Comportamento auditivo: estudo em um grupo de idosos

Comportamento auditivo: estudo em um grupo de idosos

Título alternativo Hearing behavior: study in an aged people group
Autor Almeida, Laís Castro de Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Borges, Alda Christina Lopes de Carvalho Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo Purpose: To characterize aged people’s hearing behavior in different age groups. Methods: 200 people from 60 to 100 year old participated in this study. All individuals have been submitted to audiological evaluation comprising anamnesis, liminal tonal audiometry (ATL), logoaudimetry and high frequency audiometry (AAF) and imitanciomatry. Results: Hearing loss complaint by a significant majority of the sample (44%). We noted a decrease in audibility threshold as the age increases, both in ATL and AAF. As to sex, in ATL men presented an enhanced hearing loss in high frequencies regarding women. We did not observe any statistically significant difference among sexes for tonal thresholds in bass frequencies, although thresholds in female sex have been slightly better than those of male sex. In AAF, we noted a statistically significant difference among sexes only in 8 kHz frequency, in which women presented thresholds significantly better than men. We did not observe any statistic difference among thresholds of individuals exposed and non-exposed to high level of noises. Individuals with complaints presented worse audibility thresholds both in ATL and AAF, and worse in IPRF performance than individuals with no complaint. Conclusions: The most referred complaint among aged people is the hearing loss, followed by difficulty of communication in a noisy environment. There is an enhanced hearing loss in conventional ATL high frequencies for male sex regarding female sex, which occurs only in 8 kHz frequency in AAF. IPRF Performance for the population studied is similar to both sexes. Individuals with and without exposition to high levels of noise do not show a different performance in the tests applied. Individuals with hearing complaint show a worse performance than those without complaint, which occurs in all tests.

Objetivo: Caracterizar o comportamento auditivo de indivíduos idosos em diferentes faixas etárias. Métodos: Participaram deste estudo, 200 indivíduos de 60 a 100 anos. Todos os sujeitos foram submetidos à avaliação audiológica composta de anamnese, audiometria tonal liminar (ATL), logoaudiometria, audiometria de altas freqüências (AAF) e imitanciometria. Resultados: A queixa de perda auditiva foi referida por uma maioria significante da amostra (44%). Verificamos decréscimo dos limiares de audibilidade com o aumento da idade, tanto na ATL como na AAF. Quanto ao gênero, na ATL os homens apresentaram perda auditiva mais acentuada nas freqüências agudas que as mulheres. Não verificamos diferença estatisticamente significante entre os gêneros para os limiares nas freqüências graves, apesar dos limiares no gênero feminino apresentarem-se ligeiramente melhores que os do gênero masculino. Na AAF, observamos diferença estatisticamente significante entre os gêneros apenas na freqüência de 8 kHz, na qual as mulheres apresentaram limiares significantemente melhores que os homens. Não observamos diferença estatística entre os limiares de indivíduos expostos e não expostos a níveis elevados de ruído. Indivíduos com apresentação de queixa apresentaram limiares de audibilidade piores na ATL e na AAF e pior desempenho no Índice Percentual de Reconhecimento de Fala (IPRF) que indivíduos sem apresentação de queixa. Conclusões: A queixa mais freqüente foi a perda auditiva, seguida da dificuldade de comunicação em ambiente ruidoso. Há perda auditiva mais acentuada nas freqüências altas na ATL convencional para o gênero masculino em relação ao feminino, o que ocorreu apenas na freqüência de 8 kHz na AAF. O desempenho no Índice Percentual de IPRF foi semelhante para ambos os gêneros. Os indivíduos com e sem exposição a níveis elevados de ruído não mostraram diferente desempenho nos testes aplicados. Indivíduos com queixa auditiva mostraram pior desempenho que aqueles sem queixa em todos os testes.
Palavra-chave Envelhecimento
Idoso
Audiometria
Testes auditivos
Perda auditiva
Idioma Português
Data de publicação 2006-01-01
Publicado em ALMEIDA, Lais Castro de. Comportamento auditivo: estudo em um grupo de idosos. 2006. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2006.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 107 p.
BV UNIFESP: Teses e dissertações
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/9231

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: Restrito-200600052.pdf
Tamanho: 462.3KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta