluating the positivism of the markers a categorical score was used, which predetermined the cutting value on the percentage of the tumour’s cored cells. The protein’s tissue expressions were correlated with the variation represented by the degree of cellular differential, stage, relapse-free survival, recurrence, survival and specific mortality. The tests of the qui-square and Kaplan-Meyer were applied with the aim to verify the markers association with the studied variations. In order to test the significance of the differences between the curves of relapse-free survival and of the overall survival, the tests of Log-Rank and Wilcoxon were utilized. Results: The metalloproteinase-1 was found to be positive in all the tumours. The metalloproteinase-7 was found to be positive in 50 (61%) and negative in 32 (39%) of the tumours. The p53 was found to be positive in 70 (85.4%) and negative in 12 (14.6 %) of the tumours. The correlation of the markers expressions separately and in conjunction produced any significant statistical data. Conclusion: There was no correlation between immunoexpression of metalloproteinase-1, metalloproiteinase-7 and p53 with recurrence, mortality, relapse-free survival, survival, degree of cellular differential and stage in colorectal cancer.

Objetivo: Estudar a imunoexpressão das proteínas metaloproteinase-1, metaloproteinase-7 e p53 em pacientes portadores de adenocarcinoma colorretal, correlacionando com os fatores prognósticos clínico-patológicos. Métodos: Foram analisados tecidos fixados em formol e dispostos em blocos de parafina dos tumores de 82 pacientes, por imunohistoquímica, pelo método da estreptavidina-biotina, usando-se a técnica de arranjo em matriz de amostras teciduais (tissue microarray). Na avaliação da positividade dos marcadores foi utilizado um escore categórico, que predeterminou o valor de corte na percentagem de células coradas do tumor. As expressões teciduais das proteínas foram correlacionadas com as varáveis representadas pelo grau de diferenciação celular, estadiamento, tempo livre de doença, recidiva, sobrevida e mortalidade específica. Foram empregados os testes do qui-quadrado e de Kaplan-Meier para verificar as associações dos marcadores com as varáveis estudadas. Para testar a significância das diferenças entre as curvas do tempo livre de doença e da sobrevida foram utilizados os testes de Log-Rank e Wilcoxon. Resultados: A metaloproteinase-1 foi positiva em todos os tumores. A metaloproteinase-7 foi positiva em 50 (61%) e negativa em 32 (39%) tumores. A p53 foi positiva em 70 (85,4%) e negativa em 12 (14,6%) tumores. A correlação da imunoexpressão dos marcadores realizada separadamente e em conjunto não apresentou associação comsignificância estatística com nenhuma das variáveis analisadas. Conclusão: Não houve correlação da associação entre a imunoexpressão das proteínas metaloproteinase-1, metaloproteinase-7 e p53 com a recidiva tumoral, mortalidade, intervalo de tempo livre de doença, sobrevida, grau de diferenciação celular e estadiamento do câncer colorretal.
Palavra-chave Prognóstico
Metaloproteinase 1 da matriz
Metaloproteinase 7 da matriz
Proteína p53
Câncer colorretal
Colorectal neoplasms
Matrix metalloproteinase 1
Matrix metalloproteinase 7
Tumor suppressor protein p53
Prognosis
Neoplasias colorretais
Proteína supressora de tumor p53
Idioma Português
Data de publicação 2009-04-29
Publicado em NUNES, Benicio Luiz Bulhões Barros Paula. Imunoexpressão das proteínas metaloproteinase-1, metaloproteinase-7 e p53 e sua correlação com os fatores prognósticos clínico-patológicos no adenocarcinoma colorreta. 2009. Tese (Doutorado) - Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2009.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 83 p.
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/9729

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: Publico-00211a.pdf
Tamanho: 1.874MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo
Nome: Publico-00211b.pdf
Tamanho: 1.651MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo
Nome: Publico-00211c.pdf
Tamanho: 1.136MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta