Estudo dos efeitos farmacológicos e comportamentais do óleo essencial da Coriandrum sativum L. em camundongos

Estudo dos efeitos farmacológicos e comportamentais do óleo essencial da Coriandrum sativum L. em camundongos

Autor Baziloni, Eliane Maria de Freitas Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Leite, Jose Roberto Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Pós-graduação Psicobiologia - São Paulo
Resumo A Corianddrum sativum L. é uma herbácea ereta, anual, ramificada, nativa da região Mediterrânea (Europa meridional e Oriente Médio). Seu odor é devido a presença do coriandrol ou d-Linalol. Usado na medicina popular há mais de 3000 anos, é indicado como carminativo (alguns óleos produzem certa anestesia e relaxamento da cárdia e consequentemente a expulsão do ar do trato gastrointestinal), estimulante das atividades gástrica e hepática, anti-helmíntico, antiinflamatório e ingerido como chá ou tintura. No Brasil, é amplamente cultivada no Norte e Nordeste, usada na indústria de licores. da confeitaria, perfumaria e na culinária. Poucos são os estudos científicos mostrando as propriedades farmacológicas do óleo essencial da C.sativum. O óleo essencial de coentro apresenta em sua composição monoterpenos, como linalol, citronelol, mirceno, limoneno, acetato de geranila, cânfora, entre outros, aos quais são atribuídos efeitos no sistema nervoso central. O presente estudo teve por objetivo avaliar o perfil farmacológico do óleo essencial da Coriandrum sativum L (OEC) em camundongos, após administração aguda via intraperitoneal, nas doses 62,5mg/kg, 125mg/kg, 250 mg/kg e 500 mg/kg. Os resultados obtidos mostram que o OEC (125mg/kg e 250mg/kg) induziu uma diminuição da atividade motora, sendo observado para a dose de 250mg/kg um aumento do tempo de sono. O OEC (125mg/kg e 250mg/kg) não alterou a coordenação motora dos animais indicando que as doses empregadas não induziram relaxamento muscular. Uma ação antinociceptiva periférica (contorções abdominais induzidas pelo ácido acético) em resposta ao OEC(125mg/kg e 250mg/kg) e antiinflamatória (teste da formalina) OEC 250mg/kg foi também observada. O OEC não protegeu os animais das convulsões, não tendo sido observado um efeito anticonvulsivante. Durante a triagem farmacológica inicial, foram observados sinais de toxicidade como pelos arrepios, ptose palpebral, diminuição da defecação e aumento da micção. Após 24h da administração do OEC, houve três mortes com os animais com a dose de 500mg/kg. Nossos resultados sugerem que o OEC apresenta um perfil depressor do sistema nervoso central (SNC) com efeitos sedativo, analgésico e antiinflamatório
Palavra-chave Camundongos
Coriandrum Sativum L
Efeitos farmacológicos
Sistema nervoso central
Umbelífera
Óleo essencial
Óleos voláteis
Coriandrum
Idioma Português
Financiador Associação Fundo de Incentivo à Psicofarmacologia (AFIP)
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Data de publicação 2009-07-29
Publicado em BAZILONI, Eliane Maria de Freitas. Estudo dos efeitos farmacológicos e comportamentais do óleo essencial da Coriandrum sativum L. em camundongos. 2009. 61 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2009.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 61 f.
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/9571

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: Publico-00300.pdf
Tamanho: 1.866MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta