Crianças prematuras: estudo da supressão das emissões otoacústicas e da resolução temporal

Crianças prematuras: estudo da supressão das emissões otoacústicas e da resolução temporal

Título alternativo Premature children: study of suppression effect of otoacoustic emissions and temporal resolution
Autor Sousa, Elaine Colombo Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Azevedo, Marisa Frasson de Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo Objective: Determine the occurrence of the suppression of otoacoustic emissions, the temporal resolution hearing skill and the association between the results of these assessments and premature birth as well as the presence of signs suggestive of an alteration in auditory processing during development, in premature, below 2000g at birth. Methods: Forty low-income children (20 having been born at full term and twenty born prematurely) between five and eight years of age were evaluated. All participants underwent patient history, audiometry, speech audiometry, measures of acoustic immittance, the study of acoustic reflexes and an assessment of the auditory processing (Simplified Auditory Processing Assessment, Speech-in-Noise Test and Random Gap Detection Test) as well as the recording of otoacoustic emissions evoked by transient stimuli and the assessment of the medial olivocochlear efferent system. Results: Suppression of otoacoustic emissions in the right ear was detected in 53% of the individuals of the control group and 56% of the experimental group and in the left ear in 85% of the control group and 79% of the experimental group. On the Random Gap Detection Test, the mean temporal acuity threshold was 21.25 ms in the control group and 44.12 ms in the experimental group. This test was altered in 35% of the control group and 85% of the experimental group. Sixty percent of the children with suppression absent in the right ear tended to exhibit central signs during development and 20% of those with suppression absent in the left ear had an altered Simplified Auditory Processing Assessment. Conclusion: Children having been born prematurely, below 2000g at birth, presented symmetry of responses of the efferent system in peripheral hearing and deficits in the temporal resolution hearing skill, which was not associated to the absence of suppression of otoacoustic emissions. The children with absent suppression achieved poorer results on the Auditory Processing Assessment.

Objetivo: Averiguar a ocorrência do efeito de supressão das EOAT, a habilidade auditiva de resolução temporal e a associação entre os resultados destas avaliações com a prematuridade e com a presença de sinais sugestivos de alteração do processamento auditivo durante o desenvolvimento, em crianças nascidas pré-termo, abaixo de 2000g. Métodos: Foram avaliadas 40 crianças entre 5 a 8 anos, sendo 20 nascidas a termo e 20 pré-termo, de nível socioeconômico baixo. Todos os pacientes foram submetidos à anamnese, audiometria, logoaudiometria, medidas de imitância acústica e pesquisa dos reflexos acústicos, avaliação do processamento auditivo, constituída por Avaliação Simplificada do Processamento Auditivo, Teste de Fala com Ruído com Figuras e Random Gap Detection Test, além do registro das emissões otoacústicas evocadas por estímulo transiente e da avaliação do sistema eferente olivococlear medial. Resultados: Identificou-se presença de supressão das emissões otoacústicas na OD em 53% dos indivíduos do GC e em 56% dos indivíduos do GE e na OE em 85% dos indivíduos do GC e em 79% dos indivíduos do GE. Na aplicação do Random Gap Detection Test, observou-se média de limiar de detecção de gap de 21,25ms para o GC e de 44,12ms para o GE. Este teste foi alterado, no GC, em 35% dos indivíduos do GC e em 85% dos indivíduos do GE. 60% das crianças com supressão ausente na OD tenderam a apresentar sinais centrais durante o desenvolvimento e 20% das crianças com supressão ausente na OD apresentaram avaliação Simplificada do Processamento Auditivo alterada. Conclusão: Crianças nascidas pré-termo, abaixo de 2000g ao nascimento, apresentaram simetria de respostas do sistema eferente na audição periférica, além de déficit na habilidade auditiva de resolução temporal, não associada à ausência de supressão das emissões otoacústicas. Crianças com supressão ausente apresentaram piores resultados na Avaliação do Processamento Auditivo.
Palavra-chave Cóclea
Emissões otoacústicas espontâneas
Prematuro
Testes auditivos
Audição
Hearing
Infant, Premature
Otoacoustic Emissions, Spontaneous
Cochlea
Crianças prematuras
Hearing Tests
Idioma Português
Data de publicação 2011-01-26
Publicado em SOUSA, Elaine Colombo. Crianças prematuras: estudo da supressão das emissões otoacústicas e da resolução temporal. 2011. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2011.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 157 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/9281

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: Retido-038.pdf
Tamanho: 2.075MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta