Comparação das anastomoses esôfago-gástricas término-terminais em plano único e por invaginação de submucosa e mucosa, em ratos

Comparação das anastomoses esôfago-gástricas término-terminais em plano único e por invaginação de submucosa e mucosa, em ratos

Título alternativo End-to-end esophagogastric anastomosis comparative study, between a single layer and submucosa-mucosa invagination technics: in rats
Autor Iandoli Júnior, Décio Google Scholar
Nigro, Amaury José Teixeira Autor UNIFESP Google Scholar
Sementilli, Ângelo Google Scholar
Juliano, Yara Autor UNIFESP Google Scholar
Novo, Neil Ferreira Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Faculdade de Ciências Médicas de Santos Centro Universitário Lusíada
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo The surgery of the esophagus represents, still today, a technician-surgical challenge, to its high incidence of complications as leakage and estenosis. The esophagus-gastric anastomosis for invagination of a craneal tube of submucosa and mucosa shows up as a great hope of obtaining better results. In this study, we compared, in rats, the extra-mucous anastomosis in single layer with a submucosa and mucosa tube, with accomplished it in the same way without the tube, trying to confirm the effectiveness of that anastomosis type in the protection of the suture edges against the leakage occurrence, as well, to verify if, this technique would not increase the estenosis occurrence. We stabilished a study using 40 rats Wistar separated in 2 groups with 20 animals each, and of these 10 were observed by 7 days and other for 14 days. The animals were operated with the aid of a surgical microscope using polipropilene 7-0 stiches for the anastomosis. The evaluation of the results was made through parameters measured in the two operations, besides the analysis to the optic microscopic. The animals with the anastomosis and invagination, had smaller incidence of complications, confirming the safety of this technich and its advantages compared to the other anastomosis.

A cirurgia do esôfago ainda representa um grande desafio técnico-cirúrgico, devido a alta incidência de fístulas e estenoses. A anastomose esôfago-gástrica por telescopagem de um tubo cranial de submucosa e mucosa, desponta como grande esperança na melhoria dos resultados. Comparamos, em ratos, a anastomose extra-mucosa em plano único com telescopagem de tubo de submucosa e mucosa, com a realizada sem o tubo, procurando confirmar a eficácia desta anastomose na proteção da sutura contra a ocorrência de fístulas, e verificar se em um prazo maior de observação, esta técnica não aumentaria a ocorrência de estenoses. Utilizamos 40 ratos Wistar distribuídos em 2 grupos com 20 animais, sendo que, 10 foram observados por 7 dias e 10 por 14 dias. A avaliação dos resultados foi feita através de parâmetros medidos nas duas operações, como a variação ponderal, variação do diâmetro externo do esôfago, e o índice de estenose; além da análise à microscopia ótica. Foi feita análise estatística de todos os resultados. Os animais com a anastomose por invaginação de submucosa e mucosa, tiveram menor incidência de complicações, confirmando a segurança deste tipo de anastomose e suas vantagens em relação à anastomose convencional.
Assunto Technics of suture
Esophagus
Cardia
Rats
Técnicas de sutura
Esôfago
Cárdia
Ratos
Idioma Português
Data 2000-03-01
Publicado em Acta Cirurgica Brasileira. Sociedade Brasileira para o Desenvolvimento da Pesquisa em Cirurgia, v. 15, n. 1, p. 00-00, 2000.
ISSN 0102-8650 (Sherpa/Romeo)
Editor Sociedade Brasileira para o Desenvolvimento da Pesquisa em Cirurgia
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0102-86502000000100003
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0102-86502000000100003 (estatísticas na SciELO)
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/929

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Nome: S0102-86502000000100003.pdf
Tamanho: 639.6Kb
Formato: PDF
Descrição:
Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)