Gliomas múltiplos: casos ilustrativos de quatro formas de apresentação

Gliomas múltiplos: casos ilustrativos de quatro formas de apresentação

Título alternativo Multiple gliomas: four different presentations
Autor Franco, Clélia Maria Ribeiro Autor UNIFESP Google Scholar
Malheiros, Suzana Maria Fleury Autor UNIFESP Google Scholar
Nogueira, Roberto Gomes Autor UNIFESP Google Scholar
Batista, Marcus Azzar Sabry Autor UNIFESP Google Scholar
Santos, Adrialdo José Autor UNIFESP Google Scholar
Abdala, Nitamar Autor UNIFESP Google Scholar
Stávale, João Norberto Autor UNIFESP Google Scholar
Ferraz, Fernando Antônio Patriani Autor UNIFESP Google Scholar
Gabbai, Alberto Alain Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo Multiple gliomas are uncommon and may be classified according to: a) the time of presentation in early (at diagnosis) or late (during treatment); b) the characteristics of computed tomography or magnetic resonance imaging (CT/MRI) in multifocal (with evidence of spread) and multicentric (without evidence of spread). From 212 patients with histopathologic diagnosis of glioma evaluated from March/90 to September/99, 15 (7%) had multiple lesions. We describe 4 patients: early multicentric, late multicentric, early multifocal and late multifocal, with emphasis on characteristics of CT/MRI and possible differential diagnosis. The differential diagnosis of multiple lesions in the central nervous system includes mainly infectious/inflammatory diseases and metastasis, however multiple gliomas should always be considered, even in patients with known systemic cancer, as described by others. Considering that CT/MRI features are not definite, the diagnosis should always be confirmed by histopathologic examination.

Os gliomas múltiplos são relativamente raros e podem ser classificados didaticamente de acordo com: a) a época da apresentação, em precoces (quando presentes desde o diagnóstico inicial) ou tardios (quando presentes durante a evolução); e b) as características dos exames de imagem, em multifocais (quando há evidência de contiguidade das lesões) ou multicêntricos (quando não é possível identificar contiguidade das lesões). Entre os 212 pacientes com diagnóstico anatomopatológico de glioma, acompanhados prospectivamente no setor de neuro-oncologia de março/90 a setembro/99, 15 (7%) apresentaram lesões múltiplas. Descrevemos 4 casos característicos de cada uma das possíveis apresentações: multicêntrico precoce, multicêntrico tardio, multifocal precoce e multifocal tardio, com ênfase nas características de imagem e possíveis diagnósticos diferenciais. O diagnóstico diferencial das lesões múltiplas no sistema nervoso central inclui doenças inflamatórias e infecciosas, além de metástases. A possibilidade de tratar-se de tumores de origem glial, entretanto, deve ser sempre lembrada, mesmo naqueles pacientes com diagnóstico de neoplasia sistêmica conhecida, conforme já descrito na literatura. O diagnóstico histológico se impõe, uma vez que as características de imagem não permitem diagnóstico de certeza.
Palavra-chave glioma
multiple
multifocal
multicentric
metastasis
glioma
múltiplo
multifocal
multicêntrico
metástase
Idioma Português
Data de publicação 2000-03-01
Publicado em Arquivos de Neuro-Psiquiatria. Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO, v. 58, n. 1, p. 150-156, 2000.
ISSN 0004-282X (Sherpa/Romeo)
Publicador Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO
Extensão 150-156
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0004-282X2000000100023
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0004-282X2000000100023 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/926

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0004-282X2000000100023.pdf
Tamanho: 712.4KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta