Efeito da Privação e da Restrição de sono sobre a densidade de receptores de andrógeno e de glicocorticóide no músculo esquelético

Efeito da Privação e da Restrição de sono sobre a densidade de receptores de andrógeno e de glicocorticóide no músculo esquelético

Título alternativo Effects of paradoxical sleep deprivation and sleep restriction upon de glucocorticoid and androgen receptors in skeletal muscle
Autor Venancio, Daniel Paulino Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Mello, Marco Tulio de Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo Aim: To investigate the effect of paradoxical sleep deprivation for 96 hours and sleep restriction for 21 days on the expression of glucocorticoid and androgens receptors in skeletal muscle gastrocnemius. Methods: Male rats of 3 months of age were distributed into 6 groups: experimental (control, deprived of sleep for 96 hours and paradoxical sleep rebound for 24 h, sleep restriction for 21 days, deprived of sleep for 96 hours treated with testosterone and paradoxical sleep-deprived treated with saline). The protocols submitted to sleep deprivation for 96 hours and sleep restriction for 21 days was the modified multiple platform method. At the end of this period, the animals were sacrificed and blood collected for testosterone and corticosterone measurement. The gastrocnemius muscle was dissected and processed for histology and immunohistochemistry, respectively and western blotting for receptor glucocorticoids. Results: Decrease of receptor immunoreactivity glucocorticoid and androgen receptor was not altered with periods of sleep deprivation study. We also observed that the sleep deprivation animals showed reduced cross section skeletal muscle. Furthermore, we observed reduced concentrations of testosterone and increased corticosterone concentration in all periods of sleep deprivation study. Conclusion: Paradoxical sleep deprivation for 96 hours and sleep restriction for 21 days led to subsensibilização of the glucocorticoid receptor and reduced muscle mass, causing atrophy of the gastrocnemius muscle.

Objetivo: Investigar o efeito da privação do sono paradoxal por 96 horas e a restrição do sono por 21 dias na densidade de receptores de glicocorticóide e de andrógenos no músculo esquelético gastrocnêmio. Métodos: Ratos machos de 3 meses de idade foram distribuídos em 6 grupos experimentais (controle, privados de sono paradoxal por 96h e rebote de sono por 24h, restrição de sono por 21 dias, privado de sono por 96 horas tratados com testosterona e privados de sono paradoxal tratados com salina) e submetidos aos protocolos de privação de sono por 96h e da restrição do sono por 21 dias pelo método da plataforma múltipla modificada. Ao final deste período foram sacrificados e o sangue coletado para dosagem de testosterona e corticosterona. O músculo gastrocnêmio foi dissecado e processado para análise histológica e imunohistoquímica e, para western blotting do receptor de glicocorticóide. Resultados: Ocorreu redução da imunorreatividade do receptor de glicocorticóide e o receptor de andrógeno não se alterou com os períodos de privação do sono estudados. Além disso, foi observado que os animais apresentaram, em virtude da privação do sono, redução da secção transversa do músculo esquelético. Além disso, foi observado redução da concentração de testosterona e aumento da concentração de corticosterona em todos os períodos de privação do sono estudados. Conclusão: A privação do sono paradoxal por 96 horas e a restrição de sono por 21 dias levou a subsensibilização do receptor de glicocorticóide e a redução da massa muscular, causando atrofia do músculo gastrocnêmio.
Palavra-chave Imuno-histoquímica
Privação do sono
Receptores de esteróides
Testosterona
Músculo esquelético
Immunohistochemistry
Sleep deprivation
Receptors, steroid
Testosterone
Muscle, skeletal
Idioma Português
Data de publicação 2010-07-15
Publicado em VENANCIO, Daniel Paulino. Efeito da Privação e da Restrição de sono sobre a densidade de receptores de andrógeno e de glicocorticóide no músculo esquelético. 2010. Tese (Doutorado) - Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2010.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/9356

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: Retido-465.pdf
Tamanho: 1.521MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta