Epidemiologia molecular e resistência a antimicrobianos de amostras de Salmonella spp, isoladas de frangos e perus no período de 2005 e 2006

Epidemiologia molecular e resistência a antimicrobianos de amostras de Salmonella spp, isoladas de frangos e perus no período de 2005 e 2006

Título alternativo Molecular epidemiology and antimicrobial resistance of Salmonella spp, isolated from chicken and turkey between 2005 and 2006
Autor Oliveira, Vinicius Gomes de Sales Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Pignatari, Antonio Carlos Campos Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo The objective of the study was to evaluate antimicrobial resistance and to characterize the sorovars of Salmonella spp. Isolates from the Programa de Redução de Patógenos (PRP) - Ministério da Agricultura do Brazil. Overall we analysed 1781 Salmonella spp. isolates from chicken broiler and turkey from 2005 to 2009 at different slaughter-houses and certified laboratories. These isolates were susceptibility tested by disc diffusion against the following antibiotics: tetracycline, ampicillin, sulfametoxazol/trimetoprim, ampicillin/sulbactam, enrofloxacin, ceftriaxone, gentamycin, chloramphenicol and ciprofloxacin. The molecular typing was done by automated ribotyping and the resistance genes were screened by polimerase-chain-reaction (PCR) in the islolates that showed phenotipic resistance. We detected 53 sorovars by automated ribotyping and the most prevalent were Enteritidis, followed by Typhimurium and Schwarzengrund/Bredeney. The sorovar 202-S-1 was the most prevalent Salmonella Enteritidis at different centers of the country and the sorovar 205-S-5 was the most prevalent Salmonella Typhimurim Resistance to antimicrobials was detected in the following decreasing order: tetracycline (22,23%), ampicillin (9,48%), sulfametoxazol/trimetoprim (5,78%), ampicillin/sulbactam (5,61%), enrofloxacin (4,88%), ceftriaxone (4,54%), gentamicin (4,15%), chloramphenicol (3,25%) and ciprofloxacin (0,50%). The isolates resistant to tetracyclin revealed the predominance of the gene tetA. The isolates resistant to sulfa/trim showed the predominance of the sul1 and the resistant to chloranphenicol the gene qacE.1. We detected the genes qnr, mainly the qnrB, in the isolates resistant to enrofloxacin. For the isolates resistant to b-lactams we detected the genes blaTEM, blaSHV, blaCMY-1 e blaCMY-2.. The genes aac6-1b, blaPSE, blaOXA, catA1, and paspp-floR-like, were not detected in the isolates. Further surveillance studies of antimicrobial resistance are warranted in Salmonella isolates from animal and human sources.

O objetivo deste estudo foi avaliar a resistência a antimicrobianos e determinar os sorovares de amostras de Salmonella spp. obtidas do Programa de Redução de Patógenos (PRP) conduzido pelo Ministério da Agricultura do Brasil. Ao todo foram analisadas 1781 amostras de Salmonella spp. isoladas de carcaças de frango e peru do Serviço de Inspeção Federal (SIF) de diversos abatedouros de aves e laboratórios credenciados pelo Ministério da Agricultura do Brasil, situados em todo o do território nacional foram analisadas. As amostras, de 2005 a 2009, foram submetidas ao teste de sensibilidade aos seguintes antimicrobianos pela técnica de disco-difusão: tetraciclina, ampicilina, sulfametoxazol/trimetoprim, ampicilina/sulbactam, enrofloxacina, ceftriaxona, gentamicina, cloranfenicol e ciprofloxacina.A tipagem molecular foi realizada pela da técnica de ribotipagem automatizada e a pesquisa de genes que conferem resistência foi feita pela técnica da reação em cadeia da polimerase (PCR) em amostras que apresentaram resistência fenotípica. Observamos 53 sorovares diferentes pela técnica de ribotipagem automatizada e os mais prevalentes foram Enteritidis seguido de Typhimurium e Schwarzengrund/Bredeney. O sorovar 202-S-1 foi o mais prevalente entre as amostras classificadas como Enteritidis de diferentes centros do país e o sorovar 205-S-5 foi o mais prevalente entre as amostras classificadas como Typhimurium. A resistência aos antimicrobianos foi observada na seguinte ordem decrescente: tetraciclina (22,23%), ampicilina (9,48%), sulfametoxazol/trimetoprim (5,78%), ampicilina/sulbactam (5,61%), enrofloxacina (4,88%), ceftriaxona (4,54%), gentamicina (4,15%), cloranfenicol (3,25%) e ciprofloxacina (0,50%). As amostras resistentes à tetraciclina revelaram predominantemente a presença do gene tetA. As amostras resistentes a sulfa/trim apresentaram predominantemente o gene sul1 e as amostras resistentes ao cloranfenicol apresentaram predominantemente o gene qacEΔ1. Detectamos a presença dos genes qnr, sendo que o predominante foi o qnrB em amostras resistentes à enrofloxacina. Na pesquisa de genes que codificam para β-lactamases encontramos o os genes blaTEM, blaSHV, blaCMY-1 e blaCMY-2.. Os genes: aac(6’)-Ib, blaPSE, blaOXA, catA1, paspp-floR-like, não foram encontrados na pesquisa de genes de resistência em nenhuma das amostras. Estudos de vigilância de resistência bacteriana em amostras de Salmonella isoladas de fontes animais e humanas devem ser estimulados.
Palavra-chave Epidemiologia
Aves
Ribotipagem automatizada
Salmonella
Resistência microbiana a medicamentos
Drug resistance, microbial
Epidemiology
Birds
Salmonella
Automated ribotyping
Idioma Português
Data de publicação 2011-03-30
Publicado em OLIVEIRA, Vinicius Gomes de Sales. Epidemiologia molecular e resistência a antimicrobianos de amostras de Salmonella spp, isoladas de frangos e perus no período de 2005 e 2006. 2011. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2011.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 124 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/9467

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta