Caracterização clínica e epidemiológica das infecções de corrente sanguínea causadas por Candida spp. no Hospital São Paulo

Caracterização clínica e epidemiológica das infecções de corrente sanguínea causadas por Candida spp. no Hospital São Paulo

Título alternativo Clinical and epidemiological evaluation of bloodstream infections by Candida spp. at Hospital São Paulo
Autor Wille, Marcos Paulo Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Colombo, Arnaldo Lopes Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Pós-graduação Infectologia - São Paulo
Resumo Among the invasive infections caused by the genus Candida, it is worthwhile to emphasize the clinical relevance of bloodstream infections (BSIs), namely hematogenous candidiasis or candidemia. The hematogenous candidíases is a severe infection which has a high prevalence in medical centers worldwide. The aim of this study is to analyze the evolution of incidence rates of candidemia during the period of 11 years and to evaluate the possible changes in the epidemiological profile of patients with candidemia admitted at the São Paulo Hospital along the 2 periods: 1994-1999 versus 2000-2004. This is a retrospective study developed from a transversal cohort, with data collected prospectively for determination of epidemiological and microbiological features from episodes of candidemia in patients admitted at the São Paulo Hospital during the period of June 1994 to December 2004. The clinical and epidemiological informations by reviewing medical records and were recorded in standard case report form. Candidemia was defined as at least one positive blood culture for Candida sp. after proper antisepsis, being only the first episode of candidemia considered for characterization of clinical cases. The characterization of microbial strains was performed in a single laboratory (LEMI – UNIFESP) by conventional methods. Antifungal susceptibility tests were performed using the broth micro dilution assay according to the methodology by the Clinical and Laboratory Standards Institute (CLSI). All data were stored in database and statistical analysis was performed by SPSS version 15.0 and EPI-INFO version 6.0. We analyzed a total of 388 episodes of BSIs caused by Candida spp, and the prevalence of infection was mainly observed in young adults population (> 14 years-old), which accounted for 61.1% (237/388) from all cases, and 60.3% (234) were male. Candida non-albicans species corresponded to 57.6% (223/388) of the casuistic, being C. tropicalis and isolates of the C. parapsilosis complex the most prevalent species observed along the period studied. In the second study period candidemia was more frequently observed in the elderly population, heart disease, lung disease, liver disease and kidney failure. On the other hand, there was a higher prevalence of neurologic disease and non-fungal infectious syndrome in the second study period. At this time, the major occurrence of degenerative diseases in the individuals indicates more prevalence of these diseases in the elderly. We observed a substantial number of patients about 30% which did not have opportunity to treat with antifungal drugs. The overall mortality documented was 55.4%, with no changes along the period studied. We could demonstrate during the 11 years that there were no significant changes in the incidence of candidemia at the São Paulo Hospital, neither in the pattern of Candida species distribution. In the contrast, we observed a clear tendency of high prevalence of candidemia in young adults and in the elderly populations along the second period, with more records of this infectious disease in individuals with more comorbities.

Entre as infecções invasivas causadas pelo gênero Candida, vale salientar a relevância clínica dos casos de infecção de corrente sangüínea, complicação esta conhecida como candidemia ou candidíase hematogênica. A candidíase hematogênica é uma infecção grave que tem alta prevalência em centros médicos de todo o mundo. Este estudo teve como objetivo analisar a evolução das taxas de incidência de candidemia ao longo do período de 11 anos e avaliar as possíveis mudanças no perfil epidemiológico de pacientes com candidemia internados no Hospital São Paulo ao longo de 2 períodos: 1994-1999 versus 2000-2004.Trata-se de estudo retrospectivo de coorte transversal, com coleta prospectiva de dados, para determinação das características epidemiológicas e microbiológicas de episódios de candidemia em indivíduos internados no Hospital São Paulo, durante o período de junho de 1994 a dezembro de 2004. As informações clínicas e epidemiológicas foram obtidas a partir de 3 bancos de dados constituídos com informações obtidas através de revisão dos prontuários e preenchimento de ficha clínica padrão. Episódio de candidemia foi considerado todo paciente com ao menos uma hemocultura positiva para espécies de Candida spp., sendo somente o primeiro episódio de candidemia considerado para caracterização clínica de casos. A caracterização microbiológica das cepas de diferentes serviços foi realizada em um único laboratório (LEMI-UNIFESP) através de métodos convencionais. A sensibilidade dos isolados do estudo aos agentes antifúngicos foi realizada pelo método da microdiluição em caldo, de acordo com as normas do Clinical and Laboratory Standards Institute (CLSI). Todas as informações referentes aos pacientes foram armazenadas em banco de dados e os cálculos estatísticos foram realizados através do SPSS versão 15.0 e EPI-INFO versão 6.0. Analisamos um total de 388 episódios de infecções de corrente sanguínea causada por Candida spp, sendo que a prevalência da população adulto jovem, acima de 14 anos, foi de 61,1% (237/388), com 60,3% (234) o gênero masculino. As espécies de Candida não-albicans corresponderam a 57,6 % (223/388) da casuística. Dentre as espécies de Candida não albicans, C. tropicalis e isolados do complexo C. parapsilosis foram as espécies prevalentes nos 2 períodos analisados. No segundo período pudemos observar maior prevalência de indivíduos de maior faixa etária, doença cardiológica, doença pulmonar, doença hepática e insuficiência renal. Por outro lado, no primeiro período houve maior frequência de pacientes com doença neurológica e síndrome infecciosa não fúngica. A maior prevalência de doenças degenerativas nos indivíduos do período 2 é compatível com a presença de maior número de idosos no segundo período. Observamos que número substancial de pacientes cerca de 30% não teve oportunidade de tratamento com drogas antifúngicas. A mortalidade geral documentada foi de ordem de 55,4%, sem mudanças ao longo do período. Concluindo, podemos afirmar que ao longo de 11 anos não houve mudança significativa na incidência de candidemia no Hospital São Paulo, nem mesmo no padrão de distribuição de espécies. Por outro lado, verificamos uma clara tendência de maior prevalência de indivíduos adultos jovens e idosos ao longo do segundo período, com conseqüente maior documentação desta complicação infecciosa em indivíduos com maior número de comorbidades.
Palavra-chave Epidemiologia
Infecção da corrente sangüínea
Candida
Candidíase
Idioma Português
Data de publicação 2010-10-27
Publicado em WILLE, Marcos Paulo. Caracterização clínica e epidemiológica das infecções de corrente sanguínea causadas por Candida spp. no Hospital São Paulo. 2010. 93 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2010.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 93 f.
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/9163

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: Retido-294.pdf
Tamanho: 1.581MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta