Fatores associados à perda funcional em idosos residentes no município de Maceió

Fatores associados à perda funcional em idosos residentes no município de Maceió

Título alternativo Factors associated with functional loss in the elderly living in the city of Maceió
Autor Costa e Silva, Maria do Desterro da Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Ramos, Luiz Roberto Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Pós-graduação Saúde coletiva – São Paulo
Resumo The preservation of autonomy and independence in the daily living activities of elderly people bring a very pertinent relation to socioeconomic and demographic health-related factors. Objective: To identify and analyze the associated with the functional loss in older adults living in the urban area of Maceió, Alagoas. Methods: This was a cross-sectional study with a population sample of 319 elderly participants, 210 of them females (65.8%). Their average age was 72 (SD = + 8.83) with a minimum of 60 and a maximum of 105. To obtain the functional routine data the Functional Operating Older American Resources and Services Multidimensional Functional Assessment Questionnaire (BOMFAQ) were used. A descriptive analysis, the chi-square test and a regression analysis for crude prevalence ratio were used, and the significance level was p <0.05. Results: Prevalence commitment varied from moderate to severe (mod/severe) and was 45.5%. The factors associated with this commitment (mod/severe) were being 75 years old or older, having up to four years of schooling, reporting two or more chronic diseases and being single. Conclusions: The conditions of the elderly here described, its inequalities and their potential impacts on health services may suggest the organization of a comprehensive health care for the elderly which is now an emerging priority in the state capital of Alagoas.

A preservação da autonomia e a independência nas atividades de vida diária dos idosos trazem uma relação muito pertinente com fatores socioeconômicos e demográficos relativos à saúde. Objetivo: Identificar e analisar os fatores associados à perda funcional em idosos residentes na zona urbana do município de Maceió, Alagoas. Métodos: Trata-se de um estudo de delineamento transversal com amostra populacional de 319 idosos, sendo 210 do sexo feminino (65,8%). A média de idade constatada é de 72 anos (dp=+ 8,83), sendo o valor mínimo 60 anos e o máximo 105 anos. Para os dados de desempenho funcional foi utilizada a escala Functional Brazilian Older American Resources and Services Multidimensional Functional Assessment Questionaire (BOMFAQ). Foi utilizada análise descritiva, quiquadrado e análise de regressão para razão de prevalência bruta, sendo o nível de significância adotado de p<0,05. Resultados: A prevalência de comprometimento mod/grave foi de 45,5%. Os fatores que se associaram com o comprometimento mod/grave foram: ter 75 anos ou mais, ter até quatro anos de escolaridade, relatar duas ou mais doenças crônicas e ser solteiro. Conclusões: As condições dos idosos aqui revelados, suas desigualdades e seus potenciais impactos sobre os serviços de saúde permitem sugerir que a organização de forma abrangente da atenção à saúde do idoso hoje é prioridade emergente na capital do Estado de Alagoas.
Palavra-chave Atividades cotidianas
Avaliação
Capacidade
Funcionalidade
Idoso
Idioma Português
Data de publicação 2010-06-30
Publicado em SILVA, Maria do Desterro da Costa e. Fatores associados à perda funcional em idosos residentes no município de Maceió. 2010. 116 f. Dissertação (Mestrado em Ciências) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2010.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 116 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/9634

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: Retido-291.pdf
Tamanho: 1.015MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta