Epidemiologia e fatores de risco das infecções da corrente sangüínea por bactérias gram-negativas multiresistentes e letalidade atribuída em leucemia aguda

Epidemiologia e fatores de risco das infecções da corrente sangüínea por bactérias gram-negativas multiresistentes e letalidade atribuída em leucemia aguda

Título alternativo Epidemiology and attributable mortality of bloodstream infection and factors associated with multi-drug resistant gramnegative bacteremia in Acute Leukemia
Autor Goto, Janaina Midori Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Pereira, Carlos Alberto Pires Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Pós-graduação Infectologia – São Paulo
Resumo chemotherapy, are exposed to various damages against their immunity. Neutropenia is one of the most common and is often related to BSI. Recently, the epidemiology of infections in neutropenic patients experienced frequent changes. GNB bloodstream infections have been increasingly involved in therapeutic challenge, due to the increased resistance, difficulty in empirical therapy and mortality. Knowledge of the epidemiology of BSI and risk factors for acquisition of GNB and MDR-GNB BSI are fundamental for the appropriate treatment of infectious complications. Patients and methods: We conducted a retrospective study of BSI in patients with leukemia, admitted in an university tertiary hospital from 2002 to 2007. Epidemiological description of pathogens of BSI, as well as susceptibility and analysis of risk factors for the acquisition of GNB and MDR-GNB BSI were evaluated. Results: 148 agents were found in 64 patients with leukemia, being 55.4% GNB, 39.2% GPC and 5.4% fungus. The more prevalent agents were SCoN (22.3%), P. aeruginosa (17.6%) and K. pneumoniae (10.8%). Resistance to oxacillin was indentified in 66.7% of SCoN and 34.3% of GNB were multi-drug resistant. Seven day mortality occurred in 20.0% of patients with GPC BSI and in 47.0% of patients with GNB BSI. Neutropenia (p = 0.003, OR 14.060, IC 2.457-80.465) and presence of signs and symptoms of bacteremia (p = 0.002, OR 20.907, IC 2.953-148.001) were factors related to GNB BSI by multivariate analysis. The second multivariate analysis showed that previous use of glycopeptides was independently related to the occurrence of MDR-GNB BSI (p = 0,015, OR = 7,530). The GNB BSI lethality was similar to that found in MDR-GNB BSI (20.4% and 19.1%) but patients with the second one died earlier. Conclusions: in this study, GNB were the most prevalent BSI agents. More than 30% of agents were multi-drug resistant germs. Independent risk factors for the acquisition of BGN were the presence of neutropenia and signs and symptoms at the moment of bacteremia. Previous use of glycopeptide was an independent risk factor for the acquisition of MDR-GNB. Evolution to death occurred in 55% of patients with BSI, being more premature among patients with MDR-GNB.

Introdução: o paciente com leucemia, principalmente aquele sob quimioterapia está exposto a diferentes agravos a sua imunidade, sendo a neutropenia intercorrência comum e frequentemente relacionada a ICS. Nas últimas décadas a epidemiologia das infecções no paciente neutropênico tem passado por constante mudança. Não bastasse a associação com mortalidade, os BGN têm cada vez mais implicado em desafio terapêutico, devido ao aumento da resistência e dificuldade no manejo da terapia empírica. O conhecimento da epidemiologia das ICS e dos fatores de risco para aquisição de ICS por BGN e BGN-MR são fundamentos para o adequado tratamento das complicações infecciosas. Casuística e Método: estudo retrospectivo das ICS de pacientes com leucemia, entre 2002 a 2007, em hospital terciário universitário. Foi realizada descrição epidemiológica dos agentes das ICS, assim como o perfil de susceptibilidade e análise dos fatores de risco para aquisição de ICS por BGN e por BGN-MR através de estudo caso-controle, seguido de análise uni e multivariada. Resultados: identificados 148 agentes de ICS em 64 pacientes com leucemia, sendo 55,4% eram BGN, 39,2% CGP e 5,4% fungos. Os agentes mais prevalentes foram SCoN (22,3%), P. aeruginosa (17,6%) e K. pneumoniae (10,8%). Entre os SCoN a resistência à oxacilina foi de 66,7%. Entre os BGN, 34,3% foram multirresistentes. O óbito ocorreu em até sete dias em 20,0% dos pacientes com ICS por CGP e 47,0% entre os que faleceram após ICS por BGN. Na análise multivariada os fatores identificados como independentemente relacionados a essa infecção foram a neutropenia (p = 0,003, OR 14,060, IC 2,457-80,465) e a presença de sinais e sintomas localizatórios (p = 0,002, OR 20,907, IC 2,953-148,001) para BGN. Na análise multivariada o uso prévio de glicopeptídeo mostrou-se independentemente relacionado a ocorrência de ICS por BGN-MR (p = 0,0,15, OR = 7,530, IC 1,477-38,399). A letalidade atribuída as ICS por BGN foi semelhante à por BGN-MR (20,4% e 19,1%), porém nos pacientes com ICS por BGN-MR o óbito foi mais precoce. Conclusão: nos seis anos de estudo foram isolados 148 agentes em ICS, predominando os BGN. Entretanto, no último ano, ocorreu um “equilíbrio” entre esses agentes e os CGP. Mais de 30% dos agentes isolados eram multirresistentes. Os fatores de risco independentes para a aquisição de BGN foram a presença de neutropenia e de sinais e sintomas localizatórios. Já para a aquisição de BGN-MR o fator de risco encontrado foi o uso prévio de glicopeptídeo. A evolução para óbito ocorreu em 55% das vezes na internação do episódio de ICS, sendo mais precoce entre os pacientes com BGN-MR.
Palavra-chave Bactérias Gram-Negativas
Farmacorresistência bacteriana
Fatores de risco
Infecções bacterianas/epidemiologia
Neutropenia
Bacteremia
Idioma Português
Financiador Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Data de publicação 2010-05-26
Publicado em GOTO, Janaina Midori. Epidemiologia e fatores de risco das infecções da corrente sangüínea por bactérias gram-negativas multiresistentes e letalidade atribuída em leucemia aguda. 2010. 108 f. Dissertação (Mestrado em Ciências) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2010.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 108 p.
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/9465

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: Publico-265.pdf
Tamanho: 1.185MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta