Efeitos dos Corticoesteróides no Crescimento Tardio das Lesões por Radiofrequência no Músculo da Coxa de Ratos Adultos, Púberes e Infantis

Efeitos dos Corticoesteróides no Crescimento Tardio das Lesões por Radiofrequência no Músculo da Coxa de Ratos Adultos, Púberes e Infantis

Título alternativo Effects of corticosteroids on late extension of radiofrequency lesions in thigh muscle of adults, pubescent and infants rats
Autor Okada, Aparecida Mieko Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Costa, Guilherme Drummond Fenelon Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo Background: Corticosteroids limit late enlargement of radiofrequency (RF) lesions in the thigh muscle of infant rats. However, their effects on pubescent and adult rats are unknown. Aim: To evaluate the effects of corticosteroids on the healing of RF lesions in the thigh muscle of rats at different ages. Methods: Ablation was undertaken in the thigh muscle of 30 rats (1 lesion per animal): infants (30 days old, weight 73g, n=10), pubescent (60 days old, weight 230g, n=10) and adults (90 days old, weight 310 g, n=10), divided into controls and treated animals, receiving Hydrocortisone (10mg/kg IM post-ablation) and Betametasone (3.5mg/kg IM twice a week for 29 days). Rats were sacrificed 60 days after ablation for histological and planimetric analysis using specific software. (ImageJ®). Results: At follow-up, in infant, pubescent and adults, gain weight did not differ between controls and treated animals. In controls, lesions in infant and pubescent rats were larger (p=0.01) as compared to adults. Treatment reduced lesion size in infants (5.58+0.61mm² vs. 4.02+0.23mm²; p<0.01) and pubescent (5.20+0.47mm² vs. 4.16+0.48mm²; p<0.01) groups, but not in adults (4.44+0.50mm² vs. 4.79+0.53mm², p=NS). Treated infant and pubescent rats showed less collagen deposition and less strands of fibrous tissue extending from the lesion into normal muscular tissue, characterizing clearly smaller lesions than their controls. No differences occurred in adult groups. Conclusion: Corticosteroids seem to reduce late lesion enlargement, in addition to attenuating fibrous proliferation in infant and pubescent rats.

Fundamento: Em estudo recente demonstramos qualitativamente que os corticosteróides limitam o crescimento tardio das lesões por radiofreqüência (RF) no músculo da coxa de ratos filhotes. Contudo, análise quantitativa do tamanho das lesões e os efeitos do tratamento em púberes e adultos não foram avaliados. Objetivos: Avaliar aspectos qualitativos e quantitativos da cicatrização das lesões por RF sob efeito dos corticoesteróides no músculo da coxa de ratos nas seguintes faixas etárias: infantil, púbere e adulto. Método: Ablação convencional unipolar termocontrolada (cateter 7Fr – ponta de 4mm, 70°C, 60s) foi realizada no músculo da coxa de 30 ratos (1 lesão por animal): infantis (30 dias de idade, peso 73g, n=10), púberes (60 dias de idade, peso 230g, n=10) e adultos (90 dias de idade, peso 310g, n=10). Em cada faixa etária, os animais foram divididos em controles (n=5) e tratados (n=05). Os grupos tratados receberam Hidrocortisona (10mg/kg IM) imediatamente após a ablação, e Betametasona (3,5mg/kg IM) nos 29 dias seguintes, com ajuste semanal da dose pelo peso. Os ratos foram sacrificados 60 dias após a ablação para análise histopatológica (coloração por Hematoxilina-Eosina e Tricrômico de Masson) e planimétrica com software ImageJ®. As lesões crônicas foram avaliadas em relação aos seus aspectos qualitativos e dimensionais. Os critérios qualitativos adotados foram morfologia da lesão, densidade de fibrose, presença e extensão de traves de fibrose adentrando o tecido muscular são a partir da lesão e atividade mitótica dos fibrócitos. Quanto aos dimensionais, o bordo limite utilizado para a aferição lesional foi demarcado pela linha de transição entre o tecido fibrótico e o tecido muscular são. Resultados: No seguimento, os ratos ganharam peso: infantis (controles 407%, tratados 322%), púberes (controles 58%, tratados 77%) e adultos (controles 45%, tratados 52%). As lesões crônicas foram avaliadas em relação aos seus aspectos qualitativos e dimensionais. Nos controles, as lesões dos infantis e púberes eram significativamente maiores que as dos adultos. O tratamento reduziu significantemente o tamanho da lesão nos infantis (5,58±0,61mm² vs 4,02±0,23mm²; p<0,01) e nos púberes (5,20±0,47mm² vs. 4,16±0,48mm²; p<0,01), mas não nos adultos (4,44±0,50mm² vs. 4,79±0,53mm², p=NS). Qualitativamente, tratados infantil e púbere apresentaram menor deposição colágena, traves fibróticas menos numerosas e extensas invadindo o tecido são a partir da área de fibrose central, núcleos maiores e mais arredondados, indicando maior atividade mitótica dos fibrócitos, com retardo no processo cicatricial, e baixo grau de severidade invasiva da fibrose adentrando o tecido muscular são compondo, desse modo, lesão de dimensões notadamente reduzidas em relação aos seus respectivos pares controles. Não houve diferenças apreciáveis nos grupos adultos. Conclusão: Neste modelo, as lesões por RF na coxa de ratos infantis e púberes, mas não nos adultos, apresentam crescimento e extensão tardios, mais acentuadamente nos infantis. Os corticoesteróides parecem reduzir esses fenômenos nos infantis e púberes. Esses achados podem ter implicações para a ablação por RF em populações pediátricas.
Palavra-chave Ablação por radiofrequência
Arritmias
Eletrofisiologia
Arritmias cardíacas
Idioma Português
Data de publicação 2010-08-25
Publicado em Okada, Aparecida Mieko. Efeitos dos Corticoesteróides no Crescimento Tardio das Lesões por Radiofrequência no Músculo da Coxa de Ratos Adultos, Púberes e Infantis. 2010. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2010.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 66 p.
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/9429

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: Publico-333a.pdf
Tamanho: 1.287MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo
Nome: Publico-333b.pdf
Tamanho: 1.990MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo
Nome: Publico-333c.pdf
Tamanho: 1.796MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta