Avaliação objetiva e subjetiva de idosos usuários de próteses auditivas segundo o desempenho cognitivo e os sintomas depressivos

Avaliação objetiva e subjetiva de idosos usuários de próteses auditivas segundo o desempenho cognitivo e os sintomas depressivos

Título alternativo Subjective and objective evaluation of the elderly users ofhearing aids in the cognitive performance and depressive symptoms
Autor Carvalho, Laura Maria Araújo de Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Iorio, Maria Cecilia Martinelli Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Pós-graduação Distúrbios da comunicação humana (fonoaudiologia) – São Paulo
Resumo Purpose: To evaluate the performance of experienced hearing aid users using sentence recognition in noise tests and self-assessment questionnaires considering cognitive performance, period of hearing aid user, educational level and age. Method: Twenty-five hearing impaired elderly, male and female, experienced binaural hearing aid users were selected. All subjects were evaluated in one session of 90 minutes. A subjective evaluation of cognitive abilities was performed using Mini Exam of Mental State (MEMS) and Alzheimer’s Disease Global Assessment Scale – Cognitive (ADAS-Cog), one to detect depressive state (Geriatric Depression Scale - GDS) and a last one to evaluate the benefits of hearing aid adaptation (IOI-HA). Finally, the Sentence Recognition in Noise Test was administered binaurally in free field order to evaluate speech recognition by varying signal-to-noise ratio (S/N). All subjects have undergone the test wearing their own hearing aids which were dispensed at least three months early. Statistical analysis included dispersion diagrams with their respective lowess curves and Spearmann correlation. Results: Results analysis revealed no correlation among tests scores – MEEM, Adas-Cog, IOI-HA, GDS and signal-to-noise ratio and age and period of hearing aid use. Considering educational level, significant correlations were observed in the scores of MEEM, Adas-Cog, IOI-HA, GDS and Signal-to-noise ratio. In the correlation among the tests, a significant correlation was observed between signal-to-noise ratio and scores of MEEM, Adas-Cog and GDS, and also correlation between Adas-Cog and MEEM and GDS scores. Conclusion: There is no contribution of depressive symptoms, age and period of hearing aid use to explain signal-to-noise ratio. The better the cognitive and educational levels the better the performance in noise.

Objetivo: avaliar, por meio de testes de reconhecimento de sentenças no ruído e questionário de auto-avaliação, o desempenho de antigos usuários de próteses auditivas, segundo o desempenho cognitivo, sintomas depressivos, tempo de uso do AASI, escolaridade e idade. Método: Foram selecionados 25 idosos, deficientes auditivos, de ambos os sexos, antigos usuários de próteses auditivas em adaptação binaural, com idade média de 69,7 anos. Os indivíduos foram submetidos a uma única sessão de avaliação com duração de aproximadamente 90 minutos. Primeiramente foi realizada uma avaliação subjetiva composta por dois testes para avaliar as habilidades cognitivas, o Mini-Exame do Estado Mental (MEEM) e a Escala de Avaliação da Doença de Alzheimer - Cognitiva (ADAS-Cog), um para detectar quadros depressivos (Escala de Depressão Geriátrica), e o outro para avaliar os benefícios da prótese auditiva (QI-AASI). A seguir, foi realizada uma avaliação objetiva, por meio de um teste comportamental para avaliar a habilidade de reconhecimento de fala no ruído que constou da pesquisa da relação sinal/ruído (relação S/R), obtida no teste de Reconhecimento de Sentenças no Ruído (LRSR), em campo livre. Todos os indivíduos realizaram o teste com as suas próprias próteses auditivas, adaptadas há pelo menos três meses. A análise estatística incluiu a elaboração de diagramas de dispersão, com respectivas curvas lowess e o cálculo de correlação de Spearman. Resultados: Os resultados revelaram não haver correlação entre os escores dos testes, MEEM, Adas-Cog, QI-AASI, EDG e da Relação S/R, com a variável idade e o tempo de uso do AASI. No que se refere à variável escolaridade, foram observadas correlações significantes entre os escores dos testes MEEM, EDG e a relação S/R. Já na análise da correlação entre os testes, MEEM, Adas-Cog, QI-AASI, EDG e a Relação S/R observamos correlação entre os escores da relação S/R com os dos testes MEEM, Adas-Cog e EDG além da correlação dos escores do Adas-Cog com os do MEEM e EDG. Conclusão: não há contribuição das variáveis, sintomas depressivos, idade e tempo de uso de próteses auditivas para explicar a relação S/R. Quanto melhor o nível cognitivo e maior a escolaridade melhor é o desempenho do paciente no ruído.
Palavra-chave Idosos
Auxiliares da audição
Questionários
Audiometria da fala
Avaliação de resultados
Perda auditiva
Idioma Português
Data de publicação 2009-01-28
Publicado em CARVALHO, Laura Maria Araújo de. Avaliação objetiva e subjetiva de idosos usuários de próteses auditivas segundo o desempenho cognitivo e os sintomas depressivos. 2009. 105 f. Dissertação (Mestrado em Ciências) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo, São Paulo, 2009.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 105 p.
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/9130

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: Publico-035.pdf
Tamanho: 1.009MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta