Contribuição dos receptores b1 e b2 de cininas em músculos liso vascular e não-vascular pelo rompimento seletivo dos genes que codificam os dois receptores: reavaliação dos efeitos farmacológicos da bradicinia e das interações cruzadas com angiotensina ii e endotelina-1

Contribuição dos receptores b1 e b2 de cininas em músculos liso vascular e não-vascular pelo rompimento seletivo dos genes que codificam os dois receptores: reavaliação dos efeitos farmacológicos da bradicinia e das interações cruzadas com angiotensina ii e endotelina-1

Título alternativo Contribution of Kinin B1 and B2 receptors in vascular and nonvascular smooth muscles by selective disruption of genes codifying the two types of receptors
Autor Felipe, Sandra Arantes Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Shimuta, Suma Imura Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo Purpose: to pharmacologically characterize the responses to bradykinin (BK) and other agonists in non-vascular (stomach fundus) and vascular (aorta) smooth muscles isolated from kinin B1 and B2 receptor knockout mice. Methods: stomach fundus and aorta were isolated from normal , B1 knockout and B2 knockout animals; isometric contraction recordings were obtained for potency and efficacy determinations of agonists; cumulatively and non-cumulatively increasing doses of agonists such as BK, desArg9BK (DABK), angiotensin II (AII) and endothelin (ET-1) were applyied. Results: Potency (pD2) values determined in stomach fundus of WT and KO animals revealed that the affinity of agonists was maintained. Concerning the maximal effect induced by agonists, the efficacy of BK, but not AII and ET-1 was reduced in KOB1 animals. In the vascular tissue, BK was shown to be less efficient in KOB1 and KOB2 than in WT. The responses to AII and to ET-1 were reduced in KOB1 animals but it was reverted in KOB2 animals. In addition, stomach from KOB1 was found to be impaired to relax to sodium nitroprusside whereas the relaxant response was inaltered in KOB2, indicating that the deletion of B1 receptor led to important changes in the Ca regulation mechanism. Conclusions: The finding that the relative affinity of the agonists was not affected in stomach from knockout animals suggested that in this tissue there is no cross talking between kinin receptors and other agonist receptors. However the reduction in the maximal response to BK1 receptor might favoured the homodimerization of B2, which lead to activation and dessensitization, inducing an accentuated tachyphylaxis to BK and also the reduced maximal effect. In the case of AII, which showed a high affinity and efficacy, but the tachyphylaxis was attenuated in knockout animals, it can be suggested that there was formation of homodimers of B2 receptors rather than heterodimers between kinin B2 and AII AT1 receptors due to the absence of B1 receptors. Concerning BK- but not DABK induced effect in abdominal aorta in normal and knockout animals, indicated that B1 receptors would not express in this tissue. But the drastic reduction in change in sensitivity of the aorta towards BK-induced contraction suggested that B1 receptor should be mediating kinin mediated effect. The finding that the efficacy of ET-1 was reduced in KOB1 whereas that of AII was affected in aorta of the two knockout animals suggest that there must be cross talk between kinin receptors and of ET-1 and AII or between signal transduction activateed by these agonists. It is concluded that B1 and B2 receptors in stomach fundus and in abdominal aorta both receptors play important role for functional expression of kinins and that they are involved in the mechanisms of cell signaling, affecting the vascular and non-vascular smooth muscle contraction and relaxation.

Objetivo: caracterizar farmacológicamente as respostas à bradicinina e outros agonistas no músculo liso não vascular (fundo do estômago) e vascular (aorta abdominal) isolados de animais nocaute B1 e B2 de cininas. Métodos: Foram isolados fundus de estômago e aorta abdominal de animais normais, nocaute B1 e animais nocaute B2; registros de contrações isométricas foram obtidos para determinação da potência e eficácia dos agonistas. Foram aplicadas doses crescentes cumulativas e não-cumulativas dos agonistas peptídicos bradicinina (BK), Des-Arg9 bradicinina, angiotensina II (AII) e endotelina-1 (ET-1). Resultados: O estudo da potência em fundus de estômago isolado de animais nocautes revelou que a afinidade dos agonistas testados, não foi alterada. Quanto ao efeito máximo, verificou-se que a ausência do receptor B1 diminuiu a eficácia da BK, porém não da ET-1 e AII. No tecido vascular, a BK mostrou-se menos eficaz em animais nocaute B1 assim como a ET-1, enquanto a AII teve sua eficácia diminuída, tanto em animais nocaute B1 como B2. As respostas à ET-1 e AII apresentaram o Emax alterado nos animais nocautes o qual foi revertido em nocaute duplo B1 e B2. Conclusão: A verificação de que a afinidade relativa dos agonistas testados, no estômago isolado de camundongos nocautes B1 e B2 não foi alterada significativamente em relação à determinada em animais WT, sugeriu que neste tecido não ocorrem interações entre os receptores que afetariam a ligação dos agonistas ao seu receptor. Entretanto a redução na contração máxima induzida pela BK no animal nocaute B1 poderia estar relacionada com o elevado nível de óxido nítrico (NO) endógeno encontrado no fundus de estômago desse animal. Porém, L-NAME (inibidor da NO sintase) não afetou o Emax da BK, descartando essa hipótese. Considerando-se que heterodimerização entre os receptores B1 e B2 ocorre nas células do estômago, a falta de B1 teria favorecido a homodimerização do B2, que leva à ativação e dessensibilização, induzindo a taquifilaxia mais acentuada para a BK, e a redução do Emax. Para o caso da AII, que mostrou ter a afinidade e a eficácia mantidas nos nocautes, mas a taquifilaxia atenuada no KOB1 e no KOB2 poderia ser atribuída ou a heterodimerização entre os receptores B2 e AT1 no KOB1 ou a homodimerização entre os receptores AT1 no KOB2. Quanto à aorta abdominal, esta se mostrou sensível à BK, mas não a DBK que não induziu resposta no WT e nos nocautes, sugerindo que este receptor não seria expresso. Entretanto aorta isolada de KOB1 teve a sensibilidade drasticamente reduzida à BK que é mediada pelo receptor B2 indicando expressão funcional importante do receptor B1 nesta preparação. Quanto a ET-1, a eficácia diminuída somente no animal KOB1 poderia ser devida à interação cruzada do receptor da ET-1 com o B2, que deixaria de dimerizar com o B1. A AII teve sua eficácia diminuída nos animais KOB1 e KOB2, sugerindo que heterodimerização entre estes receptores e também destes com o AT1 da AII poderia ocorrer, favorecendo a ação da AII. Os resultados obtidos no fundus do estômago e na aorta abdominal sugerem importância na expressão funcional simultânea dos receptores B1 e B2 em ambas as preparações, e interferência nos mecanismos de transdução de sinais, afetando a contração e relaxamento de músculos lisos vascular e não-vascular.
Palavra-chave Receptores B1 e B2 de cininas
Camundongos nocaute B1
Camundongos nocaute B2
Bradicinina e Des-Arg9
Endotelina-1
Angiotensina Il
Idioma Português
Data de publicação 2009-12-31
Publicado em FELIPE, Sandra Arantes. Contribuição dos receptores b1 e b2 de cininas em músculos liso vascular e não-vascular pelo rompimento seletivo dos genes que codificam os dois receptores: reavaliação dos efeitos farmacológicos da bradicinia e das interações cruzadas com angiotensina ii e endotelina-1. 2009. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2009.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 90 p.
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/9263

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: Publico-134.pdf
Tamanho: 595.9KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta