Expressão Gênica dos Transportadores de Ânions Orgânicos Tipo 1 após Isquemia Renal induzida

Expressão Gênica dos Transportadores de Ânions Orgânicos Tipo 1 após Isquemia Renal induzida

Título alternativo Gene Expression of Organic Anion Transporters Type 1 after Renal Ischemia-induced
Autor Silva, Roseli Sandra Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Santos, Oscar Fernando Pavão dos Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo The kidneys are responsible for much of the metabolism and elimination of substances from the body and these functions are performed by glomerular filtration and tubular transport. The transport is characterized by tubular secretion of ions, organic and inorganic, from the blood into the tubular lumen. The organic anions include many endogenous and exogenous substrates of the movement and transport system for organic anions kidney has a major role in eliminating these potentially toxic compounds. The acute renal injury (LRA) is characterized by a sudden reduction in kidney function, or a rapid decline (hours or weeks) in the glomerular filtration rate (GFR), affecting an accumulation of slag as urea nitrogen and creatinine. In ischemia, one of the earliest events is the reduction of intracellular levels of ATP, which mainly undertakes nefron the portions that have high rate of tubular reabsorption with spending power, as the proximal tubule and thick ascending loop of Henle. Even receiving a generous supply of blood, kidneys, surprisingly, are susceptible to damage caused by ischemia, because the proximal tubule can not use glucose efficiently, depending, instead, of intermediaries in the Krebs cycle, such as -ketoglutarate . So over the cellular metabolism and activity of sodium-dicarboxylate co-transporter, the activity of OATs may be a key determinant of the metabolic integrity of the proximal tubule. This hypothesis suggests that the OATs circulating substrates such as organic anions, may increase the susceptibility of the proximal tubule of renal injury (caused by the exchange of OATs basolateral carbon substrates for intracellular). In this study, we evaluated the expression of a prototype carrier (carrier of Organic Anion type 1) involved in the elimination of these drugs in experimental model of acute ischemic renal injury. The induced ischemia caused changes in tubular epithelium, characterized by degeneration and tubular dilation. Decrease in plasma sodium in ischemic animals and trend of loss of urinary Na+ being higher in ischemic animals. The fractional sodium excretion were very higher in ischemic animals and on the urinary K+, no significant difference, however, we observed a trend to a lower amount of excretion of K+ in ischemic animals. In our protocol, there was significant increase in serum creatinine levels from 24 hours after reperfusion, showing the impairment of glomerular filtration. Based on the results, we suggest that after renal ischemia, there is decreased gene expression of type 1 organic carrier. This may have implications in pharmacokinetic drug normally used in this clinical situation, such as antibiotics and diuretics, known organic substrates of these transporters.

Os rins são responsáveis por grande parte da metabolização e eliminação de substâncias do organismo e estas funções são desempenhadas através da filtração glomerular e transporte tubular. O transporte tubular é caracterizado por secreção de íons, orgânicos e inorgânicos, do sangue para o lúmen tubular. Os ânions orgânicos incluem numerosos substratos endógenos e exógenos da circulação e o sistema de transporte de ânions orgânicos renais tem um papel principal na eliminação destes compostos potencialmente tóxicos. A lesão renal aguda (LRA) caracteriza-se por uma súbita redução da função renal, ou seja, um rápido declínio (horas ou semanas) no ritmo de filtração glomerular (RFG), condicionando um acúmulo de escórias nitrogenadas como uréia e creatinina. Na isquemia, um dos eventos mais precoces é a redução dos níveis intracelulares de ATP, que compromete preferencialmente porções do néfron que possuem alta taxa de reabsorção tubular com gasto de energia, como o túbulo proximal e a alça ascendente espessa de Henle. Mesmo recebendo um suprimento generoso de sangue, os rins, surpreendentemente, são susceptíveis a danos causados pela isquemia, pois o túbulo proximal não pode utilizar a glicose eficientemente, dependendo, ao invés disso, de intermediários do ciclo de krebs, como o -cetoglutarato. Assim ao longo do metabolismo celular e da atividade do co-transportador sódio-dicarboxilato, a atividade dos TAOS pode ser uma chave determinante da integridade metabólica do túbulo proximal. Esta hipótese sugere que os substratos dos TAOS circulantes, como os ânions orgânicos, podem aumentar a suscetibilidade do túbulo proximal à lesão renal (causada pela troca dos TAOS basolaterais por substratos de carbono intracelular). No presente estudo, procuramos avaliar a expressão de um protótipo de transportador (transportador de anion orgânico tipo 1) envolvido na eliminação desses fármacos em modelo experimental de lesão renal aguda isquêmica. A isquemia induzida causou alterações no epitélio tubular, caracterizada por degeneração e dilatação tubular. Houve diminuição do sódio plasmático nos animais isquêmicos e tendência da perda de Na+ urinário ser maior nos animais isquêmicos. A fração de excreção de sódio apresentou-se muito maior nos animais isquêmicos e quanto ao k+ urinário, não houve diferença significativa, contudo observamos uma tendência a uma menor excreção da quantidade de k+ nos animais isquêmicos. Em nosso protocolo, houve aumento significativo dos níveis de creatinina sérica a partir de 24 horas pós reperfusão, mostrando o comprometimento da filtração glomerular. Com base nos resultados encontrados, sugerimos que após isquemia renal, há diminuição da expressão gênica do transportador orgânico tipo 1. Esse resultado pode ter implicações farmacocinéticas nos medicamentos normalmente utilizados nessa situação clínica, como antibióticos e diuréticos, sabidamente substratos orgânicos desses transportadores.
Palavra-chave Alterações Na+ e K+ 5
Expressão Gênica
Lesão Renal Aguda
Transportadores de Ânions Orgânicos
Isquemia
Idioma Português
Data de publicação 2009-07-29
Publicado em SILVA, Roseli Sandra. Expressão Gênica dos Transportadores de Ânions Orgânicos Tipo 1 após Isquemia Renal induzida. 2009. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2009.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 80 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/9625

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: Retido-00383.pdf
Tamanho: 928.4KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta