Fatores Associados ao Óbito por Aids no Distrito Federal, Brasil, 2007

Fatores Associados ao Óbito por Aids no Distrito Federal, Brasil, 2007

Título alternativo Factors associated with death in people living with aids in Distrito Federal, Brazil, 2007
Autor Lopes, Luiz Antonio Bueno Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Silva, Edina Mariko Koga da Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo Introduction: In the Federal District and in Brazil significant reductions in the mortality rates and lethality resulting from AIDS were observed shortly after the introduction of highly active antiretroviral therapy, but in recent years the decline of these rates has not been as significant. Non-adherence to treatment and delayed diagnosis appear to be the main factors that increase the risk of death from AIDS. Behavioral, socioeconomic and biological factors, however, could also be associated with increased risk of death due to AIDS, possibly by influencing the first two factors. Objective: Assess the factors associated with deaths from Aids in the Federal District. Method: A case-control study, using the data recorded in the Information System of Notifiable Diseases, in which the cases are AIDS deaths occurred in 2007, residing in the Federal District, over 12 years of age, and controls are AIDS patients who did not die until December 31 2007, also residing in the Federal District and over 12 years of age. For each group frequency and proportion tables for the variables under study were prepared. The statistical association of each factor in isolation with the occurrence of the deaths was verified and also through a model of multivariate analysis using logistic regression. Results: The factors that were associated with greater risk of death in both the bivariate and multivariable analyses are listed below with the OR and the CI95% found in the multivariable analysis between brackets: injecting drug use (OR = 2.13 (CI95%: 1.16 - 3.91)), age greater than or equal to 50 years (OR = 1.82 (CI95%: 1.02 - 3.24)) and residence in a low income neighborhood (OR = 1.65 (CI95%: 1.01 - 2.71)). Conclusion and Recommendation: Public policy in the Federal District aimed at reducing the lethality from AIDS, especially those policies that promote adherence to treatment and early diagnosis of HIV infection, should consider the profile of patients most at risk of death, which in the Federal District in 2007, was characterized by injecting drug use, an age over 50 years and residence in low per capita income neighborhoods.

Introdução: No Distrito Federal e no Brasil houve importante redução das taxas de mortalidade e de letalidade por aids logo após a introdução da terapia antirretroviral altamente ativa, mas nos últimos anos o declínio dessas taxas não tem sido tão significativo. Não adesão ao tratamento e diagnóstico tardio parecem ser os principais fatores que elevam o risco de óbito por aids, porém fatores comportamentais, socioeconômicos e biológicos também podem estar associados ao maior risco de óbito por aids, possivelmente por influenciarem os dois primeiros. Objetivo: Verificar os fatores associados aos óbitos por aids no Distrito Federal. Método: Estudo de caso-controle, utilizando os dados registrados no Sistema de Informação de Agravos de Notificação, em que foram considerados casos os óbitos por aids ocorridos em 2007, residentes no Distrito Federal e maiores de 12 anos de idade e, controles os doentes de aids que não foram a óbito até 31 de dezembro de 2007, também residentes no Distrito Federal e com mais de 12 anos de idade. Prepararam-se, para cada grupo, tabelas de freqüência e proporção para as variáveis estudadas. Foi verificada a associação estatística de cada fator isoladamente com a ocorrência dos óbitos e também por meio de um modelo de análise multivariável por regressão logística. Resultados. Os fatores que apresentaram associação com maior risco de óbito tanto na análise bivariada quanto na multivariável estão listados a seguir, com a OR e o IC95% encontrado na análise multivariável entre parênteses: uso de drogas injetáveis (OR=2,13 (IC95%: 1,16 – 3,91)), idade maior ou igual a 50 anos (OR =1,82 (IC95%: 1,02 – 3,24)) e residência em local de baixa renda (OR=1,65 (IC95%: 1,01 – 2,71)). Conclusão e Recomendação: As políticas públicas no Distrito Federal que visem à redução da letalidade por aids, especialmente as que promovam a adesão ao tratamento e o diagnóstico precoce da infecção pelo HIV, devem considerar o perfil dos doentes com maior risco de óbito, que, no Distrito Federal, em 2007, caracterizou-se pelo uso de drogas injetáveis, pela idade acima de 50 anos e pela residência em locais com baixa renda per capita.
Palavra-chave Distrito Federal
Mortalidade
Óbitos
Aids
Invasão de óbitos
Síndrome de imunodeficiência adquirida
Idioma Português
Data de publicação 2010-10-27
Publicado em LOPES, Luiz Antonio Bueno. Fatores Associados ao Óbito por Aids no Distrito Federal, Brasil, 2007. 2010. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2010.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 61 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/9636

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: Retido-365.pdf
Tamanho: 377.0KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta