Efeitos do exercício físico no sono de pacientes com insônia crônica primária

Efeitos do exercício físico no sono de pacientes com insônia crônica primária

Título alternativo Effects of physical exercise on the sleep of the patients with chronic primary insomnia
Autor Passos, Giselle Soares Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Mello, Marco Tulio de Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Pós-graduação Psicobiologia – São Paulo
Resumo Some evidences suggest that physical exercise can improve sleep quality of insomniac patients. The aim of this study was to evaluate and compare the acute effect of three modalities of physical exercise in anxiety state and in the sleep quality in insomnia patients. Thirty-six patients (8 men and 28 women) with primary chronic insomnia (mean age 44,4 ± 8) were selected to participate of the study. Two methods were used to evaluate sleep quality; sleep log and polysomnography, after a night of laboratory adaptation. IDATE-State questionnaire was used to evaluate anxiety state. The protocol included three experimental groups (moderate aerobic exercise - MAE, n = 9, heavy aerobic exercise - HAE, n = 9, moderate strength exercise - MSE, n = 9) and a control group (CTL, n=9). EAM group realized exercise on a treadmill in the intensity of ventilatory threshold 1 (during 50 continuous minutes). EAI realized exercise on a treadmill in the intensity of ventilatory threshold 2 (three periods of 10 minutes of exercise alternating with 10 minutes of rest). ERM realized 3 sets of 10 repetitions at 50% of 1 RM were performed in shoulder press, chest press, vertical traction, leg press, leg curl, leg extension, abdominal crunch e lower back. The polysomnographic results showed reduction in the sleep onset latency - SOL (54%) and in the wake time - WT (36%), increase in total sleep time – TST (21%) and in the sleep efficiency - SE (18%) in the MAE group, after exercise session. Significant increase in the TST (37%) and reduction in the SOL (40%) were observed In the sleep log of volunteers of the group MAE. Finally, a significant reduction (7%) In the anxiety state was also observed after moderate aerobic exercise session. The results suggest that an acute session of moderate aerobic 73 exercise, but not heavy aerobic or moderate strength exercises, can reduce the anxiety state and improve the sleep quality of insomnia patients.

O objetivo deste estudo foi avaliar o efeito agudo de três tipos de exercícios físicos no estado de ansiedade e na qualidade do sono de pacientes com insônia crônica primária. Trinta e seis pacientes (8 homens e 28 mulheres) com insônia crônica primária (idade média 44, 4 ± 8 anos) foram selecionados para participar do estudo. O protocolo incluiu três grupos experimentais (exercício aeróbio moderado - EAM, n=9, exercício aeróbio intenso - EAI, n=9, exercício resistido moderado - ERM, n=9) e um controle (CTL, n=9). O grupo EAM realizou exercício em esteira, na intensidade relativa ao limiar ventilatório 1 (durante 50 minutos contínuos). O grupo EAI realizou exercício em esteira, na intensidade relativa ao limiar ventilatório 2 (3 períodos de 10 minutos de exercícios alternados com 2 períodos de 10 minutos de repouso). O grupo ERM realizou 3 series de 10 repetições, com carga relativa a 50% de 1RM, nos aparelhos shoulder press, chest press, vertical traction, leg press, leg curl, leg extension, abdominal crunch e lower back. Os métodos utilizados para a avaliação da qualidade do sono foram o diário do sono e a polissonografia. Para a avaliação do estado de ansiedade foi realizado o questionário IDATE estado. Os resultados polissonográficos, após a sessão de exercício, demonstraram uma redução na latência do sono - LS (54%) e no tempo total acordado - TTA (36%) e um aumento no tempo total do sono - TTS (21%) e na eficiência do sono - ES (18%) do grupo EAM. No diário do sono foi observado significativo aumento no TTS (37%) e uma significativa redução na LS (40%) dos voluntários do grupo EAM. No estado de ansiedade também foi observada uma redução significativa após a sessão de exercício aeróbio moderado (7%). Os resultados sugeriram que uma sessão aguda de exercício aeróbio moderado poderia reduzir o estado de ansiedade e melhorar a xiv qualidade do sono dos pacientes com insônia crônica. Por outro lado, os exercícios aeróbio intenso e resistido moderado pareceram não modificar o estado de ansiedade, assim como a qualidade do sono dos insones.
Palavra-chave Ansiedade
Atividade física
Polissonografia
Sono
Distúrbios do sono
Anxiety
Motor activity
Polysomnography
Sleep
Sleep disorders
Idioma Português
Data de publicação 2008-01-30
Publicado em PASSOS, Giselle Soares. Efeitos do exercício físico no sono de pacientes com insônia crônica primária. 2008. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2008.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 80 p.
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/9420

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: Publico-028.pdf
Tamanho: 436.8KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta