Gênero e dependência alcoólica: análise de pacientes tratados em ambulatório especializado

Gênero e dependência alcoólica: análise de pacientes tratados em ambulatório especializado

Autor Elbreder, Márcia Fonsi Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Laranjeira, Ronaldo Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo Introdução: A dependência do álcool é um grave problema de saúde pública no mundo. Neste contexto, homens e mulheres apresentam características heterogêneas e, consequentemente, comportam-se de maneira distinta nas diferentes etapas do processo de tratamento. Objetivos: 1. Caracterizar a amostra de pacientes quanto às variáveis: sociodemográficas, consumo alcoólico e intervenções terapêuticas, com enfoque no gênero; 2. Identificar os fatores associados à retenção, após a 4ª semana, nos primeiros 12 meses de tratamento, entre homens e mulheres dependentes do álcool; 3. Comparar o tempo de retenção, nos primeiros 12 meses de tratamento, entre homens e mulheres dependentes do álcool. Metodologia: Trata-se de estudo transversal retrospectivo, com amostra de 1051 pacientes (833 homens e 218 mulheres), que preencheram critérios diagnósticos para a síndrome de dependência do álcool, segundo a Classificação Internacional de Doenças (CID-10), que procuraram tratamento pela primeira vez na Unidade de Pesquisa em Álcool e Drogas (UNIAD), no período de janeiro de 2000 a janeiro 2006 e que compareceram semanalmente aos atendimentos terapêuticos. A primeira consulta (triagem) foi definida como o tempo zero do estudo; a partir daí os pacientes foram analisados durante os 12 meses consecutivos. A retenção no tratamento foi medida em “semanas de tratamento”, considerando-se abandono de tratamento como a quarta falta consecutiva e sem justificativa. Resultados: As mulheres dependentes do álcool apresentaram maior índice de desemprego, viviam menos com um companheiro, tinham nível educacional mais alto, iniciaram o consumo alcoólico mais tardiamente, necessitaram menos do programa de desintoxicação alcoólica ambulatorial, consumiam mais fermentados, apresentaram menos comorbidades psiquiátricas, usaram menos medicações coadjuvantes durante o tratamento e, em geral, apresentaram mais obstáculos para a entrada, retenção e abandono de tratamento, quando comparadas aos homens dependentes do álcool. O uso do Dissulfiram contribuiu para a retenção no tratamento, independentemente do gênero. A regressão logística final verificou que a retenção, após a 4ª semana, nos primeiros 12 meses de tratamento, tem mais chance de ocorrer entre os pacientes mais velhos, que utilizavam alguma medicação coadjuvante durante o tratamento, que bebiam mais frequentemente durante a semana e que apresentavam grau grave de dependência alcoólica. O tempo de retenção no tratamento foi de oito semanas, independentemente do gênero. Conclusões: Homens e mulheres dependentes do álcool apresentam uma série de nuances, que devem ser explorados para melhor entendimento de suas necessidades e especificidades, visando tornar as abordagens terapêuticas e ações preventivas mais eficazes.
Palavra-chave Dependência alcoólica
Fatores associados à retenção
Retenção no tratamento
Tratamento Ambulatorial
Gênero
Idioma Português
Data de publicação 2010-09-29
Publicado em ELBREDER, Márcia Fonsi. Gênero e dependência alcoólica: análise de pacientes tratados em ambulatório especializado. 2010. Tese (Doutorado) - Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2010.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/9672

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: Publico-318a.pdf
Tamanho: 2.036MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo
Nome: Publico-318b.pdf
Tamanho: 1.808MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo
Nome: Publico-318c.pdf
Tamanho: 1.516MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo
Nome: Publico-318d.pdf
Tamanho: 1.998MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo
Nome: Publico-318e.pdf
Tamanho: 823.7KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo
Nome: Publico-318f.pdf
Tamanho: 2.037MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta