Efeitos cardiovasculares ao tratamento crônico com vitamina C na hipertensão renovascular em ratos Wistar

Efeitos cardiovasculares ao tratamento crônico com vitamina C na hipertensão renovascular em ratos Wistar

Título alternativo Cardiovascular effects of chronic vitamin C treatment in the renovascular hypertension in Wistar rats.
Autor Nishi, Erika Emy Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Campos, Ruy Ribeiro Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo Sympathetic vasomotor hyperactivity and baroreflex dysfunction are involved in the development and maintenance of Goldblatt 2 kidney, 1 clip (2K-1C) model of renovascular arterial hypertension (AH). This experimental model of AH is reninangiotensin system activation-dependent and the interaction of angiotensin (Ang) II with its subtype 1 receptor (AT1) activates the NAD(P)H oxidases enzymes, increasing superoxide anion production. We hypothesized that oxidative stress contributes to cardiovascular dysfunctions in the 2K-1C model. The aim of the present study was to evaluate the effects of chronic administration of an antioxidant, vitamin C (Vit C - 150 mg/kg/day) on mean arterial pressure (MAP), baroreceptor reflex (BR) and renal sympathetic nerve activity (rSNA) in male Wistar 2K-1C rats. Comparatively, the same cardiovascular parameters were evaluated under the effect of chronic treatment with AT1R blocker, losartan (Los - 30 mg/kg/day). Moreover, gene expressions (messenger RNA) of AT1, NAD(P)H oxidase subunits (p47phox and gp91phox) and the main antioxidant enzymes: superoxide dismutase (SOD), catalase (CAT) and glutathione peroxidase (GPx) were evaluated in the renal cortex as renal oxidative stress markers. Vit C treatment decreased basal MAP and rSNA only in the hypertensive group, increased cardiac BR gain to the bradycardic response (vagal component) and improved renal BR sensibility in control and 2K-1C groups, more intensely in hypertensive group. Addionally, Vit C decreased AT1 gene expression only in the clipped kidney and augmented GPx expression in both kidneys of hypertensive group. Los treatment normalized PAM and rSNA and increased cardiac BR to the bradycardic response only in the hypertensive group and improved renal BR more intensely in 2K-1C group. Therefore, the present study showed that chronic Vit C treatment improved hypertension and the control of baroreceptor reflex to the heart and the rSNA associated with reduced gene expression of AT1 and increased GPx expression in the ischemc kidney. Taken altogether, these data suggest a role for oxidative stress and rSNA in the maintenance of Ang II-dependent AH.

A hiperatividade vasomotora simpática e a disfunção do reflexo barorreceptor (RB) estão envolvidas no desenvolvimento e manutenção da hipertensão arterial (HA) renovascular de Goldblatt 2 rins, 1 clipe (2R-1C). Este modelo experimental de HA é considerado dependente da ativação do sistema renina-angiotensina, sendo que a interação da angiotensina (Ang) II com seu receptor do subtipo 1 (AT1) ativa enzimas NAD(P)H oxidases, as quais aumentam a produção de ânions superóxidos. Nossa hipótese é que o estresse oxidativo pode contribuir para as disfunções cardiovasculares no modelo 2R-1C. O objetivo da presente Tese foi avaliar a pressão arterial média (PAM), o RB e a atividade nervosa simpática renal (ANSr) em ratos Wistar após o tratamento crônico com vitamina C (Vit C - 150 mg/kg/dia), um antioxidante. Comparativamente, os mesmos parâmetros foram avaliados sob o efeito do tratamento com losartan (Los - 30 mg/kg/dia), um bloqueador de AT1. Além disso, a expressão gênica (RNA mensageiro) de AT1, subunidades da NAD(P)H oxidase (p47phox e gp91phox) e as principais enzimas antioxidantes: superóxido dismutase (SOD), catalase (CAT) e glutationa peroxidase (GPx) foram avaliadas no córtex renal como marcadores de estresse oxidativo renais. O tratamento com Vit C reduziu a PAM e ANSr basais apenas no grupo hipertenso, aumentou o ganho do RB cardíaco para a resposta bradicárdica (componente vagal) e melhorou a sensibilidade do RB renal nos grupos controle e 2R-1C, porém com maior intensidade no grupo hipertenso. Adicionalmente, a Vit C reduziu a expressão gênica de AT1 apenas no rim clipado e aumentou significativamente a expressão de GPx em ambos os rins do grupo hipertenso. O tratamento com Los normalizou a PAM e ANSr e aumentou o ganho do RB cardíaco para a resposta bradicárdica apenas no grupo hipertenso e melhorou a sensibilidade do RB renal com maior intensidade no grupo 2R-1C. Portanto, a presente Tese mostrou que o tratamento crônico com Vit C melhorou os níveis tensionais e o controle do RB no coração e sobre a ANSr associados à redução na expressão gênica de AT1 e aumento da GPx no rim isquêmico. Em conjunto, esses dados apontam para um papel importante do estresse oxidativo e ANSr na manutenção da HA dependente de Ang II.
Palavra-chave Controle reflexo barorreceptor
Atividade simpática renal
Vitamina C
Losartan
Renal sympathetic nerve activity
Baroreceptor reflex
Vitamin C
Losartan
Hipertensão renovascular
Hypertension, renovascular
Ácido ascórbico
Ascorbic acid
Barorreflexo
Baroreflex
Idioma Português
Data de publicação 2010-01-27
Publicado em NISHI, Erika Emy. Efeitos cardiovasculares ao tratamento crônico com vitamina C na hipertensão renovascular em ratos Wistar. 2010. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2010.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 94 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/9387

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: Retido-013.pdf
Tamanho: 1.043MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta