Diagnóstico de câncer de próstata baseado nos métodos de caracterização espectroscópica de porfirinas no sangue e de quantificação de citrato na urina através do complexo Európio-Oxitetraciclina

Diagnóstico de câncer de próstata baseado nos métodos de caracterização espectroscópica de porfirinas no sangue e de quantificação de citrato na urina através do complexo Európio-Oxitetraciclina

Autor Silva, Flávia Rodrigues de Oliveira Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Courrol, Lilia Coronato Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Pós-graduação Medicina (Nefrologia) – EPM
Resumo O diagnostico das lesoes pre-malignas e de grande importancia porque aumenta as chances de cura e de prevencao ao grande risco do tumor se espalhar para outros orgaos (metastases). Como um novo metodo de diagnostico de cancer de prostata foi utilizada a tecnica de medida de fluorescencia da protoporfirina IX (PPIX) extraida do sangue de animais saudaveis (ou seja, sem cancer) e de animais com cancer de prostata induzido pela inoculacao intraprostatica das celulas DU145, durante as sete semanas subsequentes a inoculacao, para acompanhamento da progressao tumoral. Os resultados mostraram que a partir da primeira semana do desenvolvimento do tumor ja e possivel detectar alteracao nos niveis de PPIX endogena, e a partir da terceira semana ha diferenca estatistica entre os animais com e sem tumor. A fim de se obter melhores resultados quanto a diferenciacao entre os animais sem tumor e com tumor e para se determinar o estadiamento do tumor, foi usado o acido ƒÂ-aminolevulinico (ALA) que e um precursor da PPIX, no caminho da biossintese do heme, para induzir a producao de PPIX nos animais. As analises da fluorescencia do sangue dos animais que receberam o ALA mostraram que desde o inicio do crescimento cancerigeno ja e possivel sua deteccao com diferenca estatistica significante. E ainda, que e possivel que a analise das fezes dos animais possa contribuir para a deteccao do cancer. Alem da PPIX, outro marcador estudado para o cancer de prostata foi o citrato, que se apresenta em concentracoes diminuidas na presenca do tumor. A quantificacao de citrato foi realizada nas urinas dos animais com cancer de prostata usando-se o complexo Europio-Oxitetraciclina (EuOTc). Os resultados mostraram que o EuOTc pode ser usado como um biossensor no diagnostico de cancer de prostata desde o inicio do desenvolvimento tumoral. Este trabalho vislumbra a utilizacao futura do diagnostico fotodinamico de porfirinas e do uso do complexo EuOTc como biossensor de citrato como metodo minimamente invasivo e de alta sensibilidade e especificidade para deteccao de cancer de prostata, para complementar os metodos atualmente utilizados.
Assunto Acido ƒÂ- Aminolevulinico
Citrato
Europio-Oxitetraciclina
Protoporfirina IX
Câncer de próstata
Idioma Português
Data 2011-06-29
Publicado em SILVA, Flávia Rodrigues de Oliveira. Diagnóstico de Câncer de Próstata Baseado nos Métodos de Caracterização Espectroscópica de Porfirinas no Sangue e de Quantificação de Citrato na Urina através do Complexo Európio-Oxitetraciclina. 2011. Tese (Doutorado) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2011.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/9328

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Nome: Retido-12762.pdf
Tamanho: 1.842Mb
Formato: PDF
Descrição:
Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)