Células Reguladoras, T CD4+CD25+ e Células NKT na Sepse Grave e Choque Séptico

Células Reguladoras, T CD4+CD25+ e Células NKT na Sepse Grave e Choque Séptico

Título alternativo The regulatory T cell, CD4+CD25+ and NKT cells in Severe Sepsis and Septic Shock
Autor Jardim, Érica Fernandes de Sousa Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Câmara, Niels Olsen Saraiva Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo Sepsis, septic shock and multiple organ failure remain the leading cause of death in the intensive care unit despite significant advances in patient care. However, the mechanisms responsible for this high mortality remain not totally clear, considering that these patients have a generalized immune dysfunction and immunosuppression status. Actually, recent studies have suggested that several lymphocyte subpopulations, among them, the regulatory T CD4+CD25+Foxp3+ and NKT cells, were demonstrated to have an important role in peripheral tolerance. Aim: To determine the frequency the regulatory T CD4+CD25+Foxp3+ and NKT cells, in patients with septic shock and severe sepsis, and evaluate with the clinical correlation ship. Methods: A total of 23 patients were prospectively enrolled: 16 with septic shock and 7 with severe sepsis. Sepsis was diagnosed based on the criteria of the American College of Chest Physicians/ Society of Critical Care Medicine (Bone, 1992). We analysed samples using a quantitative polymerase chain reaction assay to measure the levels of messenger RNA (mRNA) of Foxp3, CTLA-4 and GITR, all related to Tregs phenotype/function, and Vα24JA18 to NKT cells presence in blood samples of the patients with severe sepsis and septic shock in intensive care units. As controls, we used blood samples of 12 healthy subjects. Across of the FACS we studied the frequency the regulatory T CD4+CD25+Foxp3+ and NKT cells in blood samples. Results: our data showed a decreased level of mRNA of Foxp3, CTLA-4 and GITR in groups severe sepsis and septic shock patients as compared to health volunteers (p=0.0184, p=0.008 and p=0.011, respectively). In the analyses of the presence of NKT cells, we observed that patients with sepsis displayed a decreased level of mRNA of the specific molecular marker compared to health volunteers. However, the patients what showed more frequency the NKT cells in periphery had the better survival.

A infecção grave passou a ser combatida mais efetivamente com o advento de novos e potentes antibióticos acompanhando ao aprimoramento da medicina intensiva. No entanto, desafios ainda existem e a infecção continua sendo uma das principais causas de óbito na UTI, pelas complicações como a sepse grave e o choque séptico. Estas duas condições se associam a uma resposta imune dirigida contra o patógeno, que pode também levar a quadros de dano tecidual e disfunção orgânica per se. Nos últimos anos tem sido demonstrado que a resposta imune aos patógenos é regulada por populações celulares especializadas, as células reguladoras. As células T CD4+CD25+Foxp3+ e as NKT são os melhores exemplos destas subpopulações. A descoberta destas células redirecionou os estudos da resposta imune e pode ser também incriminadas na imunossupressão clínica vista nos pacientes com sepse e choque séptico. Objetivos: Determinar a freqüência das células reguladoras, T CD4+CD25+Foxp3+ e NKT, em pacientes com sepse e choque sético, e suas correlações com os desfechos clínicos. Métodos: Foram incluídos em nosso estudo 23 pacientes com quadro clínico e laboratorial de sepse grave (N= 7) e choque séptico (N=16), classificados de acordo com as definições do consenso da Sociedade de Terapia Intensiva e Colégio Americano de Tórax de 1992 que se encontravam nas UTIs. Doze voluntários sadios foram incluídos como controle. Analisamos nas amostras de sangue periférico o mRNA para Foxp3, CTLA-4 e GITR, moléculas relacionadas as células CD4+CD25+Foxp3+, e Va24JA18 para células NKT. Através da citometria de fluxo, avaliamos as freqüências das células CD4+CD25+Foxp3+ e NKT nas amostras de sangue total. Resultados: foi evidenciado uma diminuição da expressão do mRNA de Foxp3, CTLA-4 e GITR nos grupos sepse grave e choque séptico em relação aos sadios (p=0.0184, p=0.008 e p=0.011, respectivamente). Já nas analises celulares para NKT observamos uma diminuição significativa das células NKT nos grupos sepse grave e choque séptico em relação ao saudável. Porém, os pacientes que apresentaram maiores freqüências de células NKT na periferia tiveram um desfecho clínico mais favorável. Conclusões: Estes dados sugerem que os pacientes com sepse grave e choque séptico apresentam uma menor expressão de moléculas relacionadas às células reguladoras, porém sem correlação com os desfechos clínicos.
Palavra-chave Celulas Matadoras Naturais
Choque Septico
Linfocitos T Cd4-Positivos
Sepse
Idioma Português
Data de publicação 2010-03-31
Publicado em JARDIM, Érica Fernandes de Sousa. Células Reguladoras, T CD4+CD25+ e Células NKT na Sepse Grave e Choque Séptico. 2010. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2010.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/9199

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: Retido-186.pdf
Tamanho: 413.8KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta