Identificação de genes de fusão no cisto ósseo aneurismático/

Identificação de genes de fusão no cisto ósseo aneurismático/

Título alternativo Identification of fusion genes in aneurysmal bone cyst
Autor Oliveira, Andre Machado Mascarenhas de Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Franco, Marcello Fabiano de Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo Aneurysmal bone cyst is a bone lesion of unknown pathogenesis. However, recent cytogenetic findings suggest a possible clonal neoplastic nature for this lesion with a few examples showing the chromosomal translocation t(16;17)(q22;p13). Objectives: (1) map at the genomic level this translocation and characterize the genes involved, (2) verify the sensitivity and specificity of this genetic anomaly, (3) identify the aneurysmal bone cyst neoplastic cell, (4) correlate the molecular findings with clinico-pathologic features, and (5) characterize alternative oncogenic mechanisms. Methods: Fresh, frozen and paraffin-embedded tissues were used in these studies. Initially eight cases of aneurysmal bone cyst were investigated at the cytogenetics and molecular genetic levels using fluorescence in situ hybridization (FISH) and reverse transcriptase polymerase chain reaction (RT-PCR). The findings were confirmed in 52 primary and 17 secondary aneurysmal bone cysts. Clinico-pathologic data were also obtained. Results: The chromosomal translocation t(16;17)(q22;p13) leads to the creation of a fusion gene in which the promoter region of the osteoblastic cadherin CDH11 is fused to the entire coding sequence of the ubiquitin specific protease USP6. CDH11-USP6 mRNA was demonstrated only in aneurysmal bone cysts with the translocation t(16;17). Thirty-six (of 52; 69%) primary aneurysmal bone cysts demonstrated rearrangements of CDH11, USP6 or both: 10 (28%) contained the fusion gene CDH11-USP6, 23 (64%) demonstrated rearrangements of the USP6 locus without CDH11 involvement, and three (8%) demonstrated CDH11 rearrangement without USP6 involvement. The molecular alterations were observed only in the spindle cell component of the tumor and not in other cell types. No correlation between the molecular findings and clinico-pathologic features of the lesion was observed. None of the 17 secondary aneurysmal bone cysts demonstrated alterations of the CDH11 and USP6 loci. The alternate chromosomal translocations led to the formation of the ffusion genes TRAP150-USP6, ZNF9-USP6, OMD(osteomodulin)-USP6 e COL1A1-USP6. The oncogenic mechanism of these novel fusion genes is akin to that of CDH11-USP6. High levels of USP6 mRNA were observed in the aneurysmal bone cyst, and in a few examples of Ewing sarcoma and osteoblastoma, but not in the other tumors evaluated. Conclusions: Aneurysmal bone cyst is a clonal neoplastic disorder whose pathogenesis is related to an increased USP6 mRNA transcription through its fusion with highly active ectopic promoters.

O cisto ósseo aneurismático é uma lesão óssea de patogênese desconhecida. Entretanto, achados citogenéticos recentes sugerem uma possível natureza clonal e neoplásica da lesão, uma vez que vários casos demonstram a translocação cromossômica t(16;17)(q22;p13). Objetivos: (1) Mapear à nível genômico a translocação cromossômica t(16;17)(q22;p13) do cisto ósseo aneurismático e caracterizar os genes envolvidos, (2) verificar a sensibilidade e especificidade desta anormalidade genética, (3) identificar a célula neoplásica do cisto ósseo aneurismático, (4) correlacionar os achados moleculares com as características clínico-patológicas da lesão e (5) caracterizar mecanismos oncogênicos alternativos. Métodos: Tecido fresco, congelado e embebido em paraffina form utilizados nestes estudos. Inicialmente oito casos de cisto ósseo primário foram investigados ao nível citogenético e molecular com hibridização in situ por fluorescência (FISH) e reação em cadeia da polimerase com transcriptase reversa (RT-PCR). Os achados foram confirmados em 52 casos de cistos ósseos aneurismáticos primários e também investigados em 17 cistos ósseos aneurismáticos secundários, e 54 outros tumores. Dados clínico-patológicos gerais foram também obtidos. Resultados: A translocação cromossômica t(16;17)(q22;p13) leva à criação de um gene híbrido no qual a região promotora da caderina osteoblástica CDH11 é fundida à sequência da protease específica para ubiquitina USP6. O mRNA do CDH11- USP6 foi demonstrado somente nos cistos ósseos aneurismáticos com a translocação t(16;17). Trinta e seis (de 52; 69%) cistos ósseos aneurismáticos primários mostraram rearranjos do CDH11, do USP6 ou de ambos: 10 (28%) mostraram o gene de fusão CDH11-USP6, 23 (64%) mostraram rearranjos do locus do USP6 sem envolvimento do CDH11, e 3 (8%) mostraram rearranjos do locus do CDH11 sem envolvimento do USP6. As alterações moleculares foram observadas somente no componente celular fusiforme do tumor e não foram encontradas em outros tipos celulares. Nenhuma correlação entre os achados moleculares e características clínico-patológicas foi observada. Nenhum dos 17 cistos ósseous aneurismáticos secundários mostrou alterações dos loci do CDH11 ou do USP6. As translocações cromossômicas alternativas levam a formação dos genes de fusão TRAP150-USP6, ZNF9-USP6, OMD(osteomodulina)-USP6 e COL1A1-USP6. O mecanismo oncogênico destes novos genes de fusão é semelhante ao observado com o CDH11-USP6. Elevado níveis de mRNA do USP6 foram observados no cisto ósseo aneurismático, e em alguns exemplos de sarcoma de Ewing e osteoblastoma. Os outros tumores avaliados não mostraram elevada transcrição deste gene. Conclusões: O cisto ósseo aneurismático é uma doença clonal neoplásica cuja patogênese parece ser associada à transcrição aumentada do gene USP6 através de sua fusão com promotores ectópicos ativos.
Palavra-chave Citogenética
Genes de fusão
Oncogene
USP6
Cistos ósseo aneurismático
Cistos ósseos
Idioma Português
Data de publicação 2010-05-27
Publicado em OLIVEIRA, Andre Machado Mascarenhas de. Identificação de genes de fusão no cisto ósseo aneurismático/. 2010. Tese (Doutorado) - Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2010.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 84 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/9698

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: Retido-322.pdf
Tamanho: 1.913MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta