Estudo das correlações entre a função pragmática da linguagem e a produção textual escrita

Estudo das correlações entre a função pragmática da linguagem e a produção textual escrita

Título alternativo Correlations between pragmatic function of language and writing productions
Autor Paolucci, Juliana Faleiros Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Ávila, Clara Regina Brandão de Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo Objective: To characterize the performance of students from public and private school using a test of pragmatic function and writing tasks, according to their grade and educational system and investigate the potential correlations between the pragmatic function of language and the production of narrative text. Method: 160 students (96 girls) from 4th to 7th grades of elementary school (ranging between 8 and 12 years old), were screened and evaluated for writing tasks (dictation and textual production) and pragmatic language - Test of Pragmatic Language. Results: In a general analysis comparisons provided an evidence of statistically significant difference, with better results displayed by private school in orthographic performance, but there was no statistically significant difference in the total number of linguistic variables (nouns, verbs, verbs in the past, adverbial phrases, adjectives, time markers and number of words) used in the textual production, except for the time marker "when", more frequent in the productions of 5ths and 7ths grades. The occurrence of complete and incomplete sentences was similar in both educational systems. The 4th grade made more incompletes sentences. There were a greater number of events cited by the private schools. Schools performance improved significantly with grade progression. The private school showed more events. The performance became better with grade progression. The public school showed a fewer number of micro and general macrostructures. Essential macrostructures became more frequent with grade progression. There was no significant difference between the educational system or grade regarding the pragmatic function of language. The total number of orthographic errors under dictation and the number of events correlated negatively. Also the use of the temporal marker “after” and the quotient values of the Test of Pragmatic Language. Better the scores of pragmatic language test parameters, bigger the number of microstructures. Conclusions: Students from the private schools had a better performance regarding orthographic writing and the production of micro and macrostructures of the text. The grade progression influenced the writing tasks’ performance (orthographic, text production and number of essential macrostructures). Forth grade showed more incomplete productions. The identification of macrostructure became better with grade progression. Regarding the pragmatic function of language, the students did not presented differences in the performance of the tasks that evaluated it, no matter their grade or educational system. The statistical analyses indicated the presence of correlation between orthographic writing and the quality of textual production in the aspects of quantity of events and elements of microstructure cited.

Objetivo: Investigar relações entre a função pragmática da linguagem e a produção de texto narrativo e caracterizar o desempenho de escolares das redes pública (PU) e particular (PA) em teste de função pragmática e tarefas de escrita, segundo as variáveis rede de ensino e ano escolar. Método: Foram selecionadas 160 crianças (96 meninas), entre 8 e 12 anos, matriculados no 4º, 5º, 6º e 7º anos do Ensino Fundamental (Comitê de Ética 0827/06). Foram submetidos à triagem fonoaudiológica, à avaliação da produção escrita (escrita sob ditado de palavras e pseudopalavras e produção textual) e a tarefas que avaliam a função pragmática da linguagem (TOPL). Resultados: Escolares da PU apresentaram maior número de erros no ditado de palavras e pseudopalavras, mas não houve diferença estatisticamente significante quanto ao número total das variáveis lingüísticas (substantivos, verbos, verbos no pretérito, locuções adverbiais, adjetivos, marcadores temporais e número de palavras) utilizadas, com exceção do marcador temporal “quando”, com maior aparecimento nas redações dos 5ºs e 7ºs anos. A ocorrência dos enunciados completos e incompletos foi semelhante nas redes de ensino. Entretanto, os escolares do 4º ano apresentaram maior número de enunciados incompletos que os demais. Houve maior número de eventos citados pelos escolares da PA e desempenho significantemente melhor nos anos avançados. Os escolares da PU apresentaram menor número de citações de microestruturas e macroestruturas gerais. As macroestruturas essenciais foram significativamente superiores com a progressão escolar. Quanto ao desempenho no TOPL, não foram encontradas diferenças estatisticamente significantes nos parâmetros avaliados e nas comparações realizadas. Houve correlação negativa e fraca entre o número total de erros no ditado e eventos citados nas redações; e entre o uso do marcador temporal “depois” e a classificação do quociente do TOPL. Quanto maior o escore obtido nos parâmetros do TOPL, maior o número de microestruturas. Conclusões: Os escolares da PA apresentaram melhor desempenho na codificação da escrita e na produção das micro e macroestruturas do texto. A progressão da escolaridade influenciou o desempenho nas tarefas de escrita de palavras e na produção textual da macroestrutura essencial. O desempenho dos 4ºs anos foi pior para a produção de enunciados incompletos e quantidade de eventos citados. Os 4ºs e 5ºs anos mostraram menor capacidade de identificar macroestrutura essencial que os dos 6ºs e 7ºs anos. Não houve diferença de desempenho e escores em nenhum dos parâmetros avaliados no TOPL. Quanto pior o desempenho na escrita de palavras, pior a produção textual e quanto melhor a função pragmática da linguagem melhor a qualidade da produção textual em seus aspectos de quantidade de eventos citados e de elementos de microestrutura.
Palavra-chave Escrita manual
Testes de linguagem
Linguagem
Redação
Avaliação de desempenho profissional
Handwriting
Language tests
Language
Writing
Employee performance appraisal
Idioma Português
Data de publicação 2009-01-28
Publicado em PAOLUCCI, Juliana Faleiros. Estudo das correlações entre a função pragmática da linguagem e a produção textual escrita. 2009. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2009.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 141 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/9546

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: Retido-042a.pdf
Tamanho: 186.1KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo
Nome: Retido-042b.pdf
Tamanho: 1.262MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo
Nome: Retido-042c.pdf
Tamanho: 1.104MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo
Nome: Retido-042d.pdf
Tamanho: 1.699MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta