Estudo cefalométrico comparativo dos padrões dento-esqueléticos faciais em indivíduos com oclusão normal e má oclusão dentária

Estudo cefalométrico comparativo dos padrões dento-esqueléticos faciais em indivíduos com oclusão normal e má oclusão dentária

Título alternativo Comparative cephalometric study of dental and skeleto facial patterns in individuals showing normal oclusion and dental maloclusion
Autor Pereira, Julio Cesar Mota Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Lederman, Henrique Manoel Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo Objetives: Determining the dental and skeletofacial patterns of the face in patients with Angle malocclusion and individuals with normal occlusion. Methods: Linear and angular dimension were taken on teeth, bones and soft tissue imaging 200 lateral teleradiographs of white male and female older Brazilian children and teenagers from elementary and high schools in the city of São Paulo, ABC area and the city of Santos, aged 11 years and 2 months to 19 years and 10 months, showing permanent dentition and subject to no orthodontic treatment were assessed. These teleradiographs were classified into 5 groups comprising 1 group showing normal occlusion and 4 showing Angle malocclusion. Each of these groups was further divided into male and female subgroups. Results: Mostly no statistically significant dimensional difference regarding genders were found within each group. Although no significant difference in maxilla positioning was found when comparing groups, 2/3 of the comparisons between these groups regarding mandible positioning evidenced statistically significant differences. Facial proportions where also found to be statistically different when comparing normal to malocclusion groups. Conclusion: The linear dimension were larger for male individuals as compared with female ones although no statistically difference could be determined. The growth pattern is only slightly diverging in the normal occlusion and class II 2nd division groups, whereas no differences were found in class I, class II 1st division and class III groups. Mandibular retrognatism was the most evident feature in class II 1st and 2nd division groups. Dentoalveolar compensation was more evident in class III and class II 2nd division groups. Normal occlusion group showed a more convex facial profile as compared with USA standards The skeletofacial analysis showed class III and class II 2nd division groups to have the highest level of discrepancy in their results.

Objetivos: Avaliar os padrões dento esquelético faciais de pacientes portadores de Oclusão Normal e más oclusões de Angle nas possíveis diferenças entre as grandezas estudadas, quanto ao gênero dentro de cada grupo e entre os grupos. Métodos Foram realizados traçados cefalométricos com grandezas angulares e lineares de tecido ósseo, dentes e perfil mole em 200 telerradiografias cefalométricas laterais obtidas de jovens brasileiros, leucodermas, de ambos os gêneros, não tratados ortodonticamente, apresentando dentição permanente, na faixa etária de 11 anos e 2 meses a 19 anos e 10 meses, alunos de colégios da cidade de São Paulo, região do ABC e de Santos. O material foi dividido, quanto ao tipo de oclusão, em cinco grupos, um de pacientes portadores de Oclusão Normal e quatro de pacientes portadores de más oclusões de Angle, sendo cada grupo dividido igualmente quanto ao gênero. Resultados: Para a grande maioria das grandezas, não houve diferença estatisticamente significante entre os gêneros masculino e feminino, dentro de cada grupo. Na comparação das grandezas cefalométricas entre os grupos, não houve diferença significativa em relação à posição da maxila, mas em relação à posição da mandíbula houve diferença estatisticamente significante em 2/3 das comparações. Foram observados alguns desequilíbrios verticais com diferenças estatisticamente significantes. A análise do perfil mole acompanhou a leitura do perfil ósseo na maioria das comparações. Conclusões: As médias das grandezas lineares foram maiores nos indivíduos do gênero masculino do que no feminino, porém, sem significância estatística; o padrão de crescimento é hipodivergente para os grupos de oclusão normal e classe II divisão 2ª, enquanto é neutro para os grupos de classe I, classe II divisão 1ª e classe III; o retrognatismo mandibular foi a característica mais marcante nos grupos de classe II divisão 1ª e 2ª; a compensação dento alveolar foi mais evidente no grupo de classe III e classe II divisão 2ª, o grupo de oclusão normal apresentou perfil mais convexo e, a análise facial numérica mostrou que os grupos de classe III e classe II divisão 2ª apresentaram resultados mais discrepantes.
Palavra-chave Má oclusão
Oclusão normal
Perfil facial
Telerradiografia lateral
Medidas cefalométricas
Circunferência craniana
Cephalometry
Malocclusion
Radiografia dentária
Radiography, dental
Oclusão dentária
Dental occlusion
Idioma Português
Data de publicação 2008-03-26
Publicado em PEREIRA, Julio Cesar Mota. Estudo cefalométrico comparativo dos padrões dento-esqueléticos faciais em indivíduos com oclusão normal e má oclusão dentária. 2008. Tese (Doutorado) - Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2008.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 75 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/9494

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: Retido-Tese%20Julio%20Cesar%20Mota%20Pereira.pdf
Tamanho: 1.821MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta