Educação em diabetes: capacidade e ação para o autocuidado

Educação em diabetes: capacidade e ação para o autocuidado

Título alternativo Diabetes education: action and capacity for the selfcare
Autor Cavicchioli, Maria Gabriela Secco Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Gamba, Mônica Antar Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo Introduction: The world has about 240 million people with diabetes mellitus (DM).The diabetes education has been seen as one of the mainstays of treatment. Objective: Identify the capacity (knowledge) and action for self-care in diabetes, through the application of a scale before and after an educational intervention and its relationship with the seven behaviors for diabetes education. Method: This is a correlational study with an educational intervention. We conducted a program of diabetes education (PED) during 12 months with 41 people from the private health care system and applied the Scale for Assessing Self-Care Capabilities of Persons with Diabetes (ECAD) and the Scale for Assessing the Actions of Self-Care of the Person with Diabetes (EAAD) at the beginning and end of the program. Results: There was significant improvement in glycated hemoglobin levels, glucose variability and change in diastolic blood pressure. No significant improvement was seen in lipid profile and body composition of individuals. In relation to the scales, there a significant improvement was seen in the comparison with the initial and final scores EAAD and ECAD. In the period of five years or more of diagnosis, the capacities were higher than for self-care actions, both in the initial and the final program. Regarding the seven behaviors, it was found that the healthy coping item was not included in the scale and the others, although present, would need to be broader. Conclusion: Education programs are essential to the empowerment of people with diabetes to manage their disease. It is believed that, despite the ECAD and EAAD have shown statistically significant difference between the two stages of the program, they do not include all actions necessary for the control of diabetes and prevention of acute and chronic complications.

Introdução: Existem no mundo cerca de 240 milhões de pessoas com diabetes mellitus (DM). A educação em diabetes tem sido vista como um dos principais pilares do tratamento. Objetivo:Identificar a capacidade (conhecimento) e a ação para o autocuidado em diabetes por meio da aplicação de uma escala antes e após uma intervenção educativa e relacionar esta com os sete comportamentos para a educação em diabetes. Método: trata-se de um estudo correlacional com intervenção educativa. Foi realizado um Programa de educação em diabetes (PED) por 12 meses com 41 pessoas do sistema privado de saúde e aplicada a Escala para Avaliar as Capacidades de Autocuidado da Pessoa Portadora de Diabetes (ECAD) e a Escala para Avaliar as Ações de Autocuidado da Pessoa Portadora de Diabetes (EAAD) no início e final do programa. Resultados: Verificou-se melhora estatisticamente significativa dos valores de hemoglobina glicada, variabilidade glicêmica e variação diastólica da pressão arterial. Não houve melhora significativa no perfil lipídico e na composição corporal dos indivíduos. Em relação às escalas, verificou-se uma melhora significativa na comparação inicial e final dos escores da EAAD e ECAD. No período igual ou superior a cinco anos de diagnóstico, as capacidades foram superiores às ações para o autocuidado, tanto na fase inicial como na final do programa. Em relação aos sete comportamentos, verificou-se que o item enfrentamento saudável não foi contemplado na escala e que os outros, apesar de presentes, necessitariam ser mais amplos. Conclusão: Programas de educação são essenciais para a capacitação da pessoa com diabetes para manejar a sua doença. Acredita-se que, apesar da ECAD e EAAD terem apresentado diferença estatisticamente significativa entre as duas etapas do programa, estas não contemplam todas as ações necessárias para o controle do DM e a prevenção de complicações agudas e crônicas.
Palavra-chave Autocuidado
Diabetes Mellitus
Idioma Português
Data de publicação 2010-04-28
Publicado em CAVICCHIOLI, Maria Gabriela Secco. Educação em diabetes: capacidade e ação para o autocuidado. 2010. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2010.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 140 p.
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/9346

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: Publico-448a.pdf
Tamanho: 1.631MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo
Nome: Publico-448b.pdf
Tamanho: 1.199MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta