Efeito da desnutrição protéica pré e pós–Natal sobre a morfologia, a diferenciação e o metabolismo do tecido muscular estriado esquelético em ratos

Efeito da desnutrição protéica pré e pós–Natal sobre a morfologia, a diferenciação e o metabolismo do tecido muscular estriado esquelético em ratos

Título alternativo Prenatal and Postnatal Malnutrition Effects on Morphology, Differentiation, and Metabolism of the Skeletal Striated Muscle Tissue in Rats
Autor Alves, Alessandra Pires Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Dâmaso, Ana Raimunda Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo OBJETIVO: Estudar características morfológicas, metabolismo e habilidades contráteis do músculo submetidos à desnutrição protéica pré e pós-natal. MATERIAIS E MÉTODOS: Distribuição dos animais em dois grupos: Controle, dieta normoprotéica (C; n=15; 5/5/5) e Desnutrido, dieta hipoprotéica (D; n=15; 5/5/5), observados respectivamente no 7º, 14º e 28ºdia do período experimental. Avaliou-se: massa corporal total, peso, habilidades contráteis e a morfologia do músculo tibial anterior. Amostras de tecidos com 8 μm de espessura de ratos com idades de 7, 14 e 28 dias; corados pela HE e outros submetidos aos métodos histoquímicos NADH-TR e m-ATPase (pH=4,4). RESULTADOS: O peso corporal e muscular apresentou-se menores nos grupos desnutridos. Aos 7 dias de desnutrição o músculo apresentou fibras com menor diâmetro, maior polimorfismo e maior teor de tecido conjuntivo endomisial. Nas histoquímicas, tipos de fibras sem delimitação segura. Aos 14 dias de desnutrição, fibras menores, mais polimórficas, muitas com núcleos centrais e moderado teor de tecido conjuntivo endomisial. Quanto à contração, a reação m-ATPase evidenciou fibras lentas e rápidas. A reação NADH-TR revelou os tipos de fibras SO, FOG e FG. Aos 28 dias de desnutrição, fibras menores, agrupadas com contornos variáveis. Quanto ao tipo de contração e metabolismo os três tipos de fibras apresentaram limites de reconhecimento indistinto. CONCLUSÂO: Os resultados experimentais sugerem que além da redução no número de fibras, a desnutrição promove um retardamento na diferenciação das características morfológicas, metabólicas e contráteis dos tipos de fibras musculares esqueléticas em ratos na fase de crescimento.
Palavra-chave Músculo esquelético
Desnutrição protéica
Músculo esquelético/metabolismo
Músculo Estriado/anatomia & histologia
Idioma Português
Data de publicação 2008-01-30
Publicado em ALVES, Alessandra Pires. Efeito da desnutrição protéica pré e pós–Natal sobre a morfologia, a diferenciação e o metabolismo do tecido muscular estriado esquelético em ratos. 2008. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2008.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 25 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/9351

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: Retido-Alessandra%20Pires%20Alves.pdf
Tamanho: 320.0KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta