Estresse e modos de andar a vida: subsídios de Georges Canguilhem para uma etnoepidemiologia da Síndrome Geral da Adaptação na cidade de São Paulo.

Estresse e modos de andar a vida: subsídios de Georges Canguilhem para uma etnoepidemiologia da Síndrome Geral da Adaptação na cidade de São Paulo.

Título alternativo Stress and ways of walking life: subsidies of Georges Georges Canguilhem for an ethnoepidemiology of the General Adaptation Syndrome in the city of Sao Paulo
Autor Santos, Maurici Tadeu Ferreira dos Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Gomes, Mara Helena de Andrea Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo This study investigated the perception that the residents of a condominium in the city of Sao Paulo have about their stress and life conditions, with the goal of establishing a critical reflection based on a ethnoepidemiologic proposal. We employed descriptive research on residential condominium called "Projeto Viver Celso Garcia – CPV” in the district of Belenzinho, east of the state capital, with contributions of anthropology (ethnography) and descriptive epidemiology as the main means for better understanding our object of study. The interviews allowed us to complement additional data collection; held with 16 residents and a key non-resident informant, using a questionnaire adapted from Peluso & Blay (2008), Lipp (1999), Holmes & Rahe ( 1976) and Sheldon Cohen et al (1983). The interviews were conducted during the second half of 2009 and the analysis and treatment in the first half of 2010. The responses were categorized and interpreted based on adapting the technique of "content analysis" in Pondé et al (2009) and Minayo (2007). The ethnography was based on the concepts of Georges Canguilhem in his book "The Normal and Pathological" (2009) and epidemiological data were based on research to databases from the SIAB - Information System of Primary Care. The approach allowed ethnoepidemiologic find in the multifaceted and ambiguous character of stress, a predominance of polarized feelings among the descriptors "frustrating and gratifying" showing different ways dependent on the ways of walking life. It also allowed us to see the stress as "faithfulness or unfaithfulness" associated with “individual organic whole – environment” according to the production of individual or collective norms that modulate ways of walking life following ideas of Georges Canguilhem. The study was suitable as a resource for better understanding of the need for capacity and production of norms in complex systems such as those which are involved on the general adaptation syndrome and adaptive disorders in urban conditions of living as well.

O presente estudo buscou compreender a percepção que os moradores de um condomínio no município de São Paulo possuem do estresse e condições de vida, com objetivo de estabelecer uma reflexão crítica baseada em uma proposta etnoepidemiológica. Empreendemos pesquisa descritiva no condomínio residencial “Projeto Viver Celso Garcia CPV”, localizado no bairro do Belenzinho, zona leste da capital paulista, tendo aportes da antropologia (etnografia) e epidemiologia descritiva como principal meio para melhor compreensão de nosso objeto de estudo. As entrevistas permitiram complementar a coleta de dados. Entrevistamos 16 moradores e um informante-chave não residente, por meio de formulário adaptado a partir de Peluso & Blay (2008), Lipp (1999), Holmes & Rahe (1976) e Cohen et al (1983). As entrevistas foram realizadas durante o segundo semestre de 2009 e a análise e tratamento no primeiro semestre de 2010. As respostas foram categorizadas interpretadas com base na adaptação da técnica de “Análise de Conteúdo” de Pondé et al 2009) e Minayo (2007). A etnografia foi fundamentada nos conceitos de Georges Canguilhem em sua obra “O Normal e Patológico” (2009) e os dados epidemiológicos foram pesquisados nos bancos de dados a partir do SIAB - Sistema de Informações da Atenção Básica. A abordagem etnoepidemiológica possibilitou encontrar, no caráter polissêmico e multifacetado do estresse, uma predominância de sensações polarizadas entre os descritores “frustrantes e gratificantes”, evidenciando enfrentamentos diferenciados dependentes dos modos de andar a vida. Permitiu também perceber estresse enquanto “fidelidades ou infidelidades” associadas à relação totalidade orgânica individual-meio de acordo com a produção de normas individuais ou coletivas que modulam os modos de andar a vida, segundo conceitos de Georges Canguilhem. O estudo mostrou-se adequado como recurso para compreensão da capacidade e necessidade de produção de normas em sistemas complexos como os que estão envolvidos na síndrome geral de adaptação e as desordens adaptativas nas condições urbanas de morar e viver.
Palavra-chave Ethnoepidemiology
Antropologia cultural
Condições sociais
General adaptation syndrome
Georges Canguilhem
Síndrome de adaptação geral
Living conditions
Estresse fisiológico
Anthropology, cultural
Social conditions
Stress, physiological
Etnoepidemiologia
Idioma Português
Data de publicação 2010-09-29
Publicado em SANTOS, Maurici Tadeu Ferreira dos. Estresse e modos de andar a vida: subsídios de Georges Canguilhem para uma etnoepidemiologia da Síndrome Geral da Adaptação na cidade de São Paulo. 2010. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2010.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 167 p.
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/9487

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: Publico-271a.pdf
Tamanho: 760.1KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo
Nome: Publico-271b.pdf
Tamanho: 1.825MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo
Nome: Publico-271c.pdf
Tamanho: 638.8KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta