Infecção pelo vírus GB-C (GBV-C) em recém infectados pelo vírus da imunodeficiência humana tipo 1 (HIV-1): prevalência, incidência e modulação da ativação celular

Infecção pelo vírus GB-C (GBV-C) em recém infectados pelo vírus da imunodeficiência humana tipo 1 (HIV-1): prevalência, incidência e modulação da ativação celular

Título alternativo GB virus C in recently HIV-1 infected subjects: prevalence, incidence and modulation in the cellular activation
Autor Giret, Maria Teresa Maidana Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Kallas, Esper Georges Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Pós-graduação Infectologia – São Paulo
Resumo GB virus C (GBV-C) is a single stranded positive sense RNA virus, which is a member of the Flaviviridae. It has a close sequence homology and genomic organization to hepatitis C virus (HCV). No disease has been associated with GBV-C infection but coinfection with human immunodeficiency virus (HIV) leads to improved morbidity and mortality for the HIV infected subjects. The mechanism of the beneficial effect of GBV-C appears to be mediated by alterations in the cellular immune response. In this study we investigated the frequency and genotyping characteristics as well as the impact of the GBV-C infection among recently HIV-1 infected individuals. In the first manuscript we examined the current knowledge concerning this co-infection and developed hypotheses to explain its effects. Subsequently, we described the rate of infection, the prevalence, incidence and genotypic GBV-C characteristics in this population. In that regard, a considerable frequency of GBV-C infection was observed and the phylogenetic analysis of the GBVC isolates revealed the predominance of genotypes 1 and 2. Also, it was observed an inverse correlation between GBV-C load and HIV-1 load at the enrollment and after one year of follow-up, and a positive, but not statistically significant, correlation between GBV-C load and CD4+ T lymphocyte counts. Finally, we have investigated the effect of GBV-C viremia on T cell activation in early HIV-1-infection. The volunteers were enrolled into two groups: GBV-C viremic and non viremic, all co-infected with HIV-1. They were evaluated for T cell counts, cellular activation markers, GBV-C RNA detection, and HIV-1 viral load. Non-parametric univariate and multivariate analyses were carried out to identify the variables associated with cellular activation. We demonstrated that the GBV-C viremia is correlated with a lower T cell activation in HIV-1-infected individuals and this effect was independent of HIV-1 viral load. The association between GBV-C replication and lower T-cell activation may explain, at least in part, the protection conferred by this virus against disease progression to immunodeficiency in HIV-1-infected patients.

O GB vírus C (GBV-C) está constituído por uma fita única de RNA de polaridade positiva e pertence à família Flaviviridae. Possui uma seqüência e organização genómica parecida ao vírus da hepatite C, (HCV). A infecção pelo GBV-C não foi associada a nenhuma patologia, embora, na co infecção com o HIV, tenha sido associada a uma sobrevida maior e retardo no desenvolvimento da imunodeficiência. O efeito benéfico do GBV-C parece ser mediado por alterações na resposta imune celular; contudo, os possíveis mecanismos para explicar esse efeito ainda não foram esclarecidos. Neste trabalho investigamos a freqüência e características genotípicas assim como o impacto da infecção pelo GBV-C nos indivíduos infectados pelo HIV-1. No primeiro manuscrito examinamos os conhecimentos descritos na literatura referentes à coinfecção e propusemos algumas hipóteses para explicar esses efeitos. Posteriormente, descrevemos a taxa de infecção, a prevalência, incidência e características genotípicas do GBV-C nesta população. Assim, uma considerável freqüência de infecção pelo GBV-C foi observada e a análise filogenética dos isolados de GBV-C mostraram ser do genótipo 1 e 2. Foi observada também uma correlação inversa entre a carga viral do GBV-C e a carga viral do HIV na inclusão e um ano depois, assim como uma correlação positiva, mas não significativa, entre a carga viral do GBV-C e a contagem de linfócitos T CD4+. Finalmente, avaliamos o efeito da viremia pelo GBV-C na ativação celular em recém infectados pelo HIV-1. Os pacientes foram agrupados em GBV-C viremicos e não virémicos e foram avaliados para a contagem de linfócitos T, marcadores de ativação celular e carga viral do GBV-C e HIV-1. Foram realizadas análises de univariada e multivariada para identificar variáveis associadas com ativação celular. Demonstramos que a viremia pelo GBV-C foi correlacionada com uma diminuição da ativação celular nos indivíduos HIV positivos e este efeito mostrou se independente da carga viral do HIV. Assim, esta associação entre a replicação do GBV-C e menor ativação celular pode explicar, pelo menos em parte, a proteção conferida pelo GBV-C na progressão da doença nos indivíduos infectados pelo HIV-1.
Palavra-chave HIV-1
Linfócitos T CD4+
Linfócitos T CD 8+
CCR5
Ativação celular
HIV-1
T-Lymphocytes CD4+
T-Lymphocytes CD8+
CCR5
Cell activation
Idioma Português
Financiador Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP)
Data de publicação 2009-04-29
Publicado em GIRET, Maria Teresa Maidana. Infeccao pelo virus GB-C (GBV-C) em recém infectados pelo Vírus da Imunodeficiência Humana tipo 1 (HIV-1): prevalência, incidência e modulação da ativação celular. 2009. 121 f. Tese (Doutorado em Ciências) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo, São Paulo, 2009.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 121 p.
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/9671

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: Publico-9671.pdf
Tamanho: 2.116MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta