Efeito de dietas ricas em óleo de peixe ou soja sobre mediadores inflamatórios e dano oxidativo do DNA na colite experimental

Efeito de dietas ricas em óleo de peixe ou soja sobre mediadores inflamatórios e dano oxidativo do DNA na colite experimental

Título alternativo Effect of diets rich in fish oil or soy on mediators inflammatory and oxidative DNA damage in experimental colitis
Autor Munhoz, Karina Vieira de Barros Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Silveira, Vera Lucia Flor Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo Background: Ulcerative colitis (UC) is characterized by recurrent episodes of colonic inflammation with an imbalance in the synthesis and release of cytokines. Chronic colonic inflammation has been associated with DNA damage and colorectal cancer. Dietary polyunsaturated fatty acids (PUFA), can modulate immune function, inflammation and carcinogenesis. Therefore, we investigated whether PUFA could influence colonic injury, plasma corticosterone and tissue myeloperoxidase activity (MPO), DNA damage and cytokines in colitic rats. Methods: Male weaning Wistar rats were fed for 47 days with an AIN-93 diet with control (C), fish (F) or a mixture of fish and soybean oil (SF). UC was induced from day 36 until day 42 by 3% DSS in drinking water. On day 48, the rats were anesthetized and, blood samples were collected for corticosterone determination. The distal colon was excised for histological analysis and to quantify the cytokine (IL- 4, IL-10 and INF-g), MPO and DNA damage. The disease activity index (DAI) was recorded daily during colitis induction. Results: DAI, MPO, histological analyses showed decreases (p<0.05) only in the SF group compared with the C group. IL-10 was increased and DNA damage was reduced in the groups F and SF, and an inverse correlation between these variables (r=0.77) was found. There were no differences in corticosterone, IFN-g and IL-4 levels. Conclusions: Soybean and fish oil mixture may be effective in improving colonic injury and DNA damage, and it could be an important complementary therapy in UC to reduce the use of anti-inflammatory drugs and prevent colorectal cancer. Running head: PUFA and colonic inflammation

Temos demonstrado, em nosso laboratório, que dietas lipídicas enriquecidas com óleo de peixe ou óleo de soja apresentam efeito antiinflamatório associado a alterações em mediadores inflamatórios, como corticosteróides, bradicinina, calicreína, óxido nítrico e citocinas, em modelo de inflamação aguda. Embora o consumo de dietas enriquecidas com óleo de peixe tem também sido associado à diminuição da inflamação crônica, dietas hiperlipídicas parecem aumentar o risco de desenvolvimento da colite ulcerativa e de câncer de colon. Neste trabalho, verificamos se dietas hiperlipídicas ou normolipídicas, enriquecidas com óleo de peixe, óleo de soja ou com a mistura desses podem alterar o processo inflamatório, a liberação de mediadores inflamatórios e o dano oxidativo do DNA na colite experimental, induzida por sulfato de sódio dextran (DSS). Para isto, ratos machos Wistar, recém-desmamados foram divididos em 6 grupos, alimentados durante 47 dias com as dietas experimentais; 3 grupos foram alimentados com dietas hiperlipídicas (20%), ricas em óleo de soja (HS), óleo de peixe (HP) ou mistura de óleo de soja e peixe (HSP) e 3 grupos foram alimentados com dietas normolipídicas (5%) enriquecidas com óleo de soja (S), óleo de peixe (P) ou mistura de óleo de soja e peixe (SP). A dieta S foi o controle tanto dos grupos hiperlipídicos como dos grupos normolipídicos. A colite foi induzida, em todos os animais, no dia 36, com 3% de DSS na água de beber por 7 dias (dia 36 ao 42). No 43º dia o DSS foi descontinuado e no 48º dia os animais foram sacrificados, após jejum alimentar de 24 horas. Durante a indução da colite foi avaliado diariamente o índice de atividade da doença (IAD). Foram coletadas amostras sanguíneas para dosagem de corticosterona, o fígado para análise da incorporação dos ácidos graxos e o cólon distal que foi dividido em fragmentos para análise histológica, dano oxidativo de DNA, dosagem da atividade da enzima mieloperoxidase (MPO) e das concentrações teciduais das citocinas IL-4, IFNg e IL-10. Nos grupos alimentados com dietas hiperlipídicas não foram encontradas diferenças nas concentrações de IL-4 e INF-g, MPO, corticosterona, índice de inflamação, comprimento do cólon e IAD. No entanto, a dieta HP aumentou as concentrações de IL-10 em relação à dieta HS e somente a dieta HSP aumentou a razão IL-10/IL-4 (citocina antiinflamatória / proinflamatória) associada à diminuição do dano de DNA. Esses dados demonstram que dietas hiperlipídicas, ricas em óleo de soja ou peixe, não exacerbam a colite experimental em relação ao controle normolipídico (S), e que a mistura desses óleos tem efeito benéfico no equilíbrio das citocinas e na manutenção da integridade do DNA. Nos grupos alimentados com dietas normolipídicas não foram observadas diferenças nos níveis de corticosterona, IFN-g e IL-4. Somente a dieta SP diminuiu o IAD, a MPO e o índice de inflamação, além de aumentar a IL-10 e proteger contra o dano de DNA em relação ao controle (S). A dieta P promoveu um efeito intermediário, não sendo diferente do controle e da dieta SP, em relação à gravidade da doença, porém aumentou os níveis de IL-10 e diminuiu o dano de DNA em relação à dieta controle (S). Adicionalmente, foi observado uma alta correlação entre o aumento de IL-10 e a diminuição do dano de DNA. Esses dados demonstram que a dieta normolipídica SP reduz a injúria colônica e o dano de DNA e sugerem que essa dieta (SP) pode contribuir como terapia complementar na colite ulcerativa para diminuir o uso de drogas antiinflamatórias e prevenir o câncer de colon.
Palavra-chave Doença inflamatória intestinal
Dano oxidativo de DNA
Citocinas
Ácidos graxos poliinsaturados w- 6 e w-
Idioma Português
Data de publicação 2009-03-25
Publicado em MUNHOZ, Karina Vieira de Barros. Efeito de dietas ricas em óleo de peixe ou soja sobre mediadores inflamatórios e dano oxidativo do DNA na colite experimental. 2009. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2009.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 105 p.
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/9365

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: Publico-073.pdf
Tamanho: 419.3KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta