Desempenho de indivíduos saudáveis e afásicos em uma bateria de avaliação de praxia de membros

Desempenho de indivíduos saudáveis e afásicos em uma bateria de avaliação de praxia de membros

Título alternativo Healthy and aphasic adults performance in a battery for assessment of limb praxis
Autor Mantovani-Nagaoka, Joana Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Ortiz, Karin Zazo Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo Apraxia is defined as a disorder of learned skilled movements in the absence of elementary motor or sensory deficits or general cognitive impairment, such as inattention to commands, object-recognition deficits and poor oral comprehension. It is generally attributed to left hemisphere brain damage, which is commonly associated to language impairments or aphasias. The purpose of the present study was to characterize the performance of healthy and aphasic adults in a battery for assessment of limb praxis, searching for the role played by demographic variables such as educational background, age and gender in this performance. Also, we aimed to compare the healthy and aphasic subjects performances in this praxis assessment. We elaborated a battery for assessment of limb praxis, composed of: object/action oral comprehension and naming tasks, object function definition and recognition tasks and recognition of transitive gestures test; likewise, the battery included tasks demanding motor execution of transitive, intransitive, pantomimed and meaningless gestures, in response to verbal command or on imitation. Fortyfour healthy subjects, without any history of brain damage, participated in this study (control group), and 28 aphasic participants, with a single left-hemisphere damage, composed the aphasic group. All subjects were submitted to a battery for assessment of limb praxis. Data showed that the gender did not influence performances on both control and aphasic groups, while the age influenced the recognition of transitive gestures, on both groups. The age also influenced the imitation of dynamic meaningless gestures in the aphasic group. Educational background, however, influenced the performances of both groups in many other tasks. Brain damage, on the other hand, interfered only in the linguistic tasks of object/action naming, object function definition and recognition. It had also interfered in the execution of more complex transitive and pantomimed gestures and in the imitation of meaningless dynamic gestures, on the aphasic group, which may be due to lexical-semantic and phonological deficits associated with aphasias. Therefore, the educational background showed to play an important role on the praxic abilitties assessed by the battery of limb praxis, on both control and aphasic group, while age and brain damage, that one only in the aphasic group, interfered in a less impactant way.

A apraxia é um distúrbio da realização de gestos ou atos motores aprendidos sem que haja anormalidades em canais sensoriais aferentes ou motores eferentes, deterioração intelectual, nem alteração de atenção ou de compreensão dos comandos verbais. Geralmente, ocorre após lesões no hemisfério cerebral esquerdo, que também podem ser causadoras de distúrbios adquiridos da linguagem ou afasias. Os objetivos desse estudo foram caracterizar o desempenho de indivíduos saudáveis e de indivíduos afásicos em uma bateria de avaliação de praxia de membros, investigando-se a influência das variáveis sexo, idade e escolaridade, além de comparar o desempenho destes indivíduos nessa bateria. Para tanto, foi elaborada uma bateria de avaliação de praxia de membros, composta de tarefas de compreensão oral e nomeação de instrumentos, suas funções e ações, o reconhecimento de gestos transitivos e execução de tarefas de produção motora propriamente dita de gestos transitivos, intransitivos, pantomimas e gestos sem significado, sob comando verbal e sob imitação. Foram avaliados 44 indivíduos saudáveis, que compuseram o grupo controle, e 28 indivíduos afásicos, com lesão única em hemisfério cerebral esquerdo, que compuseram o grupo afásico. Os resultados mostraram que o sexo não influenciou o desempenho de nenhum dos grupos estudados, enquanto a idade influenciou o reconhecimento de gestos transitivos em ambos os grupos. No grupo afásico, a idade também influenciou a imitação de gestos dinâmicos sem significado. A escolaridade, no entanto, influenciou em mais tarefas da bateria, nos dois grupos. A lesão cerebral, por sua vez, teve impacto sobre as tarefas lingüísticas de nomeação de ações e objetos, reconhecimento e definição da função de instrumentos. Além disso, a lesão também influenciou o desempenho dos indivíduos afásicos durante a realização de gestos transitivos mais complexos e de pantomimas, além da imitação de gestos dinâmicos sem significado, podendo alguns déficits previstos nas afasias, tais como falhas léxico-semânticas e no processamento fonológico ter interferido nestas tarefas. Assim, tem-se que a variável demográfica que mais exerceu influência sobre o desempenho de indivíduos saudáveis ou afásicos foi a escolaridade, sendo a idade e a lesão cerebral, essa última apenas no grupo afásico, menos impactantes.
Palavra-chave Afasia
Linguagem
Apraxias
Idioma Português
Data de publicação 2009-07-29
Publicado em MANTOVANI-NAGAOKA, Joana. Desempenho de indivíduos saudáveis e afásicos em uma bateria de avaliação de praxia de membros. 2009. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2009.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 123 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/9304

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: Retido-00206.pdf
Tamanho: 905.5KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta