Avaliação em gestantes da cicatriz uterina resultante de cesariana prévia pelo histograma escala-cinza e as repercussões na dopplervelocimetria das artérias uterinas

Avaliação em gestantes da cicatriz uterina resultante de cesariana prévia pelo histograma escala-cinza e as repercussões na dopplervelocimetria das artérias uterinas

Título alternativo Evaluation in pregnant women of the uterine scar resulting from previous cesarean by the grey-level histogram and the repercussions in dopplervelocimetry
Autor Santos Filho, Octavio de Oliveira Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Nardozza, Luciano Marcondes Machado Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo Objective: To evaluate Cesarean uterine scar by the grey-level histogram (GLH) in women with a previous cesarean section, performed either during labor or before labor (elective cesarean). Likewise, this work had also the objective of analyzing in the current pregnancy the possible repercussions of the scar of previous cesarean in the dopplervelocimetria of the uterine arteries between 26 and 32 weeks, based on the data from the histogram. Methods: longitudinal prospective study was conducted with 49 women between 11 and 14 weeks of gestation, who were allocated in three groups: 18 pregnant women with a previous elective Cesarean (group A); 14 with a previous Cesarean section performed during labor (group B); and 17 pregnant women with a single previous vaginal delivery (group C). The GLH was made with transvaginal ultrasound, between 11 and 14 weeks, and the dopplervelocimetria of the uterine arteries between 26 and 32 weeks, using the abdominal via. It was calculated the mean, medium and standard deviation (SD) for each group in study. The mean values of the histograms of the control group were used as normality parameter to be compared with the other groups. To compare the average of the three groups, the test of ANOVA was used. A value of (p) < 0.05 was considered statistically significant. Regarding the Index of Pulsatility, the comparison of the groups was made by the no-parametric test of Kruskal-Wallis. Results: GLH in group A varied it from 7,0 to 40,5 (mean: 24,32 and DP: 10,67), in group B from 20,5 to 47,2 (mean: 32,14 and DP: 8,86) and in group C from 21,7 to 58,8 (mean: 41,14and DP: 11,47) p = 0.0001. The medium values of the Index of Pulsatility of group A varied from 0.60 to 1.60 (mean: 0.90 and DP: 0.29), in group B from 0.53 to 1.43 (mean: 0.87 and DP: 0.24) and in group C from 0.65 to 1.65 (mean:1.01 and DP: 0.37) p = 0.6329. Conclusions: There was significant difference of GLH in the region of the uterine scar of previous cesarean, when this was electively and when performed during labor, suggesting larger tissue change in the elective cesarean. There were not repercussions of the scar of previous cesarean in the dopplervelocimetria of the appraised uterine arteries from 26 to 32 weeks, based on the data from the histogram.

Objetivos: Avaliar a cicatriz uterina pelo histograma escala-cinza (HEC) em gestantes primíparas com uma cesariana prévia, considerando quando esta foi realizada fora do trabalho de parto (cesárea eletiva) ou durante o trabalho de parto. Outrossim, teve este trabalho também o objetivo de analisar na gravidez atual as possíveis repercussões da cicatriz de cesariana prévia na dopplervelocimetria das artérias uterinas entre 26 a 32 semanas a luz dos dados apurados pelo histograma. Métodos: Estudo longitudinal prospectivo em 49 gestantes, divididas em três grupos: 18 gestantes com cicatriz prévia resultante de cesariana eletiva (grupo A); 14 gestantes com uma cicatriz prévia oriunda de cesariana executada em trabalho de parto (grupo B); 17 gestantes cujo único parto anterior foi realizado por via vaginal (grupo C). O HEC foi efetuado entre 11 e 14 semanas pela ultrassonografia transvaginal e a dopplervelocimetria das artérias uterinas entre 26 e 32 semanas pela via abdominal. Foram calculadas as médias, medianas e desvios-padrão para cada grupo em estudo. A média dos valores dos histogramas do grupo controle serviu como parâmetro de normalidade a ser comparado com os outros grupos. Para se comparar as médias dos três grupos, utilizou-se o teste de ANOVA. O valor de (p) <0,05 foi considerado estatisticamente significante. Já em relação ao Índice de Pulsatilidade, a comparação dos grupos foi conduzida pelo teste não-paramétrico de Kruskal- Wallis. Resultados: O HEC do grupo A variou de 7,0 a 40,5 (média: 24,32 e DP: 10,67), no grupo B de 20,5 a 47,2 (média: 32,14 e DP: 8,86) e no grupo C de 21,7 a 58,8 (média: 41,14 e DP: 11,47) p = 0,0001. Os valores médios do Índice de Pulsatilidade do grupo A variou de 0,60 a 1,60 (média: 0,90 e DP: 0,29), no grupo B de 0,53 a 1,43 (média: 0,87 e DP: 0,24) e no grupo C de 0,65 a 1,65 (média: 1,01 e DP: 0,37) p= 0,6329. Conclusão: Houve significativa diferença do HEC na região da cicatriz uterina de cesárea prévia, quando esta foi realizada eletivamente e quando foi feita na vigência do trabalho de parto, sugerindo maior alteração tecidual na cesariana eletiva. Não houve repercussões da cicatriz de cesariana prévia na dopplervelocimetria das artérias uterinas avaliadas de 26 a 32 semanas, a luz dos dados apurados pelo histograma.of the uterine arteries
Palavra-chave Cicatriz
Dopplervelocimetria
Histograma
Cesárea
Fluxometria por laser-doppler
Idioma Português
Data de publicação 2010-04-28
Publicado em SANTOS FILHO, Octavio de Oliveira. Avaliação em gestantes da cicatriz uterina resultante de cesariana prévia pelo histograma escala-cinza e as repercussões na dopplervelocimetria das artérias uterinas. 2010. Tese (Doutorado) - Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2010.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 83 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/9117

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: Retido-284a.pdf
Tamanho: 284.8KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo
Nome: Retido-284b.pdf
Tamanho: 1.601MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo
Nome: Retido-284c.pdf
Tamanho: 1.443MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo
Nome: Retido-284d.pdf
Tamanho: 1.637MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta