Desempenho cognitivo, ansiedade e comportamento da pressão arterial em residentes de clínica médica em plantão noturno

Desempenho cognitivo, ansiedade e comportamento da pressão arterial em residentes de clínica médica em plantão noturno

Título alternativo Cognitive performance, anxiety and the behavior of blood pressure of internal medicine residents at a night on call
Autor Suozzo, Aida Cristina Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Nogueira-Martins, Luiz Antonio Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo Introduction: The consequences of the stress of medical activities are making research and concerns. Night shift, workload, fatigue, exhaustion, fear of making mistakes and lack of supervision have been associated with stress during residency. Objective: This study aimed to assess cognitive performance, anxiety level and blood pressure behavior in a group of first-year residents in internal medicine on the night on-call, after routine activities in stage of wards. Methods: We invited all (n = 40) residents at first-year of internal medicine at ISCMSP. Thirty-eight residents agreed to participate at this cross sectional study. The residents were assessed twice at the same order: the first evaluation-(Stage 1) on a regular routine workday followed by nighttime on-call duty in an emergency room and second evaluation-(stage 2), on a regular routine workday followed by nighttime off duty. Digit Span, Span Spatial, Trail Making Test, Stroop Color Test, Rey Audictory Verbal Learning Test, Wisconsin Card Sorting Test were the neuropsychological tests used for cognitive assessments after the end of two stages. The STAI-state was assessed at beginning and end of night on-call. The blood pressure monitoring was performed by ABPM during 24 h at stage 1 and 2. For data analysis we used: Student’s paired test, Wilcoxon, McNemar, Effect-size (Cohens’d). Differences were considered significant when p < 0.05. Results: After a night on call, the performance of the residents was worse on: Trail Making Test Part A (p=0,016), attention, RAVLT-Trial 1 (p=0,028) in immediate recall, RAVLT-Trial 7 (p =0,016), recognition; RAVLT List B (p=0,006) distracter word list; RAVLT-total (trials 1 to 5) (p=0,035), verbal learning and memory, Stroop Color Test W (p=0,029) inhibitory control of impulse and WCST-perseverative errors (p=0,028), cognitive flexibility. There were no differences between levels of anxiety at the beginning and end of night on-call (p=0,850), 40,71 (&#61617; 8.5) and 40,42 (8.3). The mean systolic and diastolic pressures were statistical significant during the daytime (118 v 115 mmHg, p=0.01, 75 v 71 mmHg, p=0,01) and nighttime (116 v 108 mmHg, p < 0,001, 74 v 64 mmHg, p < 0,001) in stage 1 than stage 2. Only at Stage 2 there was difference between daytime and nighttime at blood pressure systolic (115 v 108 mmHg, p < 0,001) and diastolic (71 v 64 mmHg, p < 0,001). 76% of residents did not presented nocturnal fall at Stage 1. Conclusion: The night on-call changed the cognitive performance and behavior of blood pressure medicine residents. Preventive actions in educational institutions should be planned.

Introdução: As consequências do caráter estressante da atividade médica vêm motivando pesquisas e preocupações. Plantão noturno, excesso de trabalho, fadiga, cansaço, medo de cometer erros e falta de orientação têm sido associados ao estresse durante a residência médica. Objetivo: Este estudo teve como objetivo avaliar o desempenho cognitivo, nível de ansiedade e o comportamento da pressão arterial em um grupo de residentes de primeiro ano de Clínica Médica em plantão noturno, após atividades de rotina em estágio de enfermarias. Método: Foram convidados todos (n=40) os residentes de primeiro ano de Clínica Médica da ISCMSP. Trinta e oito residentes aceitaram participar deste estudo transversal. Os residentes foram avaliados em duas etapas seguindo a mesma ordem: primeira avaliação - Etapa 1.) jornada de trabalho com plantão noturno; segunda avaliação - Etapa 2.) jornada de trabalho sem plantão noturno. Digit Span, Span Spatial, Trail Making Test, Stroop Color Test, Rey Audictory Verbal Learning Test, Wisconsin Card Sorting Test foram os testes neuropsicológicos utilizados nas avaliações cognitivas após o término das duas etapas. A escala IDATE foi aplicada no início e término do plantão noturno. A monitorização da pressão arterial foi realizada através da MAPA durante as 24h das Etapas 1 e 2. Para a análise dos dados foram utilizados os seguintes testes: Test t de Student pareado, Wilcoxon, McNemar, effect-size (Cohens’d). Para todas as análises foi atribuído p < 0,05. Resultados: Após o plantão noturno, os residentes apresentaram pior desempenho cognitivo nos testes: Trail Making Test parte A (p=0,016), na atenção; RAVLT-Trial 1 (p=0,028), na memória imediata, RAVLT-Trial 7 (p=0,016), reconhecimento; RAVLT-List B (p = 0,006), lista de palavras distratora; RAVLT-total (trials 1 to 5) (p=0,035), memória e aprendizagem verbal; Stroop Color Test W (p=0,029) controle inibitório de impulso e WCST – erro perseverativo (p=0,028), flexibilidade cognitiva. Não houve diferença significante entre os níveis de ansiedade-estado no inicio 40,71 (&#61617;8,5) e término 40,42(8,3) do plantão noturno; (p=0,85). Houve diferença significante entre as médias das pressões sistólicas e diastólicas no período diurno (118 v 115 mmHg, p=0.01; 75 v 71 mmHg, p=0,01) e noturno (116 v 108 mmHg, p<0,001; 74 v 64 mmHg, p<0,001) na Etapa 1 em relação a Etapa 2. Somente na Etapa 2 houve diferença significante entre período diurno e noturno das pressões sistólica (115 v 108 mmHg, p<0,001) e diastólica (71 v 64 mmHg, p<0,001). 76% dos residentes não apresentaram descenso noturno na Etapa 1. Conclusão: O plantão noturno modificou o desempenho cognitivo e o comportamento da pressão arterial em residentes de clínica médica. Ações preventivas em instituições de ensino devem ser planejadas.
Palavra-chave Ansiedade
Atenção
Memória
Pressão arterial
Trabalho noturno
Internato e residência
Anxiety
Attention
Memory
Arterial Pressure
Night Work
Internship and Residency
Idioma Português
Data de publicação 2011-03-30
Publicado em SUOZZO, Aida Cristina. Desempenho cognitivo, ansiedade e comportamento da pressão arterial em residentes de clínica médica em plantão noturno. 2011. Tese (Doutorado) - Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2011.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 107 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/9303

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: Retido-481a.pdf
Tamanho: 916.4KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo
Nome: Retido-481b.pdf
Tamanho: 1.814MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta