Habilidades interpessoais no processo educativo em medicina: a comunicação em sessões tutoriais

Habilidades interpessoais no processo educativo em medicina: a comunicação em sessões tutoriais

Autor Gomes, Marta Maria Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Batista, Sylvia Helena Souza da Silva Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo O objetivo desse estudo foi analisar o desenvolvimento das habilidades interpessoais na formação médica a partir do processo comunicacional construído nas sessões tutoriais do Curso de Medicina da UNIMONTES. O referencial teórico perpassou os conceitos de Intersubjetividades, comunicação como habilidades interpessoais, as Diretrizes curriculares no curso médico e na ABP, em especial nas sessões tutoriais. A metodologia utilizada foi abordagem quali-quantitativa. Os informantes da pesquisa foram 136 estudantes; do 1º ao 7º períodos. Também foram participantes 6 professores/tutores do 1º ao 7º períodos sorteados aleatoriamente. Os instrumentos de coleta de dados foram a Escala IHS Del Prette aplicados nos estudantes do primeiro ao sétimo períodos, e o Grupo Focal aplicado à amostra de tutores dos referidos períodos do curso médico. A análise dos dados constou da análise da relevância estatística do inventário, bem como da análise de conteúdo para compreensão e interpretação dos depoimentos no grupo focal. Participaram 46,3 % de estudantes do sexo masculino e 53,7% do sexo feminino; com idades entre 18 e 37 anos. Destacam-se o fator um (Enfrentamento e auto-afirmação com risco) e fator dois (Auto-afirmação na expressão de sentimento positivo), por apresentarem diferenças estatisticamente significantes entre os períodos. A análise de conteúdo apontou três núcleos temáticos: condições facilitadoras do processo de comunicação como, acolhimento, empatia, sistematização de conhecimentos, e horizontalização das relações professor-aluno. As condições dificultadoras do processo de comunicação relacionou as características do tutor, as do estudante e as do método. A comunicação nas sessões tutoriais potencializando habilidades interpessoais, constou da avaliação como espaço de aprender a ouvir críticas a partir de feedback; da construção das relações, incluindo as diferenças e considerando que quem fala precisa saber como falar. Salientou-se a importância da avaliação e de seus resultados para aprimorar os processos e os instrumentos utilizados para planejar ações de integração das emoções e da cognição, ao processo de ensinoaprendizagem. Contatou-se que o essencial da ação é que as pessoas aprendam fazendo, e que a complexidade dos processos comunicacionais na dinâmica do PBL, em particular nas sessões tutoriais, impõe o aporte de diversas habilidades.
Palavra-chave Comunicação
Curso médico
Sessão tutorial
Habilidades interpessoais
Aprendizagem baseada em problemas
Idioma Português
Data de publicação 2010-06-30
Publicado em GOMES, Marta Maria. Habilidades interpessoais no processo educativo em medicina: a comunicação em sessões tutoriais. 2010. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2010.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 117 p.
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/9682

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: Publico-12605.pdf
Tamanho: 700.4KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta