Female Sexual Function Index e inventário de depressão de Beck em mulheres submetidas à reconstrução mamária imediata após tratamento cirúrgico conservador do câncer mamário

Female Sexual Function Index e inventário de depressão de Beck em mulheres submetidas à reconstrução mamária imediata após tratamento cirúrgico conservador do câncer mamário

Título alternativo Sexual function and depression in women who undergone immediate breast reconstruction after conservative surgery for cancer
Autor Medeiros, Mauriceia Costa Lins de Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Veiga, Daniela Francescato Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo Introdução: A cirurgia conservadora é o tratamento padrão para o câncer de mama em estágio inicial. Com a implementação dos programas de rastreamento e o uso emergente de tratamento sistêmico, um crescente número de pacientes está sendo considerado elegível para o tratamento conservador. Este aumento tem despertado o interesse para a qualidade de vidas destas pacientes. Objetivo: Avaliar a influência da reconstrução mamária imediata na função sexual e níveis de depressão em mulheres submetidas a tratamento cirúrgico conservador do câncer mamário. Métodos: Para avaliar a depressão e sexualidade foram utilizados dois questionários específicos o Beck’s Depression Inventory (BDI) e o Female Sexual Function Inventory (FSFI), aplicados por meio de entrevista em 118 pacientes. Destas, 38 haviam sido submetidas a tratamento cirúrgico conservador com reconstrução mamária imediata, 40 a tratamento conservador sem reconstrução e 40 mulheres que não tiveram câncer de mama. Resultados: Não houve diferença entre os grupos quanto à idade e ao índice de massa corpórea (IMC). As pacientes do grupo reconstrução possuíam maior escolaridade (p=0,0001). Foi observada diferença significante na ocorrência de depressão entre os grupos, com maior percentual de pacientes com depressão moderada no grupo sem reconstrução (p=0,041). Quanto à função sexual, não houve diferença significante entre os grupos em nenhum dos domínios de resposta sexual. Conclusão: O tratamento cirúrgico conservador, com ou sem reconstrução mamária, não alterou a função sexual das pacientes. A reconstrução mamária teve impacto positivo os níveis de depressão entre as pacientes.
Palavra-chave Depressão
Mastectomia segmentar
Qualidade de vida
Sexualidade
Câncer mamário
Depression
Mastectomy, segmental
Quality of life
Sexuality
Breast neoplasms
Idioma Português
Data de publicação 2010-08-25
Publicado em MEDEIROS, Mauriceia Costa Lins de. Função sexual e depressão em mulheres submetidas à reconstrução mamário imediata após tratamento cirúrgico conservador do câncer mamário. 2010. Tese (Doutorado) - Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2010.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 222 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/9666

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: Retido-369a.pdf
Tamanho: 1.336MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo
Nome: Retido-369b.pdf
Tamanho: 945.1KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo
Nome: Retido-369c.pdf
Tamanho: 1.338MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo
Nome: Retido-369d.pdf
Tamanho: 1.078MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta