Estado nutricional relativo à vitamina A e zinco e sua relação com estresse oxidativo em pacientes com Ataxia-Telangiectasia

Estado nutricional relativo à vitamina A e zinco e sua relação com estresse oxidativo em pacientes com Ataxia-Telangiectasia

Título alternativo Nutritional status concerning vitamin A and zinc their relation with oxidative stress in Ataxia-Telangiectasia Patients
Autor Silva, Rosangela da Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Costa-Carvalho, Beatriz Tavares Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo Ataxia-telangiectasia (A-T) is a rare and degenerative disease that leads to varying degrees of immunodeficiency, exacerbation of oxidative stress and malnutrition in over 50% of patients. Objectives: To evaluate the nutritional status, retinol and beta carotene plasmatic concentration and zinc serum and erythrocytes in patients with A-T. To correlate these concentrations with: malondialdehyde (MDA), T lymphocyte numbers (CD4+ e CD8+) and immunoglobulin (IgA). Methods: In a cross sectional study, prospective and controlled, we evaluated 14 patients with A-T and 14 healthy controls according to the Z score of BMI and height for age, body composition, dietary intake and laboratory tests. Results: The mean age of the groups was 13 years; 7 (50%) patients were malnourished. The patients exhibited lean body mass significantly lower compared to controls, p = 0.006. There was no difference between the concentrations of micronutrients or MDA between patients and controls. There was a negative correlation between MDA and the concentrations of retinol (r = - 0.628, p = 0.016) and a significant positive correlation between IgA levels and retinol (r = 0.633, p = 0.015). The average energy consumption and zinc was lower in patients compared to controls (p <0.05). Conclusion: The A-T patients showed a high percentage of malnutrition with a reduction of lean mass, however, changes in nutritional status concerning vitamin A and zinc wasn´t observed.

Introdução: A ataxia-telangiectasia (A-T) é uma doença rara, degenerativa e que cursa com imunodeficiência em graus variáveis, com exacerbação do estresse oxidativo e com desnutrição em mais de 50% dos pacientes. Objetivos: Avaliar o estado nutricional e as concentrações plasmáticas de retinol, beta caroteno, séricas e eritrocitárias de zinco de pacientes com A-T. Relacionar as concentrações desses micronutrientes com: malondialdeído (MDA), número de linfócitos T (CD4+ e CD8+) e imunoglobulinas do tipo A (IgA). Métodos: Por meio de estudo transversal, prospectivo e controlado, foram avaliados 14 pacientes com A-T e 14 controles saudáveis quanto ao escore Z de IMC e de estatura para a idade, composição corporal, consumo alimentar e exames laboratoriais. Resultados: A média de idade dos grupos foi de 13 anos; 7 (50%) pacientes eram desnutridos. Os pacientes apresentaram massa corporal magra, em quilos, significativamente menor comparativamente aos controles, p= 0,006. Não houve diferença entre as concentrações de micronutrientes ou de MDA entre pacientes e controles. Houve correlação negativa significante entre as concentrações de MDA e de retinol no grupo de pacientes (r = - 0,628, p=0,016). Observou correlação positiva entre níveis de IgA e retinol plasmático (r=0,633, p=0,015). A mediana de consumo de energia e de zinco foi inferior nos pacientes com A-T comparativamente aos controles (p< 0,05). Conclusão: Os pacientes com A-T avaliados demonstraram elevado percentual de desnutrição com redução de massa corporal magra, não se verificando, porém, alteração no estado nutricional relativo à vitamina A e zinco.
Palavra-chave Estado nutricional
Estresse oxidativo
Vitamina A
Zinco
Ataxia telangiectasia
Oxidative stress
Vitamin A
Zinc
Nutritional status
Idioma Português
Data de publicação 2011-02-22
Publicado em SILVA, Rosangela da. Estado nutricional relativo à vitamina A e zinco e sua relação com estresse oxidativo em pacientes com Ataxia-Telangiectasia. 2011. Tese (Doutorado) - Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2011.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 75 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/9480

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta