Complicações pulmonares não infecciosas tardias após o transplante alogênico de medula óssea

Complicações pulmonares não infecciosas tardias após o transplante alogênico de medula óssea

Título alternativo Late-onset noninfectious pulmonary compliactions after bone marrow transplantation
Autor Fermino, Fabiana Aidar Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Oliveira, José Salvador Rodrigues de Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo Despite advances in the management of bone marrow transplantation (BMT), pulmonary complications has develop in 40–60% of patients, influencing morbidity and mortalitality. Late-onset noninfectious pulmonary complications (LONIPC) include a number of different entities, an association with chronic graft-versus-host disease (GVHD) has been noted for almost all of them. Among 253 patients who underwent allogeneic BMT at Hospital São Paulo and Hospital Santa Marcelina, 159 patients surviving at least 6 months, 16 (10%) fulfilled the diagnostic criteria of LONIPC. Clinical, radiologic, pulmonary function and pathologic tests were performed to identify this cases and exclude an infectious cause for the symptoms. The majority of patients responded well to tratment with ciclosporine and prednisone. There was a significantly association between pulmonary infectious (p=0.01), acute and chronic GVHD and the development of LONIPC (p=0.038 and 0.043, respectively). The frequency of Tuberculosis (Tb) among our patients was 3.7%. Two (33%) of six patients with Tb fulfilled criteria for LONIPC. At first, we decided exclude this cases. However, if this patients were included on LONIPC group, the frequency of Tb will be 11.1% among this patients. Despite this frequency was high as compared with patients without LONIPC (2%), the association was not statistically significantly. These results have implications for the care of pacients who developed respiratory symptoms after BMT. In addition to corroborating previously reported studies, we found acute and chronic GVHD are associated with LONIPC and an incidence of 10%.

Apesar dos avanços no manejo do Transplante de Medula Óssea (TMO), as complicações pulmonares desenvolvem-se em cerca de 40 a 60% dos casos, influenciando a morbidade e mortalidade destes pacientes. As complicações pulmonares não infecciosas (CPNI), constituem um grupo de doenças distintas, entre as quais uma associação entre o seu desenvolvimento e a presença de Doença enxerto-versus-hospedeiro já amplamente relatada na literatura. Dos 253 pacientes que se submeteram ao TMO alogênico nos Hospitais São Paulo e Santa Marcelina, 159 pacientes sobreviveram pelo menos 6 meses após o procedimento. Dezesseis (10%) pacientes preencheram critérios diagnósticos de CPNI. Avaliação clínica, radiológica, prova de função pulmonar (PFP) e/ou exame anátomo-patológico foram realizados para identificar estes casos e excluir uma causa infecciosa para os sintomas apresentados. A maioria dos pacientes respondeu satisfatoriamente ao tratamento com Ciclosporina e Corticosteróides. Encontramos uma associação estatisticamente significante entre a presença de DECH aguda e crônica (p=0,038 e 0,043, respectivamente), bem como infecções pulmonares (p=0,01) e o desenvolvimento das CPNI. A freqüência de Tuberculose (Tb) em nossa casuística foi de 3,7%. Dois pacientes deste grupo preencheram critérios diagnósticos de CPNI. Inicialmente, optamos por excluí-los da análise, pelo antecedente da infecção. Entretanto, se os consideramos portadores de CPNI, a freqüência de Tb neste grupo passa a ser de 11,1%. Apesar de ser elevada comparando-se com o grupo de pacientes sem CPNI (2%), não encontramos uma associação estatisticamente significante entre a ocorrência de Tb e as CPNI. Estes resultados têm implicações no cuidado dos pacientes que desenvolvem sintomas respiratórios após o TMO. Estudos multicêntricos randomizados e prospectivos poderão contribuir para o melhor esclarecimento das CPNI.
Palavra-chave Transplante de medula óssea
Complicações pulmonares não infecciosas tardias
Doença enxerto-versus-hospedeiro pulmonar
Idioma Português
Data de publicação 2006-12-31
Publicado em FERMINO, Fabiana Aidar. Complicações pulmonares não infecciosas tardias após o Transplante Alogênico de Medula Óssea. 2006. Tese (Doutorado) - Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2006.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 122 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/9228

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: Restrito-0148.pdf
Tamanho: 500.5KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta