Fatores envolvidos no desenvolvimento e expressão da sensibilização comportamental ao efeito estimulante do modafinil e metanfetamina

Fatores envolvidos no desenvolvimento e expressão da sensibilização comportamental ao efeito estimulante do modafinil e metanfetamina

Título alternativo Factors involved in development and expression of modafinil and methamphetamine-induced behavioral sensitization
Autor Soeiro, Aline da Costa Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Oliveira, Maria Gabriela Menezes de Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Pós-graduação Psicobiologia – São Paulo
Resumo The behavioral sensitization refers to the progressive increase of the stimulatory effect induced by repeated administration of drugs of abuse such as cocaine and amphetamine. Previous studies suggest that the environment paired with the drug stimulant effect of those drugs has an important role in the behavioral sensitization phenomena. Besides, the chronic treatment with one drug of abuse can induce a different patter of response to the administration of other drug indicating that both drug share some similar mechanism of action. The present study aimed to investigate the involvement of contextual learning in the modafinil and methamphetamine behavioral sensitization phenomena and if there is cross-sensitization between the two drugs. Fifteen days after the contextual fear conditioning task, mice received repeated administration of vehicle or modafinil (50mg/kg - Experiment 2) and saline or methamphetamine (1mg/kg - Experiment 3) for 10 days; they were tested in activity cages on days 1, 5 and 10. To evaluate the expression of behavioral sensitization the mice were challenged with vehicle or modafinil (50mg/kg - Experiment 2) and saline or methamphetamine (1 mg/kg - Experiment 3) and then they were tested in the activity cages and in the open field arena. For cross-sensitization test, mice from Experiment 2 were challenged with saline and methamphetamine (1mg/kg) and those mice from Experiment 3 were challenged with vehicle and modafinil (50mg/kg). In both experiments we did not find any correlation between the levels of freezing in the contextual fear conditioning task and different levels of sensitization. Modafinil-sensitized subgroup of mice expressed clear behavioral sensitization in the activity cage, but not in the open field, suggesting a context-dependent expression of modafinil sensitization. We also observed a symmetric cross-sensitization between modafinil and methamphetamine. Our findings indicate that there are a important individual variability to the development of behavioral sensitization to methamphetamine and to modafinil. Besides, we suggest that modafinil and methamphetamine seem to share similar mechanisms of action.

A sensibilização comportamental refere-se ao aumento progressivo do efeito estimulante induzido após repetidas administrações de drogas de abuso como cocaína e anfetaminas. Estudos prévios sugerem que o ambiente pareado aos efeitos destas drogas parece ter um importante envolvimento no fenômeno da sensibilização comportamental. Além disso, o tratamento com uma droga de abuso pode interferir com a resposta comportamental eliciada por outra, quando essas possuirem algum mecanismo de ação comum. O presente estudo teve como objetivo investigar o envolvimento da aprendizagem contextual no fenômeno da sensibilização comportamental induzida pelo modafinil e metanfetamina e se haveria uma sensibilização cruzada entre as duas drogas. Os animais foram treinados e testados na tarefa do condicionamento de medo ao contexto (CMC). Após 15 dias foi realizado o teste da novidade, sem nenhuma manipulação farmacológica, às caixas de atividade locomotora. Para avaliar o desenvolvimento da sensibilização comportamental, após 24 horas do teste da novidade grupos diferentes de animais receberam injeções diárias de modafinil (50mg/kg) ou veículo (Experimento 2) e metanfetamina (1mg/kg) ou salina (Experimento 3) via ip por 10 dias e a atividade locomotora foi registrada nos dias 1, 5 e 10. Para avaliar a expressão da sensibilização comportamental, todos os animais foram desafiados com veículo e modafinil (50mg/kg - Experimento 2) e salina e metanfetamina (1mg/kg - Experimento 3) nas caixas de atividade e no campo aberto. No teste de sensibilização cruzada animais pré-tratados com veículo e modafinil receberam uma dose aguda de metanfetamina (Experimento 2) e animais pré-tratados com salina e metanfetamina receberam uma dose aguda de modafinil (Experimento 3). Em ambos os experimentos foi verificado um aumento progressivo na atividade locomotora e uma evidente diferença individual nos níveis de sensibilização comportamental entre os animais tratados com as drogas. Nos experimentos 2 e 3, todos os animais apresentaram resposta similar de tempo de congelamento no teste CMC. A expressão da sensibilização ao modafinil foi observada no ambiente previamente pareado com as administrações e foi bloqueada no ambiente não pareado. No caso da metanfetamina a expressão ocorreu em ambos ambientes. Também foi observado sensibilização cruzada simétrica entre modafinil e metanfetamina. Os resultados do presente estudo apontam para um envolvimento da aprendizagem contextual na sensibilização comportamental, porém parece não ser generalizado para todas as drogas psicoestimulantes. Além disso, apontam que existe uma grande variabilidade individual ao desenvolvimento da sensibilização comportamental ao modafinil e à metanfetamina. Ainda pode-se sugerir que exista um mecanismo similar de ação entre o modafinil e a metanfetamina.
Palavra-chave aprendizagem contextual
camundongos
metanfetamina
modafinil
sensibilização comportamental
Aprendizagem
Learning
Mice
Methamphetamine
Idioma Português
Financiador Associação Fundo de Incentivo à Psicofarmacologia (AFIP)
Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP)
Número do financiamento FAPESP: 08/56049-0
Data de publicação 2010-04-28
Publicado em SOEIRO, Aline da Costa. Fatores envolvidos no desenvolvimento e expressão da sensibilização comportamental ao efeito estimulante do modafinil e metanfetamina. 2010. 100 f. Dissertação (Mestrado em Ciências) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo, São Paulo, 2010.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 100 p.
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/9644

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: Publico-297.pdf
Tamanho: 955.3KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta